CARUARU : DISPUTA EM QUEIROZ E MIRIAM ESTÁ EMPATADA.

CARUARU

Disputa entre Queiroz e

Miriam está empatada

 

 

 

Faltando sete meses para as eleições, o cenário da sucessão municipal em Caruaru, maior colégio eleitoral do Interior, aponta para uma disputa acirrada entre o prefeito José Queiroz (PDT), que tentará a reeleição, e a ex-deputada Miriam Lacerda (DEM). Pesquisa do Instituto Opinião, contratada exclusivamente pelo Blog do Magno, mostra um empate técnico entre os dois postulantes. Queiroz aparece com 35% e Miriam 34,1%. A margem de erro é 4%.

O candidato do PSDB, Diogo Cantarelli, recebeu 3,8% das indicações; Rivaldo Soares (PMDB) 3,2%; Licius Cavalcanti (PCdoB) 1,2%; Fábio do PSOL, 0,3%; e Marcelo Rodrigues (PV), 0,3%. Brancos e nulos somam 9,3% e os indecisos estão na faixa dos 12,8%. Foram aplicados 601 questionários na cidade de Caruaru e nas comunidades rurais de Cachoeira Seca, Juá, Lajes, Murici, Rafael e Terra Vermelha, entre os dias 31 de março e 1º de abril. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o protocolo de número PE-00011/2012.

Na pesquisa espontânea, modelo pelo qual o entrevistado é forçado a lembrar do nome do candidato sem o auxílio do cartão, o prefeito lidera com 22,6% contra 14,3% de Miriam. Foram citados, ainda, Tony Gel (DEM) por 2,5% dos entrevistados e mais os seguintes nomes: Rivaldo Soares com 1%; Diogo Cantarelli, 0,7%; Licius Cavalcanti, 0,5%; Raquel Lyra (PSB), 0,3%; João Lyra (PDT), 0,2%; Marcelo Rodrigues, 0,2%; e Romildo Arruda 0,2%. Nesta modalidade, os indecisos sobem para 52%.

Entre os entrevistados, José Queiroz aparece melhor situado entre os eleitores do sexo masculino (36,5% contra 33,8% de Miriam), na faixa etária acima de 60 anos (41,9% a 32,7%), entre os que têm curso médio (37% a 31%), nos que cursam ensino superior (47,6% a 25,4%) e, por fim, entre os que ganham entre três a cinco salários mínimos. A amostra também aponta que 44,4% dos caruaruenses desaprovam a gestão e 43,8% aprovam.

Já Miriam aparece melhor situada entre os jovens (40,4% contra 34,5% de Queiroz), entre os eleitores com grau de instrução até a quarta série (40% a 29,3%), da quinta série a oitava série (38,8% a 31%) e entre os que ganham até um salário mínimo (39,5% a 25,3%).

Fonte: FolhaPE

Compartilhe esse texto com seus contatos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *