NOTA PESAR : FALECEU JEFFERSON CORDEIRO VALENÇA.

 FALECEU

DR. DEZINHO DE SEU LILI

 

Do estimado colaborador Paulinho Foerster, recebemos a notícia que repassamos aos nossos leitores. Faleceu hoje pela manhã o Dr. Jefferson Cordeiro Valença ou, para nós sanharoenses, Dr. Dezinho. Era filho de dona Nazinha – Maria Aurora Madeiros Valença e de seu Lili – Elias Cordeiro Valença e formado em odontologia, em 1952. Dentre seus irmãos, vivos, residentes em Sanharó, citamos dona Anilda Valença Foerster (viúva do ex-vereador e ex-prefeito, Paulo Foerster) e Valdemir Cordeiro Valença.

Atuou profissionalmente por muitos anos aqui em nossa terra. Além disso, prestou eméritos serviços como Professor do Ginásio Pio XII e da Escola Normal Emilia Câmara. Escolas criadas pelo saudoso Padre Heraldo Cordeiro de Barros que mudou a história de Sanharó. Dr. Dezinho, juntamente com Tonico Caraciolo, Amaro Soares de Souza, dona Conceição Lemos Pereira, o ex-padre José Vanildo Cordeiro e alguns abnegados transformaram a vida de muitos sanharoenses oferecendo-lhes uma oportunidade de crescimento intelectual e profissional.

Enfim, deixar aqui e agora registrado que Sanharó tem uma dívida de gratidão com esse homem pelo que foi e mais ainda pelo legado deixado aos seus antigos alunos.

A dona Zuleide Valença, em nome dos demais familiares as condolências da Família OABELHUDO.

Dom Pablito

Transcrevo o bilhete enviado pelo nosso colaborador:

 

Paulinho de Lá

A notícia, desta vez, não é boa, mas faz parte de qualquer ser vivo.
Faleceu no início da manhã,e foi sepultado no final de tarde no Cemitério da Paz, Dr. Jefferson ou Dr. Gerson, para mim era tio Dezinho.
Além de ser primeiro dentista de Sanharó, sua terra natal, onde residiu por longos anos e onde nasceram vários dos seus filhos. Creio que ele fazia parte do grupo dos primeiros professores dos colégios de Sanharó. Além das citações, era um sanharoense nato. Tricolor doente, e me recordo que todos os domingos que o Santa jogava, lá em casa estavam alguns torcedores para assistirem o jogo pelo rádio (Seu Ernesto Barbeiro,Dezinho, Eriberto, algumas vezes João Pessoa, além de mim). Em Sanharó nessa época não tinha energia elétrica.

 

Compartilhe esse texto com seus contatos:

7 Responses to NOTA PESAR : FALECEU JEFFERSON CORDEIRO VALENÇA.

  1. Leonor Medeiros disse:

    Meu primo. Na verdade, Nazinha era irmã de meu avô, Antônio Medeiros Valença. Portanto, Jefferson era primo em primeiro grau de minha mãe (Maria de Medeiros). Triste notícia. Por favor, transmita nossos sinceros pêsames à família. Leonor Medeiros/Recife.

  2. Jurandir Carmelo disse:

    Ao Paulo e Flávio Foerster – (meus contemporâneos no Ginásio Cristo Rei), peço transmitir a dona Zuleide e demais familiares do Mestre Jefferson Cordeiro Valença os nossos pêsames. Tive a oportunidade em conhecê-lo, bem assim os demais filhos e filhas e outros familiares de seu Lili e dona Nazinha. Eram amigos dos meus saudosos pais, o velho jornalista Paulo de Oliveira e dona Ninfa. Fomos vizinhos por muitos anos na Rua Barão de Vila Bela, aqui em Pesqueira. Lembro-me bem de que às quartas-feiras e aos domingos os filhos de seu Lili e dona Nazinha vinham para visitação aos pais. Era uma verdadeira festa, principalmente para Neide e Edite, que de tudo fazia para bem receber os irmãos, cunhadas, cunhados, sobrinhos, enfim a grande família Cordeiro Valença, a qual deixou para Sanharó e Pesqueira o legado da correção, da decência e do trabalho. (Jurandir Carmelo – Pesqueira)

  3. André Valença disse:

    Meu avô vai deixar saudades.. linda história, grande família e inúmeros amigos … é uma satisfação e orgulho ser neto dele, será sempre meu vô querido que tanto amo!

  4. anderson bezerra de menezes disse:

    HÁ COISAS QUE QUE SE IMPREGNA NA CABEÇA DAS PESSOAS E NÃO SAEM NUNCA. FIZ UM GOL, APESAR DE NÃO SER GOLEADOR, CONTRA UM TIME DE ALAGOINHA, QUE DR DEZINHO CHAMOU-ME APÓS O JOGO E DISSE: “TENHO VISTO MUITOS JOGOS NO RECIFE HÁ MUITO TEMPO E NUNCA VI UMA FEITURA DESTA”. QUE DEUS O COLOQUE NO LUGAR QUE ELE MERECE.

  5. José Nilson disse:

    Grande mestre e bom profissional, Dr. Dezinho deixa um legado inestimável em nossa cidade. Fui seu aluno no Ginásio Professor Donino,(em Belo Jardim) de francês, e no Ginásio Comercial Pio XII de biologia, em Sanharó. Gostava de caçar e de se divertir. Foi um dos dirigentes no nosso Clube Lítero (antes era a Sede), levando as coisas a sério e com respeito.

    • Dom Pablito disse:

      Como professor era bom no que ensinava e era também disciplinador. Boa lembrança essa do Ginásio Professor Donimo, onde também estudei entre 66 e 68. Já vão tantos anos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *