Category Archives: Cidadania/Serviços Público

Brasil/Petrolão: Cada dia cai a máscara. Quantos sabiam?

 

Presidente do TCU diz que

alertou governo sobre

desvios na Petrobras

 

O Presidente do TCU (Tribunal de Contas da União), ministro Augusto Nardes, disse nesta terça-feira que as apurações de irregularidades na Petrobras são “o maior escândalo da história do TCU”.

O ministro Nardes afirmou em entrevista coletiva que os desvios apurados pelo órgão já passam do R$ 3 bilhões em diversos contratos assinados pela companhia petrolífera estatal para a aquisição de empresas, bens ou a construção de novas unidades.

Segundo Nardes, que está deixando a presidência do órgão em dezembro, ele pessoalmente avisou ao governo sobre os desvios apurados pelo órgão há alguns anos, mas os alertas do órgão no foram ouvidos. Segundo Nardes, ele informou os problemas à ex-ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann. Além disso, as conclusões dos relatórios de auditoria também foram mandadas para outros órgãos de controle.

(CPMI do chamado Petrolão. Governo blinda Renan e o PT – Leia abaixo)

Desde 2010 o TCU está alertando o governo sobre contratos problemáticos na estatal, mas os alertas foram ignorados. Em 2010, o tribunal colocou as obras da Refinaria Abreu e Lima (PE) e Comperj (RJ) na lista de obras que não deveriam receber recursos federais por irregularidades. O Congresso aprovou o dispositivo mas o ex-presidente Lula vetou a medida e determinou que as obras prosseguissem. Agora, nas duas construções, o TCU já apontou que os custos dessa obras estão pelo menos R$ 2 bilhões acima do valor que deveria ser pago.

Outra irregularidade apontada pelo TCU está na compra da Refinaria de Pasadena (EUA), em que o prejuízo passa dos R$ 1,7 bilhões. A estatal não concorda em prejuízo nessas operações e está recorrendo das decisões do tribunal.

Nardes revelou que pediu ao novo presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) que seja resolvido de vez uma questão jurídica entre o TCU e a Petrobras que se arrasta há quase uma década. Segundo ele, a companhia faz concorrências simplificadas por convite, praticamente escolhendo as empresas que vão trabalhar para ela sem disputa, baseada num decreto. Para o TCU, a estatal só poderia fazer isso se uma lei fosse aprovada pelo Congresso. Mas a Petrobras conseguiu 19 liminares permitindo que ela realize as concorrências simplificadas.

A ex-ministra Gleisi, hoje senadora pelo PT-PR, nega que tenha tratado com o presidente do TCU sobre irregularidades na Petrobras. “Conversamos sobre o programa de concessões do governo, conforme foi divulgado à época. Penso que, se o ministro Nardes sabia de algo a respeito da Petrobras ele deveria, como presidente do TCU, ter tomado as providências cabíveis”, afirmou a senadora

Leia também:

Josias: Governo blinda Renan e PT na CPI

* Fonte: Folha SP/DIMMI AMORA DE BRASÍLIA

Brasil: Seis homicídios por hora? A saga avassaladora da violência *

 

Brasil registra quase

seis mortes por hora

em 2013, revela estudo

O Anuário de Segurança Pública, divulgado hoje (11) pela organização não governamental Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

 

 

 

 

 

Quase seis pessoas foram assassinadas, por hora, no Brasil no ano passado, apontam dados da oitava edição do Anuário de Segurança Pública, divulgado hoje (11) pela organização não governamental Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). Foram 50.806 vítimas de homicídios dolosos, ou 5,8 pessoas a cada hora, o que significa uma taxa de 25,2 mortes para cada grupo de 100 mil pessoas. Na comparação com os dados de 2012 – quando foi registrada taxa de 25,9 óbitos por grupo de 100 mil, houve redução de 2,6%.

Em números absolutos, no entanto, houve aumento de 1,1%, tendo em vista que foram contabilizados 50.241 de vítimas no ano anterior. Para a organização, a redução no indicador per capita pode ser explicada pelo crescimento da população. A FBSP avalia que é possível reduzir as taxas de homicídios em 65,5% até 2030, o que implica uma redução anual de 5,7%. A projeção é feita a partir dos números do estado de São Paulo, que reduziu os índices desde a década de 1990.

São Paulo continua sendo o estado com menor taxa de vítimas, com 10,8 mortes a cada 100 mil habitantes. Na comparação com 2012, quando foi verificada uma taxa de 12,4, houve recuo de 12,9%. Em números absolutos, o total de vítimas caiu de 5.209 para 4.739, uma melhora de 9,02%. A organização avalia, no entanto, que a qualidade de informações do governo paulista está no Grupo 2, o que indica que pode haver subnotificação.

Alagoas tem a pior taxa do país, com 64,7 vítimas para cada 100 mil habitantes, o que representa alta de 0,4% em relação a 2012. A Bahia, por sua vez, é o estado com maior número absoluto de mortes, com um total de 5.440 vítimas. A taxa de homicídio é 36,1. Apesar de alarmante, na avaliação do fórum, os números representam retração de 7,47% no total de vítimas e 12,9% na taxa de mortos em relação a 2012.

* Fonte: AEB/Camila Maciel – Repórter da Agência Brasil

BRASIL: Polícias brasileiras mataram em 5 anos o que americanos em 30 anos – Dados e Custos da Violência são altíssimos *

 

 

 

 

Violência custou 5,4% do PIB em 2013, mostra

Anuário de Segurança Pública

 

 

 

 

A violência gerou ao Brasil um custo de R$ 258 bilhões, em 2013, o que representa 5,4% do Produto Interno Bruto (PIB). Os dados são da oitava edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, produzido pela organização não governamental Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). A maior parte do valor está relacionada ao custo social da violência – que inclui despesas com mortes e gastos com saúde – um total de R$ 192 bilhões no ano passado. A íntegra do levantamento será divulgada amanhã (11).

O cálculo do custo da violência reúne também os gastos com prisões e unidades de medida socioeducativas (R$ 4,9 bilhões) e com segurança pública (R$ 61,1 bilhões). Considerando as despesas da União, dos estados e dos municípios, houve um incremento de 8,65% em relação ao ano anterior. A conclusão do FBSP é que as despesas da área de segurança pública são mal administradas. De acordo com a organização, o Brasil gasta três vezes mais com os problemas gerados em decorrência de ineficiências de segurança, do que com a pasta em si.

Leia a Íntegra:

 

Violência custou 5,4% do PIB em 2013, mostra anuário

 

No Brasil, seis pessoas são mortas diariamente

por policiais, mostra Anuário

 

(Em 5 anos as polícias brasileira mataram 5 vezes mais do que as polícias dos Estudos Unidos da América)

 

As polícias brasileiras mataram, durante o serviço, 2.212 pessoas em 2013, apontam dados da oitava edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, produzido pela organização não governamental Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). Em média, são 6,11 mortos por dia. O número é menor do que o verificado no ano anterior, quando 2.332 pessoas foram mortas pela polícia no Brasil. A íntegra do documento será apresentada amanhã (11) na capital paulista.

Apesar da queda, o FBSP avalia que a diferença não indica uma melhora ou tendência de mudança. A organização aponta que é preciso rever o padrão de atuação das forças policiais. O fórum foi criado em 2006 com objetivo de construir um ambiente de cooperação técnica na área de atividade policial e na gestão de segurança pública. O anuário apresenta dados sobre custo da violência, gastos de segurança pública, estatísticas de crimes e violência, efetivo de polícias e população prisional.

O levantamento releva ainda que, nos últimos cinco anos, a polícia matou 9.691 pessoas. O número é cinco vezes maior do que o verificado nos Estados Unidos, onde 7.584 pessoas foram mortas pela ação policial nos últimos 20 anos. Se forem somados os casos em que os policiais agiram também fora de serviço, o total chega a 11.197. Os dados norte-americanos apontam 11.090 mortes em 30 anos.

Saiba Mais

 

* Fonte: Agência Brasil/Camila Maciel – Repórter da Agência Brasil

Brasil: O Governo, Maior Anunciante – A Mídia não quer que ele mexa no “Bolsa Imprensa” *

 

 

 

O BOLSA IMPRENSA E MÍDIA

FAZER DINHEIRO FÁCIL

 

 

 

O PT Busca golpear como Receitas publicitarias dos Veículos de Informação – O Que poderia redundar, no Futuro, não Controle de Conteúdo Pelo Governo “.

ESTA na Veja , e Raras Vezes ficou Tão clara a Dependência Financeira e that mental como Grandes corporações jornalísticas TEM fazer Dinheiro Público o expresso los Publicidade federal.

Havia, Naquela frase, Uma alusão à decisão do Governo de deixar de veicular Estatal propaganda na Veja, o em consequencia da capa Criminosas that uma revista publicou Às Vésperas das Eleições.

Era o Mínimo Que se poderia Fazer Diante da Tentativa de golpe Branco da Abril contra a Democracia.

Mas a revista Fala los “golpear como Receitas publicitarias” da Mídia Corporativa.

A Primeira pergunta e: como Empresas consideram Direito adquirido o ‘Bolsa Imprensa “, o torrencial Dinheiro Público Que HÁ muitos Anos como enriquece – donos SEUS EA – na forma de Anuncios Governamentais?

Dilma na Entrevista de Ontem AOS Jornais

(Presidente Dilma los Entrevista, Ontem, uma Quatro Jornais)

Otras PERGUNTAS decorrem Desta Primeira.

Que Capitalismo E Este defendido Pelas Empresas jornalísticas los that EXISTE tamanha Dependência do Estado e do Dinheiro Público?

Elas Localidade: Não se Batem Pelo Estado Mínimo? Ou querem, Como de sempre tiveram, um Estado-babá?

Os Manuais Básicos de Administração ensinam that never VOCÊ DEVE Depender de Uma Única Coisa Pará uma Sobrevivência de Seu Negócio.

E não entanto como Grandes empresas de Comunicação Simplesmente quebrariam, uo virariam Uma Fração Do Que São, se o Governo Federal deixasse de anunciar nelas.

Tamanha Dependência Explica o Pânico that como assalta uma eleição presidencial Cada, e also Ajuda um entendre como Manobras that fazem par eleger hum Candidato amigo.

ESSA festa com o Dinheiro Público TEM Que Acabar, e familias Como OS Marinhos e Civitas TEM OS that enfrentar hum choque de Capitalismo: Aprender a andar SEM como muletas do Dinheiro Público.

Ou, Caso de: Não tenham Competencia Para Sobreviver num Universo SEM favorecimentos, quebrem que. O Mercado em substituirá POR Empresas Mais competitivas.

Localidade: Não São apenas anuncios: são Financiamentos uma Juros maternais los Bancos Públicos, São Compras de Lotes de Assinaturas de Jornais e Revistas, São Aquisições enormes de Livros da Abril, da Globo etc.

Numa Entrevista a Quatro Jornais, Ontem, Dilma Disse Que o novo Governo Vai Olhar com “lupa” como despesas, Equilibrar Pará como Contas e MANTER soluçar Controle um INFLAÇÃO. Localidade: Não E necessaria Uma lupa Pará examinar como despesas com Publicidade.

Entre e 2003 2012, ELAS Quase dobraram, Dados SEGUNDO fazer Secom. De cerca de 1 bilhão de reais, were Pará como imediações de 2 bilhões AO Ano.

Apenas um Globo – Audiência com o em franca Qaeda POR CAUSA de da internet – recebeu 600 Milhões de reais EM 2012.

Um Orçamento de base zero, Como OS Livros de Gestão recomendam, evitaria um Inercia dos aumentos Anuais do Governo com ESSE Tipo de despesa.

O Empresário americano Rupert Murdoch, EM Seu Império Mundial de Mídia, TEM Dependência de zero de Publicidade de governos.  Banco Estatal nenhum Empreendimentos FINANCIA SEUS, e POR ISSO ELE Quase quebrou na Década de 1990 quando Localidade: Não conseguiu honrar empréstimos OS Pará ingressar na área de TEVE POR Satélite. FOI Obrigado a se juntar a hum rival los TEVE POR Satélite. Só ágora Murdoch TEVE OS Meios parágrafo tentar comprar A Outra parte, mas o Governo Inglês negou POR Conta que Escandalo fazer News of the World.

ELE SE BATE Pelo Capitalismo, e pratica o Capitalismo.

Como Empresas jornalísticas brasileiras pregam o Capitalismo, mas gostam MESMO E de cartório. E julgam, Pelo Que escreveu a Veja, that Ate O DOS finais tempos estao aptas a Receber o Bolsa Imprensa.

 

* Fonte: DCM / Paulo Nogueira – editor

Banco do Nordeste INAUGURA agências em Belo Jardim, São Bento do Una e outras cidades *

Expansão do Banco do

Nordeste em Pernambuco

 

Até dezembro deste ano, o Banco do Nordeste promoverá uma maratona de inauguração de agências em Pernambuco. Serão oito novas unidades abertas ao público nas próximas semanas, totalizando 37 agências em funcionamento atualmente no Estado.

O cronograma de eventos começa na próxima segunda-feira (10), às 16h, com a inauguração da quarta agência do Banco do Nordeste no Recife, dessa vez no bairro de Casa Forte (Rua Nestor Silva, 144). A unidade é voltada para o atendimento de micro e pequenas empresas (MPEs).

Na sequência, serão lançadas as agências de Escada (11/11), Petrolina – Tobias Barreto (14/11), Belo Jardim (17/11), São Bento do Una (18/11), Bom Conselho (19/11), Limoeiro (25/11) e Cabo de Santo Agostinho (04/12), contemplando todas as regiões do Estado.

Iniciado em 2012, o projeto de expansão das agências do BNB instalou nove unidades em Pernambuco neste ano e ainda tem prevista a inauguração de outras cinco, nos municípios de Moreno, Paudalho, Abreu e Lima, Ipojuca e Caruaru.

Uma agência de um banco como o BNB é certeza de mais investimentos e recursos girando na cidade.

* Fonte: Portal BNB

Comportamento: Depois de 1 década, nível de miséria volta a subir no Brasil *

 

Depois de 1 década,

nível de miséria volta

a subir no Brasil

 

(Depois de 10 anos, miséria volta a aumentar no Brasil)

 

 

O número de brasileiros em situação de miséria subiu entre 2012 e 2013, segundo dados do Ipeadata. No ano passado, 10.452.383 pessoas no país tinha uma renda inferior per capita inferior à linha extrema de pobreza. Em 2012, 10.081.225 estavam nesta condição.

Para calcular a condição de miséria, o Ipea estima o preço de uma cesta de alimentos que contenha o mínimo de calorias necessárias para suprir uma pessoa, seguindo as recomendações da Organização Mundial da Saúde e da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura(FAO). As estimativas são diferentes para cada um das 24 regiões do país.

Pobreza: mais de 2,2 bilhões de pessoas, ou 15 por cento da população mundial, vivem na pobreza ou perto dela

(Getty Images Pobreza: mais de 2,2 bilhões de pessoas, ou 15 por cento da população mundial, vivem na pobreza ou perto dela)

 

Com esses dados em mãos, o instituto calcula, então, o número de pessoas que não tem uma renda suficiente para adquirir esta cesta de alimentos de acordo com respostas da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD/IBGE).

Esta é a primeira vez desde 2003 que o número de pessoas abaixo da linha de pobreza extrema volta a subir no Brasil. Há 10 anos, 26,2 milhões de pessoas estavam nesta condição.

 

* Fonte: Exame.com/Talita Abrantes

Pernambuco: Seleção Simplificada para o Prorural *

 

ProRural abre

seleção simplificada

 

 

A Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária publicou no Diário Oficial, da última sexta-feira (31), edital de seleção simplificada para contratação temporária de oitenta profissionais, sendo 56 para nível superior, 8 nível médio e 16 de nível médio-técnico. O concurso tem validade de dois anos, renováveis por igual período.

O processo seletivo será realizado em etapa única, constando de avaliação curricular, de caráter classificatório e eliminatório. Os salários variam de R$ 2.700,00 a R$ 4.590,00, para nível superior e de R$ 1.310,00 a R$ 1.635,00 para nível médio-técnico. As vagas estão distribuídas para atuação na sede do ProRural, em Recife, e nas unidades territoriais, localizadas em todo Estado. Dez vagas estão reservadas às pessoas com deficiência.

Para nível superior, as vagas são destinadas aos profissionais graduados nas áreas de ciências (agrárias, da natureza, da computação, econômicas, contábeis, sociais e humanas), geologia, agronomia, engenharia (agronômica, elétrica, civil, da computação) administração, medicina veterinária, zootecnia, jornalismo, psicologia, recursos humanos, sistemas de informação, tecnologia (da informação, em processamento de dados), rede de computadores, administração de rede, biblioteconomia, gestão da informação e direito. Para nível médio (informática e administrativo) e técnico (agrícola, agropecuário, agroecologia, edificações e saneamento).

O edital com informações sobre cargos, remuneração, vagas e locais de trabalho, pode ser acessado no endereço eletrônico (www.prorural.pe.gov.br). As inscrições serão realizadas até o próximo dia 17 de novembro, na sede do ProRural (Rua Gervásio Pires, 399, Boa Vista, Recife/PE) ou nas Unidades de Gestão Territorial – UGTs, situadas nos municípios de Arcoverde, Caruaru, Garanhuns, Limoeiro, Palmares, Petrolina e Salgueiro.

* Fonte: Portal PE

Brasil: A Abstenção é bem MENOR nos municípios onde existe a Biometria *

 

Municípios com biometria

têm abstenção 36% menor

 

Uma projeção matemática simples feita com base nos números da eleição sugere que o cadastro da Justiça Eleitoral pode ter um “excedente” de até 9,5 milhões de eleitores. Boa parte deles, mortos que continuam computados como pessoas aptas a votar.

Esse seria, aproximadamente, o tamanho da desatualização da listagem de TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que reúne 142,8 milhões de votantes em todo o país.

Os total de 9,5 milhões é comparável com o eleitorado da Bahia, o quarto maior colégio eleitoral do país.

Ou o equivalente a quase o triplo da vantagem da presidente reeleita Dilma Rousseff (PT) sobre o senador Aécio Neves (PSDB) no segundo turno da eleição presidencial.

Na contabilidade oficial, esse montante acaba sendo computado como abstenção. Seriam, conforme a explicação mais comum, eleitores mortos cuja notícia do óbito ainda não chegou ao TSE.

O cálculo dos 9,5 milhões é feito a partir dos dados de abstenção nos municípios que fizeram recadastramento recente para implementação do sistema de identificação de votantes pela impressão digital, a biometria.
Nas 756 cidades em que a Justiça Eleitoral já promoveu o recadastramento de mais de 97% dos eleitores locais, a taxa de abstenção do segundo turno foi de 14,3%.

Leia a Íntegra:

Ana Branco -5.out.2014/Agência O GloboCidades com biometria têm abstenção menor; entenda

* Fonte: FSP/Uol/Política

Canal da Transposição do São Francisco – Maior túnel está quase concluído *

 

 

Maior túnel do Projeto São Francisco

apresenta 94,4% de conclusão

 

O túnel Cuncas 1, com 15 km, é o mais extenso para transporte de água da América Latina e interliga os Estados do Ceará e Paraíba.

 

 

Mauriti (CE) – 03/11/2014 – O Ministério da Integração Nacional realizou, na semana passada, a última detonação dentro do túnel Cuncas 1. A estrutura, a partir de agora, interliga o Estado do Ceará à Paraíba, pelo Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco. Com 94,4% executado, o túnel Cuncas 1 é considerado o maior da América Latina para transporte de água. A estrutura tem 15 quilômetros de extensão e seção de 9 metros de altura por 9 de largura.

Atualmente, cerca de 300 profissionais trabalham na estrutura. Ao todo, mais de 1.600 profissionais contribuíram na construção desse túnel. O consórcio responsável pelas obras adotou um sistema de perfuração com fogo controlado, conhecido como novo método de tunelamento austríaco (NATM, sigla em inglês).

Durante os trabalhos, a obra contou com uma moderna máquina importada da Finlândia para as escavações – a perfuratriz hidráulica chamada Jumbo. Cada ciclo de detonações ao longo de sua construção levou entre 12h e 15h. Foram empregados cerca de 700 quilos de explosivos em cada etapa. O avanço médio de cada ciclo foi de 4,5 metros de túnel escavado.

Os operários foram distribuídos em quatro frentes de serviço simultâneas, nas duas extremidades dos túneis (entrada e saída), e em mais duas frentes de serviço em janelas de acesso intermediário. Na medida em que as perfurações avançavam, as equipes se deslocavam em sentidos opostos até as escavações se encontrarem.

Além do Cuncas 1, também faz parte do empreendimento o túnel Cuncas 2, já concluído, com 4 km de extensão, que começa em São José de Piranhas e termina em Cajazeiras, ambos os municípios na Paraíba.

Ao todo, o Projeto de Integração do Rio São Francisco possui quatro túneis, sendo três no Eixo Norte (Cuncas 1, Cuncas 2 e Milagres) e um no Eixo Leste (Eng. Giancarlo de Lins Cavalcanti). O túnel Milagres, com quase 1 km, está localizado em Penaforte (CE), e o túnel Eng. Giancarlo de Lins Cavalcanti (antigo túnel Monteiro) liga Sertânia (PE) a Monteiro (PB) e possui 3 km de extensão.

Projeto São Francisco

O empreendimento é formado por 477 km de extensão, 14 aquedutos, nove estações de bombeamento, 27 reservatórios e quatro túneis. A obra, que vai beneficiar 12 milhões de pessoas nos Estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte, está com 66,1% de sua execução física concluída.

Mais de 11.400 mil pessoas estão empregadas na maior obra de infraestrutura hídrica do País. Com previsão de conclusão em 2015, o Projeto de Integração do São Francisco faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal. O empreendimento vai garantir a segurança hídrica de mais de 390 municípios.

Veja o vídeo sobre o Túnel.

* Fonte: MI/Assessoria de Imprensa

Brasil: Produtos Laticínios ajudam a controlar a inflação *

 

Laticínios mais baratos

ajudam a segurar a inflação

 

leite

 

Laticínios mais baratos ajudam a segurar a inflaçãoO IPC-S, que influi nos reajustes salariais e contratos de aluguel, fechou outubro em alta de 0,43%, ante 0,49% na terceira prévia do mês
 

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) encerrou outubro em alta de 0,43% ante 0,49% registrado na terceira prévia do mês. Desde janeiro, o índice acumula um aumento de 5,38%, e, nos últimos 12 meses, de 6,84%.

O indicador, que influi nos reajustes salariais e contratos de aluguéis, reflete o custo de vida de famílias com renda mensal de um a 33 salários mínimos, residentes nas seguintes capitais: São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife e Brasília. É medido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e teve seu início de apuração em 2003.

O IPC-S integra o sistema de índices de preços ao consumidor da FGV, que inclui: IPC-DI, IPC-M, IPC-10, IPC-3i e IPC-C1. Apesar de a coleta ser semanal, a apuração das taxas de variação leva em conta a média dos preços coletados nas quatro últimas semanas até a data de fechamento. O intervalo entre o fim da coleta e sua divulgação é de um dia, sendo um dos mais curtos, inclusive para padrões internacionais.

De acordo com o levantamento feito pelo FGV, cinco dos oito grupos pesquisados apresentaram decréscimos com destaque para alimentação (de 0,57% para 0,49%). Esse resultado foi influenciado pelo segmento dos laticínios (de 0,30% para -0,31)%.

Em transportes a taxa indicou elevação de 0,16% bem abaixo da medição passada (0,28%) o que reflete a tarifa de ônibus urbano (de 0,28% para 0,04%). No grupo habitação, o índice passou de 0,52% para 0,48% com o impacto da conta de luz (de 0,54% para 0,18%); em educação, leitura e recreação (de 0,19% para 0,09%) com efeito da passagem aérea (de -4,60% para -9,51%) e, em comunicação, a taxa variou 0,32% ante 0,61% com destaque para a tarifa de telefone móvel (de 1,20% para 0,71%).

No mesmo período, os preços ganharam força nos seguintes grupos: vestuário (de 0,80% para 0,99%), variação esta que foi puxada pelas roupas (0,62% para 0,90%); despesas diversas (de 0,19% para 0,25%), sob a influência dos alimentos para animais domésticos (de 0,39% para 0,72%); saúde e cuidados pessoais (de 0,59% para 0,61%), com os artigos de higiene e cuidado pessoal passando de 0,63% para 0,83%.

Os itens que mais pressionaram o índice foram: tomate (19,34%); refeições em bares e restaurantes (0,52%); aluguel residencial (0,68%); plano e seguro de saúde (0,70%) e gás de bujão (2,14%).

Já os itens que mais auxiliaram a frear o avanço da taxa foram: passagem aérea (-9,51); cebola (-15,48); manga (-20,62); banana-prata (-3,54) e leite tipo longa vida (-0,92).

* Fonte: Agência Brasil/Marli Moreira – Repórter da Agência Brasil