Category Archives: Causos e Casos

Petrobrás/Escândalo Petrolão: Gerente ganhava 20 mil reais e tem quase 100 milhões de dólares para DEVOLVER *

 

 

Subordinado de Renato

Duque vai devolver cerca

de US$ 100 milhões

 

Ex-gerente da Petrobras, Pedro Barusco faz delação premiada na Lava-Jato

(Ex-diretor da Petrobrás Renato de Souza Duque que está preso no Paraná. Pedro Barusco era seu subordinado)

O ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco concordou em devolver cerca de US$ 100 milhões desviados da companhia. Ele era subordinado a Renato de Souza Duque, um dos presos na Operação Lava-Jato da Polícia Federal, e fez acordo de delação premiada.

O nome de Barusco é mencionado em diversos trechos do relatório do Ministério Público Federal (MPF) sobre a operação. Dois executivos da Toyo Setal, Julio Gerin Camargo e Augusto Ribeiro de Mendonça, que fazem delação premiada sempre se referem a Barusco como o responsável por operacionalizar a propina que era paga ao ex-diretor.

O MPF já aponta no relatório que US$ 20 milhões em nome de Barusco estavam apreendidos administrativamente na Suíça pelas autoridades daquele país. Apesar de todas as menções ao subordinado de Duque, o nome dele ficou de fora dos pedidos de prisão e busca e apreensão. Isso ocorreu porque colabora com as investigações. O relatório cita ainda nove obras da Petrobras nas quais houve desvios de recursos. Em sete delas os delatores contaram ter pago propina a Duque e Barusco.

O depoimento dos delatores da Toyo Setal afirma que os pagamentos a Duque e Barusco eram feito, em sua maioria, por meio de contas na Suíça e no Uruguai. Dizem que poucos pagamentos foram feito no Brasil. Camargo afirmou que foram feitos pagamento em espécie por emissários enviados pelo ex-diretor e pelo ex-gerente. Disse que nunca entregou dinheiro diretamente nas mãos de Renato Duque pois este era “extremamente cauteloso”.

Leia também:

* Fonte: O Globo/POR JAILTON DE CARVALHO E EDUARDO BRESCIANI

Presidente Dilma minimiza a crise moral: “O Brasil não se abala por um escândalo” *

 

 

“O Brasil não se abala

por um escândalo”,

diz Dilma sobre Petrobras

 

 

 

No seu primeiro pronunciamento desde a prisão espetacular de chefes de empreiteiras no escândalo de corrupção da Petrobras, a presidente Dilma Rousseff exaltou o mérito do governo de estar investigando a corrupção “pela primeira vez na História do Brasil”. E ainda culpou governos passados pela corrupção que está acontecendo hoje na empresa, afirmando que ninguém fez nada antes dela para combater.

Para a presidente, o escândalo será um marco na história do país :

Eu acho, de fato, que isso pode mudar o país para sempre. Em que sentido ? No sentido de que se vai acabar com a impunidade. Este é, para mim, a característica principal desta investigação.

Vestida num terno bege, respondendo tranquilamente a todas as perguntas, a presidente disse que nem ela, nem o país vão se abalar por causa disso. É parte do jogo democrático, afirmou.

– O Brasil não se abala por um escândalo – disse.

O escândalo, também, não vai significar o fim nem a revisão de todos os contratados do governo com as principais empreiteiras do país, muito menos uma devassa na Petrobras :

– Não acho que nem a Petrobras, nem todas as empreiteiras…não dá para demonizar todas as empreiteiras desse país. São grandes empresas e se a,b, c ou d praticaram malfeitos, atos de corrupção, ou de corromper, eles pagarão por isso.

Segundo ela, é “um absurdo fazer raio x de todas as companhias para trás” – isto é, rever todos os contratos :

Leia a Íntegra:

    • A presidente Dilma Rousseff, durante Cerimônia de entrega das Cartas Credenciais dos Embaixadores Estrangeiros

      ‘Brasil não se abala por um escândalo’, diz Dilma sobre Petrobras

      Agência O Globo 5 horas atrás

Brasil: Escândalos derrubam o valor da Petrobrás de 380,2 para 173,9 bilhões *

Com escândalos,

Petrobras cai para 3ª

maior empresa em

valor na Bolsa

 

Maior empresa do Brasil em patrimônio, a Petrobras caiu para o terceiro lugar entre as companhias de maior valor de mercado negociadas na Bolsa.

Do início do governo Dilma Rousseff até esta quinta-feira (13), o valor da estatal caiu de R$ 380,2 bilhões para R$ 173,9 bilhões, derrubado pela sucessão de escândalos de corrupção.

Petrobras valor de mercado 1994-2014

Com isso, ela foi superada pela Ambev, cujas ações somam R$ 251,3 bilhões, e pelo Itaú Unibanco, avaliado em R$ 184,2 bilhões.

A comparação entre os valores de mercado e o patrimônio líquido -os bens e valores a receber, descontando as dívidas- mostra o tamanho da incerteza do mercado quanto ao futuro da Petrobras.

O patrimônio líquido da petrolífera foi contabilizado em R$ 362,2 bilhões em junho, muito acima dos montantes da Ambev (R$ 43,6 bilhões em setembro) e do Itaú (R$ 94,8 bilhões em setembro).

No governo Lula, a gigante estatal chegou a valer R$ 429,9 bilhões na Bolsa ao final de 2007. Naquela época havia sido anunciada a maior descoberta de petróleo na camada do pré-sal -os primeiros achados, de 2006, não eram tão impactantes.

Encerrado o período de prosperidade da economia global da década passada, as ações da companhia entraram em trajetória de queda no governo Dilma.

Além do cenário menos favorável, a rentabilidade da empresa foi prejudicada pela decisão política de represar os preços da gasolina e outros combustíveis para conter a inflação.

Mais recentemente, a queda foi intensificada pela operação da Polícia Federal que investiga o pagamento de propinas à empresa em favor de partidos políticos.

* Fonte: Infomoney/POR DINHEIRO PÚBLICO & CIA

Brasil: Juiz Federal Sergio Moro. O Herói da Operação Lava-Jato… *

 

 

PETROLÃO

JUIZ DA LAVA JATO DEFENDE

ACORDOS DE DELAÇÃO PREMIADA

 

HERÓI DA OPERAÇÃO LAVA JATO, O JUIZ SERGIO MORO DEFENDE A COLABORAÇÃO

 

Juiz disse: “crimes não são cometidos no céu e, em muitos casos, as únicas pessoas que podem servir como testemunhas são igualmente criminosos.” (Foto: JF Diorio/AE)

(Juiz disse: “crimes não são cometidos no céu e, em muitos casos, as únicas pessoas que podem servir como testemunhas são igualmente criminosos.”) (Foto: JF Diorio/AE)

O juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba, defendeu os acordos de delação premiada firmados com os investigados na Operação Lava Jato. No despacho em que decretou novas prisões na sétima fase da investigação, Moro disse que “crimes não são cometidos no céu e, em muitos casos, as únicas pessoas que podem servir como testemunhas são igualmente criminosos.”

Na decisão, o juiz reconheceu que os depoimentos do doleiro Alberto Youssef e do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa devem ser vistos com precaução pelo fato de os investigados serem acusados de crimes graves. No entanto, Moro afirma que a colaboração é necessária para avançar nas investigações.

“Mesmo vista com reservas, não se pode descartar o valor probatório da colaboração premiada. É instrumento de investigação e de prova válido e eficaz, especialmente para crimes complexos, como crimes de colarinho branco ou praticados por grupos criminosos, devendo apenas serem observadas regras para a sua utilização, como a exigência de prova de corroboração. Sem o recurso à colaboração premiada, vários crimes complexos permaneceriam sem elucidação e prova possível”, disse o juiz.

Sérgio Moro defendeu a atuação da Polícia Federal e do Ministério Público Federal na condução da investigação. Segundo ele, os acusados não foram coagidos a assinar os acordos de delação premiada.

“Nunca houve qualquer coação ilegal contra quem quer que seja da parte deste Juízo, do Ministério Público ou da Polícia Federal na assim denominada Operação Lava Jato. As prisões cautelares foram requeridas e decretadas porque presentes os seus pressupostos e fundamentos, boa prova dos crimes e principalmente riscos de reiteração delitiva dados os indícios de atividade criminal grave reiterada e habitual. Jamais se prendeu qualquer pessoa buscando confissão e colaboração”, afirmou.

O juiz destacou que a investigação da Operação Lava Jato vai além dos depoimentos testemunhais. Moro cita que foi feito um rastreamento específico dos valores desviados das obras da Refinaria Abreu e Lima, da Petrobras, para contas das empreiteiras. “A prova mais relevante, porém, é a documental. Os depósitos milionários efetuados pelas empreiteiras nas contas controladas por Alberto Youssef constituem prova documental, preexistente às colaborações premiadas, e não estão sujeitas à qualquer manipulação”.

Na quarta-feira (12), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, confirmou que mais investigados fecharam acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal. Segundo Janot, três acordos aguardam homologação da Justiça e mais cinco ou seis estão em curso.

Leia também – Justiça

Juiz da Lava Jato defende acordos de delação premiada

Nas 50 cidades mais violentas do mundo, Brasil entra com 16 *

As 50 cidades mais

violentas do mundo;

Brasil tem 16 na lista

 

 

Trinta e quatro das piores cidades do ranking estão localizadas na América Latina.

 

 

Antes de escolher um destino para viajar, muitos se preocupam em conferir se o local é seguro.

O Business Insider listou as 50 cidades mais violentas ao redor do mundo.

Trinta e quatro das piores cidades do ranking estão localizadas na América Latina, sendo que o assassinato é o crime mais comum na região do que em qualquer outra parte do mundo.

O destaque vai para San Pedro Sula, uma cidade em Honduras.

O Brasil não passa longe dessa lista negra e abriga 16 municípios violentos. Confira:

Posição Cidade – País

1º lugar San Pedro Sula – Honduras

2º lugar Caracas – Venezuela

3º lugar Acapulco – México

4º lugar Cali – Colômbia

5º lugar Maceió – Brasil

6º lugar Distrito Central – Honduras

7º lugar Fortaleza – Brasil

8º lugar Guatemala City – Guatemala

9º lugar João Pessoa – Brasil

10º lugar Barquisimeto – Venezuela

11º lugar Palmira – Colômbia

12º lugar Natal – Brasil

13º lugar Salvador – Brasil

14º lugar Vitória – Brasil

15º lugar São Luís – Brasil

16º lugar Culiacán – México

17º lugar Ciudad Guayana – Venezuela

18º lugar Torreón – México

19º lugar Kingston – Jamaica

20º lugar Cape Town – África do Sul

21º lugar Chihuahua City – México

22º lugar Victoria – México

23º lugar Belém – Brasil

24º lugar Detroit – Estados Unidos

25º lugar Campina Grande – Brasil

26º lugar Nova Orleans – Estados Unidos

27º lugar San Salvador – El Salvador

28º lugar Goiânia – Brasil

29º lugar Cuiabá – Brasil

30º lugar Nuevo Laredo – México

31º lugar Manaus – Brasil

32º lugar Santa Marta – Colômbia

33º lugar Cúcuta – Colômbia

34º lugar Pereira – Colômbia

35º lugar Medellín – Colômbia

36º lugar Baltimore – Estados Unidos

37º lugar Juárez – México

38º lugar San Juan – Porto Rico

39º lugar Recife – Brasil

40º lugar Macapá Brasil

41º lugar Nelson Mandela Bay – África do Sul

42º lugar Maracaibo – Venezuela

43º lugar Cuernavaca – México

44º lugar Belo Horizonte – Brasil

45º lugar St. Louis – Estados Unidos

46º lugar Aracajú – Brasil

47º lugar Tijuana – México

48º lugar Durban – África do Sul

49º lugar Porto Príncipe – Haiti

50º lugar Valencia – Velezuela

Além dos assassinatos, o tráfico de drogas, guerras de gangues, instabilidade política, corrupção e a pobreza influenciam na alta violência nas cidades da lista.

* Fonte: InfoMoney

Pesqueira/Canetadas: Para Micheline…Minha Filha… – Por Jurandir Carmelo *

CANETADAS

Para Micheline, minha filha

 

 

 

 

 

Pesqueira/PE, 12/11/2014 > Canetadas (Por Jurandir Carmelo. Não pensei que voltasse a escrever as minhas canetadas)

 

Para Micheline, no aniversário de um (1) ano da sua careca, ocorrido ontem... O tempo passa, caminha em frente. Era uma tarde de novembro de 2013, pelas 16 horas, exatamente do dia 11. É passado, portanto, um ano. Gilcéia e Eu chegávamos à casa de Micheline, onde a encontramos cabisbaixa, no início das sessões de quimioterapia, com uma expressão de tristeza que nos bateu alma e coração. De repente, Ela coloca as suas mãos nos seus cabelos e as faz escorregar. Abre-as, e as estende para frente. Estão as suas mãos cheias de seus claros e lisos cabelos, e exclama: “Meu Deus, já perdi os peitos, agora vou ter que perder os cabelos…”. Bateu forte, muito forte! Dessa vez quase que não seguro as lágrimas, o choro. O coração apertava, a alma parecia ter sumido, as pernas tremiam, era uma verdadeira situação de tragédia.

Pedi a Deus: Ajuda-me senhor, salva a minha filha… Ela precisa de forças e Eu estou fraco. Mostra-me um caminho. Passei pouco tempo com ela, diante a situação que se nos apresentava. Disse à Gilcéia: vamos embora! Seguimos direto para casa, segurando choro, lágrimas, pernas, buscando abrandar alma e coração.

Chegamos em casa… Aí não segurei mais, nem pernas, nem choro, nem lágrimas, nem emoção, nem tristeza, nem nada. O coração batia apressado, querendo pular, sair, parar, sei lá! De repente, sento-me à mesa e peço a Gilcéia: Por favor, coloque-me uma dose de uísque dupla, sem gelo, sem nada. Gilcéia pergunta: você vai beber... Lembrei do velho Lunga: não, vou lavar o rosto... Sentado á mesa virei o uísque… o danado desceu queimando.

No início destas notas, quem a ler, vai perceber que eu afirmei, pedindo a Deus: “ Ajuda-me senhor, salva a minha filha...”. Ela precisa de forças e Eu estou fraco. Mostra-me um caminho… Ainda à mesa, já mais calmo (O uísque é de um efeito impressionante nesses momentos… CALMANTE MESMO). Com a segunda dose já posta, com gelo dessa vez, abro a minha agenda e me deparo com o cartão de visita do meu amigo e cabelereiro José Aluízio, o Ivo Cabelereiro. Foi Deus quem mandou, com certeza. Tanto assim, que exclamei repetidas vezes, em voz alta: Obrigado meu Deus! Obrigado meu Deus! (…)

Gilcéia, olha para mim, sem nada entender, e diz: o que foi, você está mais corado, graças a Deus. Ligue para Ivo e peça a ele para vir aqui agora, trazendo a máquina zero… Pouco minutos chega Ivo, com a sua máquina zero. Diga doutor?… O que houve? Passe a máquina, tire tudo, não quero um fio de cabelo na minha cabeça… E assim foi. Tão logo terminou, levanto-me da cadeira, aí senta-se Gilcéia. Ivo, vamos cortar o meu também… Dona Gilcéia, Eu não trouxe as tesouras, etc. Não dá para fazer o seu cabelo agora. Como é comum às mulheres, elas só pedem uma vez, na segunda oportunidade, as danadas mandam, ordenam… Dona Gilcéia, o seu cabelo… Passe a máquina Ivo... E Ivo passou a máquina, deixando-a, igualmente, careca. Foi um grande alívio que senti, algo que vem de Deus quando com ele nos encontramos, quando nele cremos… Mas, o gesto maior, no caso, não foi meu, enquanto Pai, foi da Gilcéia, minha companheira e boadrasta, como as meninas a chamam …
Animado por ter encontrado uma maneira de chegar perto de Micheline com uma resposta para aquele instante que ela estava vivendo, tomei mais uma de uísque e descemos, Gilcéia e eu…

OS MÓRMONS…

Havíamos deixado a casa de Micheline e Flávio, algumas horas antes… A diferença de tempo, apenas os cortes dos cabelos e as doses de uísque… O carro para em frente à casa deles… Descemos e batemos na porta… Ouvimos Micheline dizer, ainda, com a voz embargada: “Flávio vê quem é? Ele olha pelo olho mágico e diz: Acho que é aquele pessoal dos MÓRMONS… É um casal de carecas… Abre, veja o que é? Quando Flávio abre, ele não nos reconheceu, mas Micheline foi logo dizendo: “Meu Deus, ficaram doidos... “Gil, teu cabelo...”. Nos abraçamos e aí eu chorei, pela primeira vez eu chorei na sua frente… Vimos, Gilcéia e eu a mudança no semblante de Micheline… Surgiu uma força dentro dela… Disse-lhe: O seu cabelo vai cair, mas vai crescer de novo, porque você vai se curar… Deus é Grande, não vai nos faltar...

Ela não esperou cair, resolveu passa a máquina. E aí está ela, vencendo e vencendo, melhor dizendo, segundo os seus médicos, venceu o câncer. Venceu o câncer de mama sem fechar o seu escritório de advocacia, participando das audiências, trabalhando os processos, redigindo as suas petições, atendendo aos seus clientes, cuidando da casa, do marido Flávio, da filha Valentina… E o mais bonito de tudo: fazendo palestras, dando entrevistas, lutando contra o câncer de mama. Passando lições às mulheres, com cuidado, com carinho, com amor, com valentia, afirmando sempre da necessidade de que cada uma se TOQUE. Se TOQUE e procure o médico… Que lindo minha filha…. Parabéns! Nós te amamos!

* Autor: Jurandir Carmelo –  Jurandir é pesqueirense, advogado, colaborador assíduo do blog OABELHUDO, cronista, e defensor intransigente coisas e causas da sua Pesqueira. É acima de tudo – bom pai…

Pernambuco da Sorte está sob investigação da Polícia Federal *

 

 

 

Lavagem de dinheiro »

Operação da PF investiga

a empresa Pernambuco

da Sorte

“Ação acontece em 13 estados para desarticular organizações criminosas que usam empresas filantrópicas para lavagem de dinheiro, como bingos, títulos de capitalização e caça-níqueis”

Carros de luxo apreendidos em operação que investiga o Pernambuco dá Sorte

Alguns mandados de prisão da operação que investiga o Pernambuco dá Sorte já começaram a ser cumpridos e as pessoas estão sendo levadas para a sede da Polícia Federal no estado. Também começam a ser encaminhados para lá carros de luxo que foram apreendidos.

 

 

 

A Polícia Federal realizou nessa terça-feira uma operação para cumprir 24 mandados de prisão preventiva, 12 de prisão temporária,  57 de busca e apreensão e 47 de sequestro de bens em 13 estados brasileiros. O objetivo é desarticular organizações criminosas que usam empresas filantrópicas para lavagem de dinheiro, como bingos, títulos de capitalização e caça-níqueis. De acordo com a polícia, grande parte do dinheiro seguia para uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) em Belo Horizonte, que servia de fachada para o dinheiro retornar à empresa.

Em Pernambuco, está sendo investigada a empresa Pernambuco da Sorte. Cinco endereços estariam sendo vistoriados no Recife: uma unidade da empresa na Avenida Caxangá, na zona oeste e quatro endereços residenciais, na zona sul da cidade. O grupo vinha sendo investigado há mais de um ano.

A assessoria de imprensa da PF não informou quantos dos mandados de prisão estão sendo cumpridos na capital pernambucana. As pessoas detidas serão levadas para a sede da Polícia Federal, na Avenida Cais do Apolo, para onde já começaram a ser encaminhados carros de luxo apreendidos durante a operação. Ainda esta manhã, o superintendente da PF, Marcelo Diniz, deve conceder uma entrevista coletiva sobre o assunto.

* Fonte: Diário de Pernambuco/http://diariode.pe/y8b

Brasil/Petrolão: Cada dia cai a máscara. Quantos sabiam?

 

Presidente do TCU diz que

alertou governo sobre

desvios na Petrobras

 

O Presidente do TCU (Tribunal de Contas da União), ministro Augusto Nardes, disse nesta terça-feira que as apurações de irregularidades na Petrobras são “o maior escândalo da história do TCU”.

O ministro Nardes afirmou em entrevista coletiva que os desvios apurados pelo órgão já passam do R$ 3 bilhões em diversos contratos assinados pela companhia petrolífera estatal para a aquisição de empresas, bens ou a construção de novas unidades.

Segundo Nardes, que está deixando a presidência do órgão em dezembro, ele pessoalmente avisou ao governo sobre os desvios apurados pelo órgão há alguns anos, mas os alertas do órgão no foram ouvidos. Segundo Nardes, ele informou os problemas à ex-ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann. Além disso, as conclusões dos relatórios de auditoria também foram mandadas para outros órgãos de controle.

(CPMI do chamado Petrolão. Governo blinda Renan e o PT – Leia abaixo)

Desde 2010 o TCU está alertando o governo sobre contratos problemáticos na estatal, mas os alertas foram ignorados. Em 2010, o tribunal colocou as obras da Refinaria Abreu e Lima (PE) e Comperj (RJ) na lista de obras que não deveriam receber recursos federais por irregularidades. O Congresso aprovou o dispositivo mas o ex-presidente Lula vetou a medida e determinou que as obras prosseguissem. Agora, nas duas construções, o TCU já apontou que os custos dessa obras estão pelo menos R$ 2 bilhões acima do valor que deveria ser pago.

Outra irregularidade apontada pelo TCU está na compra da Refinaria de Pasadena (EUA), em que o prejuízo passa dos R$ 1,7 bilhões. A estatal não concorda em prejuízo nessas operações e está recorrendo das decisões do tribunal.

Nardes revelou que pediu ao novo presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) que seja resolvido de vez uma questão jurídica entre o TCU e a Petrobras que se arrasta há quase uma década. Segundo ele, a companhia faz concorrências simplificadas por convite, praticamente escolhendo as empresas que vão trabalhar para ela sem disputa, baseada num decreto. Para o TCU, a estatal só poderia fazer isso se uma lei fosse aprovada pelo Congresso. Mas a Petrobras conseguiu 19 liminares permitindo que ela realize as concorrências simplificadas.

A ex-ministra Gleisi, hoje senadora pelo PT-PR, nega que tenha tratado com o presidente do TCU sobre irregularidades na Petrobras. “Conversamos sobre o programa de concessões do governo, conforme foi divulgado à época. Penso que, se o ministro Nardes sabia de algo a respeito da Petrobras ele deveria, como presidente do TCU, ter tomado as providências cabíveis”, afirmou a senadora

Leia também:

Josias: Governo blinda Renan e PT na CPI

* Fonte: Folha SP/DIMMI AMORA DE BRASÍLIA

Brasil: Seis homicídios por hora? A saga avassaladora da violência *

 

Brasil registra quase

seis mortes por hora

em 2013, revela estudo

O Anuário de Segurança Pública, divulgado hoje (11) pela organização não governamental Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

 

 

 

 

 

Quase seis pessoas foram assassinadas, por hora, no Brasil no ano passado, apontam dados da oitava edição do Anuário de Segurança Pública, divulgado hoje (11) pela organização não governamental Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). Foram 50.806 vítimas de homicídios dolosos, ou 5,8 pessoas a cada hora, o que significa uma taxa de 25,2 mortes para cada grupo de 100 mil pessoas. Na comparação com os dados de 2012 – quando foi registrada taxa de 25,9 óbitos por grupo de 100 mil, houve redução de 2,6%.

Em números absolutos, no entanto, houve aumento de 1,1%, tendo em vista que foram contabilizados 50.241 de vítimas no ano anterior. Para a organização, a redução no indicador per capita pode ser explicada pelo crescimento da população. A FBSP avalia que é possível reduzir as taxas de homicídios em 65,5% até 2030, o que implica uma redução anual de 5,7%. A projeção é feita a partir dos números do estado de São Paulo, que reduziu os índices desde a década de 1990.

São Paulo continua sendo o estado com menor taxa de vítimas, com 10,8 mortes a cada 100 mil habitantes. Na comparação com 2012, quando foi verificada uma taxa de 12,4, houve recuo de 12,9%. Em números absolutos, o total de vítimas caiu de 5.209 para 4.739, uma melhora de 9,02%. A organização avalia, no entanto, que a qualidade de informações do governo paulista está no Grupo 2, o que indica que pode haver subnotificação.

Alagoas tem a pior taxa do país, com 64,7 vítimas para cada 100 mil habitantes, o que representa alta de 0,4% em relação a 2012. A Bahia, por sua vez, é o estado com maior número absoluto de mortes, com um total de 5.440 vítimas. A taxa de homicídio é 36,1. Apesar de alarmante, na avaliação do fórum, os números representam retração de 7,47% no total de vítimas e 12,9% na taxa de mortos em relação a 2012.

* Fonte: AEB/Camila Maciel – Repórter da Agência Brasil

Crônica: A Omissão ou Descaso do Poder Público – Por Walter Jorge Freitas *

DEU NO JORNAL

(Qual seria o direito do transeunte?)

 

 

O Jornal do Commercio em uma de suas edições da semana passada dedicou espaço considerável a um problema que vem incomodando bastante os recifenses: a ocupação desenfreada das calçadas e das ruas.

Realmente, a situação está ficando cada vez mais caótica na capital pernambucana e isto, sem dúvida, se deve à falta de ações da prefeitura que não fiscaliza a proliferação de barracas espalhadas pelos espaços que em tempos idos, pertenciam aos cidadãos.

Outro problema que exige atenção especial é o fato de alguns bares colocarem suas mesas e cadeiras nas calçadas, principalmente nos finais de semana.

(Calçada ocupada. Como passar?)

(Comércio ambulante ocupando literalmente as calçadas)

A falta de fiscalização no que se refere ao estacionamento de veículos em locais proibidos é outra questão a ser avaliada com rigor. Da maneira que as coisas caminham, a cidade dentro de pouco tempo, estará totalmente travada, o que sem dúvida, trará sérios incômodos para quem tem horário a cumprir.

Seria muito oportuno que o JC desse uma passadinha pelas ruas de minha cidade – Pesqueira – a fim de verificar que as mazelas citadas na reportagem também estão deixando os pesqueirenses muito chateados.

A mudança das feiras livres para o terreno pertencente à Fábrica Peixe por incrível que pareça, não surtiu o efeito desejado, pois, o que se verifica no dia a dia é que aos poucos estão aparecendo vendedores de frutas, verduras, móveis e outros produtos, nas calçadas, nas ruas e até nas praças.

O mais que evidente aumento do número de veículos circulando na cidade exige um eficiente ordenamento nos estacionamentos. Algumas ruas, tanto do centro como as mais afastadas, necessitam urgentemente de fiscalização e ordem no que tange ao trânsito, pois estamos perto do caos.

Tais providências estão sendo cobradas há bastante tempo, mas infelizmente isto não está sensibilizando a quem de direito e o que se vê é um trânsito complicado e falta de espaços para estacionar, coisas que as pessoas imaginam só acontecem nas grandes cidades.

Hoje, dando uma voltinha pela cidade, vi um trator estacionado em plena calçada da Avenida Adalberto de Freitas. Isto significa que o pedestre que andar por ali, será obrigado a descer e ocupar o espaço dos veículos.

Considerando que tudo o que foi abordado neste texto já foi assunto de outros comentários, ficamos no aguardo de providências, mesmo sabendo não ser fácil mudar o que está errado há anos, principalmente, quando algumas medidas podem ser tidas como impopulares. É preciso coragem gente!

 

 

 

Pesqueira, 09 de novembro de 2014.

* Autor: Walter Jorge de Freitas – Walter é pesqueirense, professor, comerciante, colaborador assíduo do OABELHUDO, poeta, cronista e pesquisador musical.