JUSTIÇA AMERICANA : JUIZ CONDENA ASSASSINO À EXECRAÇÃO PÚBLICA.

“Eu matei Aaron Coy enquanto

dirigia bêbado”

 

Um juiz obrigou Michael Giacona, que dirigiu alcoolizado e matou o jovem Aaron Coy, a se humilhar publicamente.

 

NUMA DECISÃO ATÍPICA, MAS EXEMPLAR,

JUIZ OBRIGA ASSASSINO NO TRÂNSITO A

SE HUMILHAR PUBLICAMENTE;

EIS UMA BOA IDEIA PARA O BRASIL

 

 

Uma decisão judicial no Texas, atípica, mas exemplar, poderia ajudar a reduzir as mortes no trânsito, se fosse seguida no Brasil, o país onde mais pessoas são mortes pela combinação de álcool e direção. Um juiz obrigou Michael Giacona, que dirigiu alcoolizado e matou o jovem Aaron Coy, a se humilhar publicamente. Ele foi obrigado a se expor publicamente, tendo à sua frente um cartaz onde se podia ler: “Eu matei Aaron Coy enquanto dirigia bêbado”.

Giacona foi obrigado a ficar parado, durante um dia inteiro, diante do cartaz. De acordo com o juiz, isso serviria para que ele pudesse demonstrar remorso pela vítima. A pena, evidentemente, não foi a única. Giacona também foi condenado a um ano de prisão.

O caso, no entanto, gerou um debate nos Estados Unidos sobre a humilhação imposta ao réu. De acordo com o juiz, a decisão tinha como finalidade dissuadir pessoas que, impunemente, bebem e, em seguida, ligam a ignição.

Fonte: Brasil 247

Compartilhe esse texto com seus contatos:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *