Category Archives: Evento

MUNICÍPIOS: Decreto garante Restos a Pagar de 2007, 2008 e 2009*. CNM – Confederação Nacional dos Municípios.

No último dia do ano passado foram prorrogados os restos a pagar não processados reinscritos dos anos de 2007, 2008 e 2009. A determinação consta do decreto 7.318/2010, publicado e assinado pelo presidente Lula, em seu último dia de mandato.

O presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski informa que o texto do decreto se refere a restos a pagar do Ministério da Saúde e de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). “Para os outros ministérios ficaram prorrogados até o dia 31 de abril de 2011”, esclarece.

A CNM publicou um estudo tecnico mostrando que estavam no orçamento da União em restos a pagar processados e não processados o equivalente a R$ 27,8 bilhões destinados aos Municípios.

Decreto

Ziulkoski explica que se forem separados os restos a pagar não processados reinscritos do Ministério da Saúde e das obras do PAC, “chegaremos a um montante de R$ 2,012 bilhões que estão assegurados pelo decreto, nos quatro ministérios, Saúde e Cidades, Transportes e Integração Nacional, por conta do PAC”, destaca.

O restante dos restos a pagar não processados reinscritos tem sua vigência até o dia 31 de abril deste ano, e somam um total de R$ 7,214 bilhões.

***********************************************************************

Diálogo Municipalista é aberto pela CNM em

Maceió e continua hoje, em Recife.


Aumento de salário mínimo, regulamentação da emenda 29 e Royalties foram algumas das pautas discutidas entre o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski e prefeitos alagoanos na abertura do projeto Diálogo Municipalista, nesta segunda-feira, 14, na sede da Associação de Municípios Alagoanos (AMA). O objetivo principal do evento, que deve percorrer todos os estados, é mostrar a dura realidade dos Municípios brasileiros e levar para o Congresso Nacional sua real situação.

“A AMA sempre tem uma participação muito ativa junto à CNM, foi ela que no início da Confederação, nos cedeu o prédio em Brasília. Estar aqui hoje é nosso compromisso”, afirmou Paulo Ziulkoski, que garantiu continuidade a essa parceria com o novo presidente da AMA, Abrahão Moura.

O presidente da CNM tratou das prioridades administrativas das prefeituras e das finanças dos Municípios através dos principais repasses financeiros: Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Prestação de Serviço (ICMS) e Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Ele anunciou que os gestores fizeram o dever de casa, melhorando a arrecadação própria. Para 2012 a preocupação é com recursos de convênios.

Ziulkoski também mostrou outra dura realidade para os prefeitos. “É no Nordeste onde o impacto do salário mínimo promete ser muito maior”, afirma e alerta que a implantação do piso para algumas categorias pode comprometer o pagamento de outras áreas.

“A cobrança dos Municípios parte em direção a União. As prefeituras possuem responsabilidades cada vez maiores e a Câmara o e o Senado, por sua vez, não entendem as demandas e o curto cofre municipal. Quando lançada uma obrigatoriedade de creche nos Municípios, a responsabilidade cai toda em cima das prefeituras, que precisam executar o programa e encontrar formas para cobrir os custos. Assim também acontece com outros setores”, garante Ziulkosk

Agência CNM, com informações da AMA

FESTIVAL DE CULTURA DA PARAIBA HOMENAGEIA O GRANDE ILMAR CAVALCANTE.

Encontro histórico: Zabé da Loca e as Ceguinhas de Campina Grande
II Festival de Cultura Popular Zabé da Loca: Homenagem a Ilmar Cavalcante, que acontecerá em Monteiro, entre os dias 23 a 27 de fevereiro.

Zabé da loca. Uma legenda da cultura paraibana.


A “Rainha do Pífano” Zabé da Loca e as três irmãs Maroca, Poroca e Indaiá, as Ceguinhas de Campina farão um encontro histórico durante o II Festival de Cultura Popular Zabé da Loca – Homenagem Ilmar Cavalcante, que acontecerá em Monteiro, entre os dias 23 a 27 de fevereiro.
.
O momento será um marco para o Cariri Paraibano, pela presença de duas grandes atrações da cultura popular, que se apresentarão no mesmo palco, na noite do dia 26. A história de vida tanto de Zabé, como das irmãs campinenses se confundem pelo sofrimento e o sucesso.
.
Zabé morou por mais de trinta anos debaixo de uma loca na zona rural de Monteiro, onde criou seus filhos, desde os sete anos de idade tocava a arte do pífano, que era fabricado por ela mesmo, que se utiliza de caniço retirado do mato. Hoje aos 87 anos, Isabel Marques mora em uma casa doada pelo INCRA e já recebeu importantes prêmios como Revelação da Música Popular Brasileira e Ordem do Mérito Cultural.

(As Ceguinhas de Campina Grande. A arte vencendo os desafios…)

.
Maroca, Poroca e Indaiá ficaram famosas nacionalmente com o documentário “A Pessoa é Para o Que Nasce”. O filme retrata a história de vida das irmãs que desde cedo cantavam e tocavam ganzá pelas ruas de Campina Grande pedindo esmolas para sobreviver. Elas também já foram premiadas com importantes comendas, com a medalha de Ordem do Mérito Cultural, em Brasília.
.
A presença da Rainha do Pífano e das Ceguinhas no II Festival de Cultura Popular em Monteiro tocando e cantando juntos será um marco cultural.
.
Segundo informações do Secretário de Cultura, Edcarlos Farias, o Festival é um importante evento turístico-cultural do Nordeste, já consolidado na programação da região caririzeira.

“O encontro de Zabé e as Ceguinhas com certeza será um importante momento cultural. Dois grandes nomes da cultura popular nacional no mesmo palco tocando e cantando juntas. O Festival terá mostra de teatro, festival de cinema, festival de violeiros e o encontro dos amigos de Ilmar Cavalcante o maior evento da cultura popular do Cariri Paraibano”, afirmou Edcarlos.
.
O II Festival de Cultura Popular Zabé da Loca – Homenagem a Ilmar Cavalcante é uma realização da Prefeitura de Monteiro, patrocínio do Banco do Nordeste, Governo Federal e Governo do Estado, apoio do Sebrae, UEPB – campus Monteiro e projetos Vínculus e Dom Hélder.

Ilmar, o homenageado e Renato Didier, nosso colaborador.

Fonte: Nordeste.com

Dona Maria – Uma heroína sanharoense.

MARIA VALENÇA BATISTA

 

 

Viúva aos quarenta anos. Nove filhos e uma vida pela frente cheia de desafios. Casada com Sebastião Valença. Agropecuarista, lutador pela vida e pai de uma prole imensa, deixou o nosso convívio ainda muito cedo. Dona Maria Valença Batista, assumiu as rédeas da família e hoje, ao comemorar seus setenta anos, tem sim, muito o que comemorar! Tivemos oportunidade, o ano passado, quando do jubileu de prata do Grupo Irmãos Valença, de enaltecer a tenacidade dessa laboriosa família. De Evandro à Val, passando por Edivaldo, Edinaldo, Ezio, Evanildo, e as meninas: Salete, Sônia e Sandra. Há ainda os aderentes, tais como genros e noras. Hoje, dezenas de netos e até bisneto. É uma família que orgulha a cidade de Sanharó. Ao comemorar tal data, torna-se motivo da alegria de todos os familiares e um sem número de amigos que se irmanam para desejar a Matriarca, dona Maria, muita saúde, paz e que continue sendo a guerreira de sempre. Orgulhosa de ter entregue ao mundo uma plêiade de gente decente. A honra e dignidade, em conjunto com o espírito de luta e a determinação desse grupo é, de fato, um Patrimônio Vivo da história do nosso município.