POESIA/CORDEL – ANO NOVO, VIDA NOVA (?) – Por João Roberto Maciel Aquino.

ANO NOVO… VIDA VELHA…(?)

 

 

 

Com o Ano Novo chegando

Se enche de promessa o ar:

Iniciar uma dieta,

Ir à missa, caminhar,

Diminuir a cachaça,

Parar de vez de fumar.

 

1º do ano e, nada

Do prometido se vê

– É confraternização,

O que é que eu posso fazer?

Amanhã é vida nova,

Eu vou mostrar pra você.

E lá vou eu, Zé Promessa

Cumprindo meu ritual.

Aguento um mês, apulso,

Aí chega o carnaval

Quebro a promessa e juro

Depois voltar ao normal.

 

Mas, chega a Semana Santa,

Fica a coisa complicada

Vinho pra tudo que é lado

Bredo, maxixe, imbuzada,

Arroz e feijão de côco,

Peixada, bacalhoada.

Stand by nas promessas

Aí, termina o verão.

Chegam as comidas de milho,

O frio é uma tentação,

O jeito é deixar o regime

Só pra depois do São João.

Passa o São João e, de novo

Tento suspender a cana.

E a Festa das Marocas?

Eita tentação sacana,

E os Festivais de Inverno

Com festa toda semana?…

Tem nada não. Em setembro

Vou cumprir o prometido

Mas, chega a Festa do Leite

Pronto, agora tô fudido

Só de outubro pra novembro

Vejo meu pleito cumprido.

 

Padroeira do Brasil,

Lá vem um feriadão.

Padroeiro da cidade,

O Sagrado Coração

Haja festa e haja motivo

Para bebemoração.

E entre uma festa e outra,

Casamentos, batizados,

Formaturas, aniversários,

Um título conquistado

Pelo meu time querido

Não dá pra passar lotado.

 

O Ano Novo ficou velho

Só eu não fico mais novo

Revejo lá meus conceitos

Prá no próximo Ano Novo

Ver se consigo cumprir

Minhas promessas, de novo.

João Roberto

Compartilhe esse texto com seus contatos:

4 Responses to POESIA/CORDEL – ANO NOVO, VIDA NOVA (?) – Por João Roberto Maciel Aquino.

    • Dom Pablito disse:

      Caríssima Natalia. Se você puser o nome João Roberto no link PROCURA, encontrará diversas poesias deo autor. Esse, é um craque! Obrigado por prestigiar o nosso blog.

  1. Carlos Elder disse:

    João,
    Valeu por mais essa!!! Poesia catalogada.

    • Dom Pablito disse:

      Caro Elder. Na segunda-feira, postei um video com você cantando – Meus Tempos de Criança em Sanharó. Se não o viu, aproveite. O mesmo foi posto em homenagem a dois conterrâneos que aniversariavam naquela data.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *