Daily Archives: 24 de janeiro de 2013

FRENTE NACIONAL DE PREFEITO PEDE LIBERAÇÃO DE MÉDICOS FORMADOS NO ESTRANGEIRO*

medicina-simbolo

Para suprir falta de médicos no país,

governo quer convocar estrangeiros

Prefeitos reclamam que não conseguem médicos para trabalhar em periferias de grandes cidades

 

O governo federal estuda promover uma “chamada internacional” de médicos para trabalhar no Brasil. Segundo a coluna de Ilimar Franco no GLOBO desta quinta-feira, a proposta é da Frente Nacional de Prefeitos e da Associação Brasileira de Municípios. O Ministério da Saúde recebeu a tarefa de viabilizar juridicamente a ideia. Os prefeitos reclamam que não conseguem profissionais para atender na periferia das grandes cidades.

Os prefeitos Roberto Claudio (Fortaleza), Geraldo Julio (Recife), Luciano Cartaxo (João Pessoa) e Carlos Eduardo (Natal) defenderam este caminho para a presidente Dilma. A ideia é importar médicos de Portugal e Espanha, onde há muito desemprego no setor. Hoje na Espanha, a cada cinco médicos aposentados na rede pública apenas um novo é contratado. Antes da crise, cinco eram chamados.
Enquanto isso, no Brasil, cada médico que se forma tem como primeiro emprego 1,5 vagas só na rede pública. Por isso, mesmo oferecendo incentivos salariais, prefeitos e governadores não conseguem profissionais para atender nas periferias e nas cidades do interior.

LEIA A ÍNTEGRA:

Para suprir falta de médicos no país, governo quer convocar estrangeiros

*Fonte: O Globo

Prefeitos dizem enfrentar dificuldades para contratar médicos*

Profissional médico para cidades do interior é a maior dificuldade.

Profissional médico para cidades do interior é a maior dificuldade.

O presidente da Associação Brasileira de Municípios (ABM), Eduardo Tadeu, disse hoje (22) que os prefeitos têm enfrentado dificuldades para contratar médicos. O relato foi feito ao ministro da Saúde, Alexandre Padilha. Durante a reunião, a associação e outras entidades representativas entregaram carta endereçada a presidenta Dilma Rousseff em que pedem a adoção de medidas por parte do governo federal para resolver o problema.

Segundo Tadeu, as prefeituras tentam de várias formas contratar médicos, mas não conseguem preencher as vagas. “Eu fui prefeito por oito anos e nunca consegui completar o número de médicos necessário nas unidades básicas de saúde. Tem um número pequeno de profissionais e os municípios ficam quase fazendo um leilão por esses profissionais”, contou.

Para resolver o problema, o presidente defende ampliação das vagas nas faculdades de medicina e mais facilidades para a contratação dos profissionais formados no exterior. “Esses médicos [graduados fora do país] poderiam prestar serviços nos municípios mais necessitados, principalmente na atenção básica. O governo poderia flexibilizar o exame exigido para esses profissionais, até mesmo reconhecendo algumas faculdades estrangeiras”, sugere.

Atualmente, a taxa é 1,9 médico por mil habitantes no Brasil. Para o Ministério da Saúde, o ideal seria elevar para 2,7 médicos por mil habitantes, o mesmo índice do Reino Unido. No ano passado, o ministério anunciou a criação de cursos de medicina e expandir as vagas nas faculdades já existentes, com o objetivo de ampliar o número de profissionais no país.

A ABM e as outras entidades agendaram uma nova reunião sobre o tema para segunda-feira (28) com o ministro da Saúde.

*Fonte: Agência Brasil

ARTIGO: Em Busca da Paz – Por Sebastião Gomes Fernandes*

EM PLENO SÉCULO XXI O HOMEM PRESCINDE DA PAZ

Que em 2013 o ser humano busque a paz!!!

Paz, o que é a paz!? Se estiver bem comigo mesmo, estou em paz. Se estiver de bem com o outro também estou em paz. Isto é a paz possível que tanto procuramos.
A paz possível é também, aquela onde existe a ausência da guerra… É sabermos entender o outro, é viver em harmonia, em comunhão.
Divaldo Pereira Franco diz que a paz é resultado da Lei natural – o amor – que vige em toda parte do Universo.

A paz é possível desde que usemos nossa inteligência com racionalidade, com perspicácia e boa vontade, dispensando todo e qualquer cuidado para com os ingredientes a serem usados, para que se tenha bom proveito é necessário que passem por uma seleção rigorosa de qualidade e de aprovação do nosso sentir, pois, só assim certamente teremos oportunidades de contribuir para que o resultado seja uma paz verdadeira e profícua que tanto se deseja alcançar!…

Quando nos dispomos a fazer um bolo que agrade e satisfaça o paladar e nos alimente satisfatoriamente, preocupamo-nos primeiramente com a escolha dos ingredientes, como melhor farinha de trigo, açúcar, ovos, fermento, bem como outras substâncias que venham complementar a receita escolhida. Assim deve ser nossa preocupação constante para por em prática no dia a dia, atitudes e ações que estejam voltadas para dirimir um pouco as intempéries e as dificuldades que a vida nos atribui. Se tivermos a grandeza de aglutinar todos estes ingredientes dando-lhes um toque do nosso carinho e amor, estaremos sim a caminho da paz que desejamos.

A paz está no intimo de cada um. Está na criança, no jovem e também no adulto. É claro que para cada faixa etária, o Pai tem um tratamento adequado que deve ser sistematizado e conduzido.
A paz – serenidade – é o antídoto que uma vez aplicado eliminará os efeitos nocivos advindo do estado de guerra que mexe com toda nossa estrutura física, com nossa personalidade. Guerra que travamos com nós mesmos quando nos deparamos com nossas incertezas, mazelas e indiferenças… Guerra que travamos com o mundo, com nossos semelhantes, que na sua maioria é motivada pelo sentimento mesquinho que acompanha todo ser humano, a exemplo do egoísmo, da arrogância, do orgulho e ambição desenfreada, sem limites. Paz que queremos a todo custo! E que muitos não se importando com que meios, métodos usam para se chegar a ter e ou estar de posse dessa prerrogativa – A paz sem limites, sem escrúpulos!

Cabe aqueles que querem a paz, tomar consciência do seu potencial de discernimento e de observação que trazem quando de suas manifestações e explosões da vida! Somos criaturas predestinadas à superação das adversidades e amarras que a vida nos apresenta como desafios. Tais desafios que mexem em sua maioria com nosso brio, com nossa conduta e maneira de ser. Como possuímos por natureza a essência da pureza e do amor em nossas entranhas, poderemos desde que queiramos, usar o nosso livre-arbítrio e caminharmos em direção do verdadeiro sentimento que pode nos tranquilizar, nos fazer serenos, sempre a serviço do bem de todos e da preservação do mundo onde vivemos.
Buscar conhecer-se é o papel que o homem deve desenvolver procurando e estudando com afinco o por quê de sua existência, qual a fórmula e quais as condições necessárias para que nós humanos entendamos a importância do existir!
Depois de tantos questionamentos podemos chegar a tomar conhecimento da perfeição e da beleza do que é a vida! É através do conhecimento que nos descobrimos, melhor dizendo, nos conhecemos como criaturas criadas com amor e para o amor.

Só o amor é a sustentação do ser humano como ser predestinado à glória. É bom se ter em mente que esta condição não é específica de pessoas pré-selecionadas, mas sim de todas! Sem exceção. O que importa é na verdade o comportamento de cada uma diante da vida e dos princípios que o Grande Arquiteto do Universo nos legou. A lei de causa e efeito.
É preocupante o grau de violência que estamos presenciando nestes últimos anos! Onde está os valores morais e ético, religiosos e de solidariedade. Homens e a mulheres de hoje têm que pensar no seu papel e na sua responsabilidade para com o bem-estar da sua geração e da geração futura! É seu dever, é sua missão!
É preocupante o quadro de desrespeito e de crueldade que assola á família do mundial e em particular a brasileira! Está sendo banalizado o valor moral e ético! A vida humana está sendo execrada a doto momento sem piedade e sem consideração! Onde está o valor e o respeito pela vida e sua dignidade!? E os princípios fundamentais que o Pai nos legou!? Se faz urgente uma mobilização em favor da recuperação destes valores e da dignidade do ser humano!

Pesqueira, 20 de janeiro de 2013.

Sebastião Gomes Fernandes de Jaquetão

 

Sebastião Gomes Fernandes, Escritor, poeta e cronista.
Presidente da Academia Pesqueirense de Letras e Artes.