A VIAGEM AO CANADÁ (02) – Por Maria do Carmo Leite Calado.

VISITANDO O CANADÁ (Toronto)

 

 

 

Passei dois dias visitando essa cidade. Bem maior do que Montreal. A vida é mais agitada, a cidade é mais povoada. Ao lado de prédios antigos, também existem os modernos, a maioria de vidros espelhados.
As estradas em todos os percursos são largas, muito bem sinalizadas e conservadas. Os carros, todos com os faróis acesos sem excessão, e na maioria, são grandes e, nos fins de semanas, transportam a família. Vi muitos pais levando suas crianças em carrinhos, cujas cadeiras são em fila: criança maior atrás e menor na cadeira da frente. Uma raridade ver um pai ou mãe com a criança no braço ou no colo. Até nos parques as crianças sempre estão nos seus carrinhos. Aos domingos os parques e lugares turísticos ficam lotados de pais e filhos. Ficam na relva que mais parece tapete verde, entremeados de mesas e cadeiras para grupos fazerem seus piqueniques. Impressiona a limpeza permanente das praças e parques. Ninguém ousa deixar o menor vestígios de suas passagens.
No trajeto de Montreal para Toronto, entre as cidades de Kingston e Brockville, visitamos a região das 1000 ilhas, nome dado a um lugar mágico, um paraíso a céu aberto. Dizem que são quase 2.000 ilhas e ilhotas num lago do rio St. Lawrence, do lago Ontário do rio Niágara e do lago Erie.
Esse tour é feito num catamarã, por cerca de duas horas e a paisagem que surge diante dos olhos é de paralisar a respiração. Cada ilha é propriedade privada, com construções de casas belíssimas e até castelos, tipo medievais. O turista fica perdido, sem saber prá onde olhar, tamanha beleza, a natural e a ousada pelo homem: mistura perfeita.
Ainda Toronto, visitamos a CN Tower, a segunda maior torre do mundo, com 553 metros de altura. Subimos num elevador panorâmico, tão rápido que dá um zumbido nos ouvidos e frio na barriga. Do alto têm-se uma visão de toda a cidade, num observatório que fica a 342 metros de altura. Espantoso, incrível o cenário que se apresenta aos olhos. Experimentei uma emoção indescritível, parecia estar numa obra humana e muito perto de Deus!

Niágara Falls

No último dia nessa cidade fomos escalar uma outra torre, mais modesta, mas de onde podemos observar as cataratas do lago Niágara – O Niágara Falls – que fica na fronteira entre a província canadense de Ontário e o estado de Nova Iorque nos EEUU.
Fizemos um tour num cataramã e chegamos bem perto da queda d’água. Deslumbrante espetáculo, disponível 24 horas por dia. Uma sensação de espanto e medo. Passamos debaixo daquele véu que se forma pela força da água ao cair no lago. Estávamos protegidos por capas plásticas que só deixava de fora o rosto, parte do corpo que ficou molhado.

Compartilhe esse texto com seus contatos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *