Daily Archives: 10 de janeiro de 2013

PERNAMBUCO: EDUARDO QUER PREFEITOS AFINADOS COM O GOVERNO*

 “Temos que colocar a responsabilidade no colo de cada uma das partes. Isso não quer dizer que a falta de colaboração dos municípios é generalizada. Há municípios que colaboram” Eduardo Campos.

“Temos que colocar a responsabilidade no colo de cada uma das partes. Isso não quer dizer que a falta de colaboração dos municípios é generalizada. Há municípios que colaboram” Eduardo Campos.

 

Nos próximos dias 21 e 22 de fevereiro, o secretário estadual da Casa Civil, Tadeu Alencar (PSB), se encontrará com os 184 prefeitos pernambucanos para ressaltar a importância dos gestores municipais fazerem uma administração eficiente. O objetivo é evitar ao máximo a possibilidade de ocorrências de fatos negativos até o final do mandato do governador Eduardo Campos, já que o socialista pode se candidatar a presidente da República em 2014. Esta é mais uma estratégia do gestor para ganhar mais visibilidade em nível nacional e se potencializar como possível postulante à presidência, seja nas próximas eleições ou em 2018.

Uma das principais áreas visadas é a ressocialização de menores infratores. No mês passado, representantes de órgãos nacionais como a Rede Nacional de Defesa do Adolescente em Conflito com a Lei (Renade) e o Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), entre outras entidades, estiveram no Estado para verificar as condições de assistência aos jovens na Fundação de Atendimento Socioeducativo de Pernambuco (Funase). Houve relatos de requintes de crueldade, superlotação nas celas e más condições de alimentação e higiene, além das sete mortes em 2012 em decorrência de quatro rebeliões no ano passado, e o caso foi parar na Secretaria de Direitos Humanos da presidência.

O Governo do Estado também realizou reuniões com representantes do Ministério Público Estadual (MPPE) e do Tribunal de Justiça (TJ-PE), para enfatizar a necessidade de maior fiscalização dos órgãos nas prefeituras. As áreas de educação e saúde também receberão atenção especial.

“Queremos que haja uma sinergia entre as políticas do Estado e dos municípios. Até mesmo as tarefas que, tradicionalmente, são de responsabilidade do Estado dependem também das políticas municipais”, afirmou Tadeu Alencar, em entrevista ao Jornal do Commercio. “Quando se faz um bom governo, a política está feita”, acrescentou o secretário.

Para evitar equívocos de interpretação, o dirigente deu a entender que os recados a serem repassados aos gestores não se tratam de fazer “pressão” ou “sobrecarregá-los”. “Temos que colocar a responsabilidade no colo de cada uma das partes. Isso não quer dizer que a falta de colaboração dos municípios é generalizada. Há municípios que colaboram”, disse.

O governador Eduardo Campos procura, cada vez mais, ampliar a sua esfera de diálogo com forças políticas em nível nacional, além de afinar suas diretrizes com os prefeitos do PSB espalhados pelo Brasil. Mais do que estreitar a relação com membros dos Poderes Legislativo e Executivo, o socialista busca apoio de órgãos do Judiciário que possam ajudá-lo a terminar o mandato com o mínimo possível de repercussões negativas e, em consequência, manter a fama de gestor moderno e inovador.

*Fonte: Leonardo Lucena_PE247

EDUCAÇÃO: Piso salarial dos professores terá reajuste de 7,97% em 2013*

 

Professores dão aulas em mais de uma escola para ter um salário compatível.

Professores dão aulas em mais de uma escola para ter um salário compatível.

 

O valor piso salarial nacional do magistério da educação básica terá reajuste de 7,97% em 2013. A informação foi divulgada hoje (10) pelo Ministério da Educação. Com o aumento, o valor passa de R$ 1.451 para R$ 1.567 e já será pago, por estados e municípios em fevereiro. A composição do piso leva em conta o custo anual por estudante dos últimos dois anos, calculado pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

O reajuste do piso em 2013 não segue a tendência de aumento dos últimos dois anos, quando foi registrado 22%, em 2012, e 18%, em 2011. Segundo o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, o reajuste menor é por causa da desaceleração da economia e da queda na arrecadação de receitas. O Fundeb é um fundo contábil e composto por uma cesta de impostos e transferências estaduais e municipais, e sua vigência se estende até 2020. Por lei, pelo menos 60% dos recursos do Fundeb devem ser usados para pagamento do salário dos professores e gestores educacionais.

“Não tem o mesmo impacto que a correção do ano passado, mas é um reajuste acima da inflação. O problema é que nós partimos de um patamar muito baixo de salário, R$ 1.567, é pouco mais que dois salários mínimos”, disse o ministro.

*Fonte: AGBrasil / Heloisa Cristaldo

EDUCAÇÃO : GOVERNO DARÁ UMA BOLSA DE INCENTIVO AOS ALUNOS COTISTAS*

Cotistas com baixa renda receberão bolsa de R$ 400

Benefício será para alunos de cursos com carga diária superior a 5 horas

 

 

 Aloizio Mercadante diz que cotistas receberão por Cartão Magnéticos.

Aloizio Mercadante diz que cotistas receberão por Cartão Magnéticos.

 

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou nesta terça-feira que parte dos estudantes de baixa renda que ingressarem pelo sistema de cotas em universidades federais receberá uma bolsa mensal de R$ 400. Ela deverá ser dada a alunos com renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio, e que frequentem cursos com mais de cinco horas de jornada diária. O objetivo é que possam pagar as despesas do curso. A intenção é incluir a bolsa numa medida provisória que já tramita no Congresso e trata de Educação.

Atualmente, o governo já paga um benefício de R$ 400 para alunos de mesmo perfil que sejam bolsistas do Programa Universidade para Todos (Prouni), que dá bolsas para alunos de baixa renda que estudem em instituições de ensino superior privadas.

LEIA A ÍNTEGRA DA MATÉRIA:

Cotistas com baixa renda receberão R$ 400

*Fonte: ANDRÉ DE SOUZA / O Globo
.

DESPERDÍCIO: Metade da Comida do Mundo vai Parar no LIXO*

Criança sofre o flagelo da fome. A ave à espreita...Metade da comida jogada no lixo.

Criança sofre o flagelo da fome. A ave à espreita…Metade da comida jogada no lixo.

 

Um relatório de uma organização britânica indica que até metade de toda a comida produzida a cada ano no mundo, ou cerca de dois bilhões de toneladas, vão parar no lixo.

O documento, intitulado Global Food; Waste not, Want not (“Alimentos Globais; Não Desperdice, Não Queira”, em tradução livre), diz que o desperdício está ocorrendo devido a uma série de motivos, entre eles as condições inadequadas de armazenamento e a adoção de prazos de validade demasiadamente rigorosos.

Outro problema é a preferência dos consumidores por alimentos com um formato ou cor específicos. O estudo diz que até 30% das frutas, verduras e legumes plantados na Grã-Bretanha sequer são colhidos por causa de sua aparência.
O desperdício de alimentos também implica em desperdício de recursos usados para a produção deles, como água, áreas para agricultura e energia, alertou o relatório publicado pela Institution of Mechanical Engineers, uma organização que representa engenheiros mecânicos e reúne cem mil membros no Reino Unido.

LEIA A ÍNTEGRA DA MATÉRIA:

Metade da comida do mundo vai parar no lixo, diz relatório

*Fonte: BbcBrasil