(A DIFÍCIL CONVIVÊNCIA) – A POESIA DE SEBASTIÃO GOMES FERNANDES.*

A difícil convivência!

 

“Os casais alcançariam à paz que tanto sonharam / A família poderia alcançar maior estabilidade /O lar abençoado e mais acolhedor!”

 

A vida foi concebida

Para ser vivida em harmonia e fraternidade.

Mas nós, homens e mulheres,

Deixamos passar tamanha oportunidade.

Caímos então no ostracismo e no desvario!

 

E aí nos fechamos diante dos problemas,

Enchemo-nos de medo.

Deixamos de enfrentá-los

Com a devida força e determinação.

 

É o ser humano criativo.

Com vontade e determinação,

Em favor de si mesmo… Melhoraria,

Passaria a viver em função do bem,

E estaria contribuindo para melhorar o mundo!

 

A vida ficaria mais aprazível, mais dinâmica.

As diferenças seriam dirimidas ou atenuadas!

O mundo (Planeta Terra) teria mais brilho, mais harmonia.

 

A convivência tornar-se-ia mais afetiva e harmônica!

Homens e mulheres poderiam

Melhorar sua qualidade de vida!

Os casais alcançariam à paz que tanto sonharam,

A família poderia alcançar maior estabilidade.

O lar abençoado e mais acolhedor!…

As flores que encantam e perfumam os espíritos,

Também os alimenta e favorece o seu crescimento…

Abrindo-lhe as portas para ingresso a caminho da paz,

A caminho do nirvana!

 

Os desafios continuam,

É cogente buscar motivos para tornar a convivência

Mais parceira e mais humana.

Solucionados tais desafios,

Será possível um bom relacionamento,

E aí a vida passaria a ser um mar de rosas

A perfumar e embelezar o cotidiano!

Cabe sim a cada um assumir seu papel!

Não deixar que picuinhas venham intervir

Em seus relacionamentos!

 

Veja que para se chegar a um estado de paz,

Muito tem que se fazer para de fato conquistá-la!

Muita compreensão, muita disponibilidade e muito amor!

Amor este,

O maior desafio!

Pois não deve ser molestado, desvirtuado!

Se soubermos fazer bom uso deste sentimento,

Estaremos construindo uma boa convivência.

Como a primavera,

Responsável por fazer o mundo

E a nossa vida mais florida!

Mais alegre e feliz!

 

Se pudermos ser felizes, poderemos acabar,

Com a difícil convivência!…

Poderemos amar de verdade!

 

Pesqueira – Novembro de 2012.

 

*Autor: Sebastião Gomes Fernandes. Poeta, Escritor, Presidente d APLA  –  Academia Pesqueirense de Letras e Artes.

 

 

Compartilhe esse texto com seus contatos:

4 Responses to (A DIFÍCIL CONVIVÊNCIA) – A POESIA DE SEBASTIÃO GOMES FERNANDES.*

  1. Márcio André disse:

    Não gostei do poema! Só politicamente correto. Não explora a profundidade da convivência, não tem beleza, só lugar comum e visão religiosa do autor como pano de fundo.

  2. João Roberto Maciel de Aquino disse:

    Isso merece uma reflexão.
    Parabéns, poeta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *