Category Archives: Evento

Saúde Pública: Operação retira mais de 7 toneladas de alimentos da CEASA Recife *

 

Total apreendido em ação no Ceasa foi de 7,1 toneladas de

alimentos

Balanço sobre apreensões foi apresentado nesta quinta (Foto: Katherine Coutinho/G1)

(Balanço sobre apreensões foi apresentado nesta quinta (Foto: Katherine Coutinho/G1)

Vigilância Sanitária e Adagro recolheram 3,9 toneladas de pescados. Além dos alimentos, foram retidos 600 mil ovos de galinha.

Ovos apreendidos estavam com embalagem irregular e foram jogados no lixo. (Foto: Kety Marinho/TV Globo)

(Ovos apreendidos estavam com embalagem irregular e foram jogados no lixo. (Foto: Kety Marinho/TV Globo)

A operação conjunta de fiscalização no Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa), no bairro do Curado, Zona Oeste do Recife, apreendeu aproximadamente 7,1 toneladas de alimentos e 600 mil ovos de galinha na última quarta-feira (29). O balanço da operação foi divulgado nesta quinta-feira (30), na sede da Associação Nordestina de Criadores, no bairro do Cordeiro, também na capital.

Participaram da ação a Vigilância Sanitária do Recife, a Delegacia do Consumidor, a Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro), o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), entre outros. O objetivo foi coibir a venda de produtos sem origem identificada. Ao todo, 16 estabelecimentos foram fiscalizados, mas apenas um chegou a ser fechado, uma loja que revendia laticínios, por não haver responsável técnico.

Na loja interditada, foram apreendidos 776,2 quilos de produtos, sendo 93 quilos de manteiga de garrafa, 152 quilos de queijo muçarela, 572 kg de linguiça e mortadela e 4,2 quilos de frango. “Tinha produtos vencidos, muitos sem registro, falsificados. Orientamos que eles contratem um responsável técnico, o que eles me disseram que já estavam providenciando. Eles tinham muito produto em um espaço pequeno, eles vão ter que readequar sua estrutura”, explica a diretora da Vigilância Sanitária municipal, Adeílza Ferraz.

A apreensão de ovos foi um dos pontos mais polêmicos da ação, visto que foram jogados todos fora, assim como os 31,9 mil ovos de codorna. Os ovos eram vendidos sem embalagem, estando dispostos em bandejas. “No caso dos ovos, eles têm que sair do entreposto embalados. É assim que a legislação federal e estadual exigem.  A conservação do ovo é de 20 dias e o prazo pode ser ampliado quando ele está resfriado”, explica André Sérgio, chefe da unidade estadual de Inspeção Animal da Adagro.

Como os boxes no Ceasa são pontos de vendas, e não entrepostos comerciais, eles são obrigados por lei a vender o produto embalado. “Lá não tem como resfriar, lá é um ponto de venda e não um entreposto comercial. O ovo precisa chegar lá embalado por questão de rastreabilidade, para sabermos de onde o ovo vem, o lote e o prazo de validade. Você não sabe identificar quando aquele ovo foi produzido, se está de fato bom, se está contaminado”, destaca Sérgio.

saiba mais

* Fonte: G1/Adagro/Vigilância Sanitária Recife

Crônica/Homenagem: O Reencontro – O 25º – Por Walter Jorge de Freitas *

O REENCONTRO 

 

 

 

Aproxima-se mais uma FESTA DO EX-ALUNO. Para quem gosta de emoções, não há melhor oportunidade para vivenciá-las com tanta intensidade como esses momentos de saudosismo puro que o reencontro nos proporciona.

Iniciado há 25 anos, com a finalidade de trazer de volta ao convívio, apenas ex-alunos do Ginásio Cristo Rei, o evento foi tomando corpo e despertando o interesse de ex-alunos de outros educandários e o resultado está aí: adesão maciça e espontânea dos pesqueirenses e pesqueiristas hoje espalhados pelos mais longínquos recantos do país.

Se nós que jamais saímos daqui, sentimos satisfação em rever os amigos de ontem, os que voltam, certamente, experimentam outro tipo de emoção: pisar o solo da terra que lhe serviu de berço ou acolheu, rever amigos, parentes, constatar as mudanças impostas pelo tempo e pela ação dos que tiveram a missão de governá-la com erros e acertos, mas todos imbuídos do desejo de torná-la melhor.

Não importa o fato de não sermos mais os mesmos no tocante ao aspecto físico. As cabeleiras já não são tão vastas como antes; os rostos estão marcados pela ação impiedosa do tempo e as pernas já não caminham no ritmo e firmeza dos tempos de juventude. Estamos todos bem diferentes daqueles moços e moças de andar faceiro, charmoso, atraente e provocador de suspiros.

Os corações – antes maltratados pelas cargas emotivas a que foram expostos –, por certo não têm tanta impetuosidade para novas empreitadas. Agem com mais cautela.

Amores incompreendidos, deslizes cometidos na juventude, repercutem hoje no jeito de ser, de falar e até nos ensinaram a encarar aventuras ou amizades com mais prudência, compreensão e de forma mais seletiva. Dizem que estamos mais experientes. Ainda bem! Adquirimos um novo tipo de beleza: A BELEZA INTERIOR, que só o tempo é capaz de nos mostrar o seu real valor.

De uma coisa, devemos nos convencer: tudo foi válido. Por isto, podemos comemorar cada momento desse período festivo que vamos vivenciar, abraçando os conhecidos, os desconhecidos, ex-colegas, ex-amigos (as), ex-namorados (as) e todas as pessoas que tivermos oportunidade, pois só assim, a festa será completa e cada um de nós se sentirá recompensado por renovar e conquistar amizades. Existe coisa melhor?

Lembremo-nos de que são poucas as cidades que têm esse privilégio de receberem os seus filhos todos os anos para uma confraternização.

Não nos esqueçamos dos ausentes. Àqueles que “partiram”, dediquemos as nossas preces. Para os que não puderem comparecer, procuremos fazer com que se sintam presentes, mandando notícias, fazendo com que a saudade adentre aos seus corações provocando alegrias, em vez de tristezas, despertando a incontida vontade de voltar, tão logo seja possível.

 

Pesqueira, outubro de 2014.

* Autor; Walter Jorge de Freitas é pesqueirense/pesqueirista, comerciante, professor, colaborador do blog OABELHUDO, cronista, poeta e pesquisador musical.

 

Educação/UFPE & Enem – Veja o peso de cada nota do Enem no vestibular da Federal *

 

 

UFPE divulga pesos das provas do Enem para o vestibular de 2015

 

Alunos que concluíram estudos no Agreste e na Zona da Mata terão bônus. Campus Caruaru terá graduação em comunicação social, no ano que vem.

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) divulgou, nesta segunda-feira (13), os pesos e as notas mínimas diferenciadas que cada prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) terá, de acordo com o curso escolhido pelo candidato. As novas regras foram aprovadas após uma reunião do Conselho Coordenador de Ensino, Pesquisa e Extensão, realizada na reitoria da instituição, na Zona Oeste do Recife.

Os pesos serão aplicados no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Ministério da Educação (MEC), ao qual a UFPE também aderiu para o vestibular de 2015. Para montar a tabela de pesos, desde o final de maio, foi reunido o colegiado de cada um dos 100 cursos de graduação presenciais da instituição. Apenas os cursos de dança, música e bacharelado em química não utilizarão o Sisu como meio de ingresso à instituição por requisitarem uma segunda fase de testes de habilidade específicos.

Confira a lista dos pesos e das notas mínimas dos cursos da UFPE para a seleção 2015:

» Cursos fora do Sisu
» Cursos que usam o Sisu: parte 1 | parte 2

 

Ana Cabral, pró-reitora para Assuntos Acadêmicos da UFPE (Foto: Katherine Coutinho / G1 PE)

Pró-reitora de graduação da UFPE, Ana Cabral detalhou
pesos das provas do Enem para seleção da universidade
(Foto: Katherine Coutinho / G1 PE)

Bônus regional e nova graduação

Além da divulgação dos pesos, a pró-reitora de graduação da universidade, Ana Cabral, anunciou um “bônus regional”, que será um acréscimo de 10% da nota do Enem na nota final dos alunos que concluíram os ensinos fundamental e médio, integralmente, em escolas públicas ou privadas da Zona da Mata ou do Agreste e pretendem estudar nos campi de Vitória de Santo Antão ou Caruaru.

O bônus não pode ser somado aos 10% destinados ao sistema de cotas. “Ou o aluno é cotista ou usa o bônus. O objetivo é fixar futuros profissionais na região e garantir o desenvolvimento regional com profissionais ativos, que se estruturam e corroboram com a melhoria econômica e social da região”, diz Ana Cabral.

Outra novidade é a aprovação do novo curso de comunicação social do campus do Agreste, em Caruaru. “O curso terá início no segundo semestre de 2015”, conta a pró-reitora. Ainda não há uma definição de quais habilitações serão oferecidas, porque o perfil está sendo definido. Em termos de peso do Enem, a nova graduação equivale ao curso de jornalismo, oferecido no Recife.

* Fonte: G1 / UFPE

Eleição 2014/Segundo Turno; Por que Dilma perdeu mais eleitores do que Aécio? *

 

 

Dilma perde mais eleitores

do que Aécio para o 2º

turno, diz Datafolha

 

 

A presidente Dilma Rousseff (PT) perdeu para o rival Aécio Neves (PSDB) parte dos eleitores que votaram nela no primeiro turno, mostra pesquisa Datafolha.

O mesmo ocorre com o tucano, mas em percentual inferior ao dos votos perdidos pela petista.

Segundo levantamento Datafolha concluído na quinta-feira (9), se a eleição fosse nesse dia, 6% dos eleitores que afirmaram ter votado em Dilma Rousseff no primeiro turno escolheriam o tucano no segundo turno. No caso de Aécio Neves, a migração de votos para a petista seria de 2%.

Considerando apenas os votos válidos, Dilma perderia 6% dos votos, e Aécio, 3%.

Dilma Rousseff terminou o primeiro turno à frente, com 43,268 milhões de votos, ou 41,59% do total dos válidos. Aécio Neves teve 34,897 milhões de votos, 33,55% dos válidos.

Na última pesquisa do Datafolha, ambos aparecem em empate técnico nas intenções de voto para o segundo turno. O tucano, porém, está numericamente à frente, com 51% das intenções, contra 49% de Dilma.

É a primeira vez que ele lidera nas pesquisas do instituto. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Dos que disseram ter votado em Dilma, 88% afirmaram que “com certeza” repetiriam o voto no dia 26 de outubro. Daqueles que optaram por Aécio, 91% permaneceriam fiéis.

Entre os dilmistas, 3% não sabiam em quem votar no pleito final das eleições presidenciais. No caso tucano, esse percentual era de 2%.

 

 

Leia a Íntegra:

Dilma perde mais eleitores do que Aécio para 2º turno, diz Datafolha

* Fonte: Folha de São Paulo / PAULO MUZZOLON – EDITOR-ASSISTENTE DE “MERCADO”

Brasil/Eleição Presidencial: O Peso do Bolsa Família na votação de Dilma *

Peso do Bolsa Família

é maior em 2014

Alaide Martins, ao lado das filhas, depende do Bol

 

 

O Bolsa Família, principal programa de transferência de renda do País, teve em 2014 o maior impacto eleitoral desde sua criação, segundo estudo do cientista político Cesar Zucco, da Fundação Getúlio Vargas, feito em parceria com o Estadão Dados. A análise indica que cada ponto porcentual de cobertura do Bolsa Família em um município rendeu, em média, 0,32 ponto porcentual na votação de Dilma naquela cidade – o dobro do que foi verificado em 2010. O estudo compara o desempenho da presidente em municípios de perfis socioeconômicos semelhantes, mas com diferenças nos porcentuais de atendimento do Bolsa Família. Embora não permitam dizer exatamente como beneficiários e não beneficiários do programa se comportam na hora de votar, os resultados indicam que, quanto maior a parcela de famílias beneficiadas, maior a probabilidade de a presidente ganhar na cidade analisada.

Segundo o estudo, um em cada cinco votos em Dilma está relacionado ao mais famoso programa de transferência de renda dos governos petistas. A extrapolação dos resultados, porém, sugere que a presidente teria recebido votações expressivas nos locais mais pobres, mesmo sem o programa.

A análise de Zucco leva em conta variáveis socioeconômicas – como a pujança da economia do município, medida pelo Produto Interno Bruto, e o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) -, para especificar municípios semelhantes a serem comparados entre si.

São levados em conta ainda fatores políticos, como o partido a que pertencem o prefeito e o governador do Estado em que está localizada a cidade. É por isso que é possível isolar o efeito eleitoral do Bolsa Família quando comparado ao impacto das outras variáveis.

Leia a Íntegra:

  • Peso do Bolsa Família é maior em 2014

* Fonte: Estadão/LUCAS DE ABREU MAIA , RODRIGO BURGARELLI

Eleições 2014/Segundo Turno: Apoio de Renata preocupa mais o PT do que o de Marina *

 

 

 

Para PT, apoio da viúva

de Campos é pior que o

de Marina

 

 

O comitê petista recebeu “sem surpresa” a declaração de apoio de Marina Silva a Aécio Neves (PSDB) neste domingo (12). Para assessores de Dilma Rousseff, preocupa mais o gesto da família Campos pró-Aécio do que a manifestação de Marina.

Coordenadores da campanha disseram à Folha que o apoio de Renata Campos, viúva de Eduardo Campos, pode abrir a “janela” no Nordeste que o tucano precisa para conseguir votos na região.

A avaliação é que familiares de Campos podem garantir vantagem ao tucano em Pernambuco, base eleitoral do ex-governador do Estado, morto em um acidente aéreo no dia 13 de agosto.

Já Marina, afirmam, perdeu protagonismo porque demorou a declarar seu apoio, visto por petistas como “troco” à campanha de desconstrução de sua candidatura capitaneada pelo PT no primeiro turno.

Mas os petistas reconhecem que as duas manifestações de apoio criam uma “agenda positiva” para Aécio. “Principalmente em uma semana coroada por depoimentos da [investigação da PF] Lava Jato e o avião envolvendo assessor de Fernando Pimentel”, analisa um ministro da presidente Dilma Rousseff.

Na última quarta (8), um colaborador da campanha de Pimentel foi levado à Polícia Federal para prestar esclarecimentos sobre dinheiro suspeito encontrado em um avião.

Leia também:

 Aécio e Marina devem se encontrar até 4ª

* Fonte: Folha de São Paulo;/ Andréia Sadi

Eleições 2014/Segundo Turno: Marina FORMALIZA apoio a Aécio *

 

Um dia após Aécio aceitar exigências, Marina declara apoio a tucano

 

Marina Silva anuncia seu apoio a Aécio Neves no segundo turno neste domingo (12)

Marina Silva anuncia seu apoio a Aécio Neves no segundo turno neste domingo (12)

 

Terceira candidata mais votada no primeiro turno das eleições presidenciais,Marina Silva (PSB) anunciou neste domingo (12) apoio formal a Aécio Neves (PSDB). O tucano disputa o segundo turno com Dilma Rousseff (PT).

“Votarei em Aécio e o apoiarei, votando nesses compromissos, dando um crédito de confiança à sinceridade de propósitos do candidato e de seu partido e, principalmente, entregando à sociedade brasileira a tarefa de exigir que sejam cumpridos”, disse Marina ao ler nota.

O apoio foi dado um dia após o tucano se comprometer a cumprir, mesmo que de forma vaga, quase todas as exigências feitas pela ex-senadora.

Em documento divulgado pela campanha de Aécio, ele se comprometeu a garantir ao Executivo o papel de demarcação de terras indígenas, a ampliar a reforma agrária e acabar com a reeleição de cargos do Executivo.

O único dos principais pontos que ficou de fora do documento lido por Aécio foi a redução da maioridade penal, que Marina é contra.

“Quero, de início, deixar claro que entendo esse documento como uma carta compromisso com os brasileiros, com a nação. Rejeito qualquer interpretação de que seja dirigida a mim, em busca de apoio”, disse a ex-senadora.

Minutos após a declaração de apoio, Aécio agradeceu o gesto. “Hoje, com a benção de Nossa Senhora Aparecida, é um dia glorioso para a nossa campanha. Recebo com muita honra e responsabilidade o apoio de Marina Silva. A partir de agora somos um só corpo, um só projeto”, disse no santuário de Nossa Senhora Aparecida (a 180 km de São Paulo).

Já Dilma disse não acreditar que os votos da ex-senadora serão automaticamente transferidos para o tucano. “Não acredito que haja uma transferência automática para ninguém”, disse em São Paulo.

Ao apoiar o tucano, Marina não repete o que fez em 2010, quando também terminou o pleito na terceira posição. Na ocasião, ela preferiu ficar neutra em relação à disputa entre Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB).

Leia também

“Somo um só corpo, um só projeto”, diz Aécio sobre apoio recebido de Marina

* Fonte: Uol/FSP-

Eleições 2014: Carta de Renata Campos a Aécio Neves *

 

João Campos e a Carta de Renata;

Um dos momentos mais emocionantes do ato no Internacional, neste momento, foi a leitura de uma carta da viúva de Eduardo Campos, Renata Campos, lida por João Campos, filho mais velho de Eduardo. O texto fala dos sonhos de Eduardo e os compromissos dele com o Pais.

 

Exiba IMG_2841.JPG na apresentação de slidesExiba IMG_2854.JPG na apresentação de slides

“Bom dia a todas e a todos,

Nossas primeiras palavras são de gratidão ao povo pernambucano, pela confiança, pela bela vitória no dia 5 de outubro. Expressamos nossos sentimentos nas urnas e reconhecemos um caminho. Não desistimos do Brasil. Nosso muito obrigado ao povo Pernambucano!

Para nós, esse foi um ano muito duro. Perdemos nosso Eduardo, nosso Dudu, nosso pai, nosso líder, nosso guia. Ele tinha um grande sonho: tornar o Brasil um pais mais justo, mais humano, mais equilibrado, onde as pessoas estivessem em primeiro lugar. Dedicou sua vida à construção desse sonho. Ele sabia que, para chegar nesse novo Brasil, era preciso um novo caminho.

Infelizmente, quis o destino que o caminho que sonhávamos não se tornasse possível.

Hoje, temos duas possibilidades: continuar como estamos ou trilhar um caminho de mudança. O Brasil pede mudanças. O governo que ai está tornou-se incapaz de realizá-las. Continuamos acreditando nos mesmos valores, continuamos com os mesmos sonhos. Só será possível mudar o Brasil se tivermos capacidade de unir e dialogar, respeitando as diferenças. É preciso reconhecer os avanços que tivemos, as contribuições de todos, mas é fundamental organizar a casa, arejar.

Aécio, acredito na sua capacidade de dialogo e gestão. Sei que não é a primeira vez que seu caminho cruza com o de Eduardo. Lembro que, lá trás, em momentos importantes da história, o caminho do seu avô Tancredo cruzou com o de Dr. Arraes. Sei que também eram diferentes, mas souberam se unir pelo bem do Brasil. Em vários momentos, quando era necessário, você e Eduardo sabiam sentar e dialogar, encontrar caminhos.

Eduardo tinha bandeiras muito claras, e se quisermos mudar o Brasil é preciso levar adiante seus ideais: as reformas pelas quais ele tanto lutou, o pacto federativo, saúde mais 10, o Pacto pela Vida, uma educação de qualidade com escolas em tempo integral, passe livre, um desenvolvimento com sustentabilidade, entre outras.

Penso, Aécio, que hoje é um dia muito importante na sua caminhada, aqui no Nordeste, em Pernambuco, estado que sempre foi palco de lutas libertárias, que tem um povo generoso, com força e coragem. Estado que tem a cara de Eduardo e Arraes. Daqui você vai levar a garra e a energia desse povo, que serão fundamentais e essenciais para construção de um novo Brasil. Um Brasil que se respeite, reconheça suas diferenças, que saiba combater as desigualdades, criando oportunidades para todos. Só assim seremos capazes de construir uma nação justa, soberana, livre, fraterna e equilibrada, como Eduardo tanto sonhou.

Somos nordestinos, pernambucanos, e queremos juntos, construir a nação brasileira!

 

Siga em frente, Aécio! Boa sorte! Que Deus nos proteja! Obrigada.”

 

* Renata Campos

 

– Fonte; Equipe de Imprensa 40

Eleição Presidencial/Segundo turno: Aécio começa a disparar para a vitória *

Dilma bateu no teto

Sem ter como crescer Dilma

vai assistir Aécio disparar

 

 

A primeira pesquisa do segundo turno da eleição presidencial foi realizada pelo Instituto Paraná, cujo trabalho de campo foi levado a efeito entre os dias 6 e 8 de outubro. O resultado mostrou Aécio Neves com 54% de intenção de votos e Dilma Roussef com 46%, em votos válidos.

Observado-se os números do levantamento em votos totais constata-se que o tucano teve 49% de intenções de voto e a presidente 41%, com brancos, nulos e indecisos somando 10%.

Desprezando-se as diferenças metodológicas entre institutos, esse percentual da pesquisa do segundo turno para Dilma significa que ela praticamente não agregou adeptos na passagem de uma etapa para outra.

De fato, as últimas 10 pesquisas do primeiro turno indicaram que Dilma tinha chegado à reta final do pleito com um teto de 40% de manifestações de voto. Isso pode ser visto no gráfico que acompanha o texto. Das 10 pesquisas finais do primeiro turno, em oito as intenções de voto da petista cravaram o mesmo número: 40%.

Desde que Marina Silva se tornou candidata, a presidente Dilma vinha tendo discreta, porém contínua, ascensão na preferência do eleitorado, suscitando até expectativas de levar o pleito já no primeiro turno, ou abrir uma vantagem de tal sorte que inaugurasse a segunda etapa com larga margem de diferença para quem fosse lhe confrontar.

Com efeito, vendo a evolução de suas intenções de voto em termos de média por subperíodo, em 29 levantamentos de diversos institutos, Dilma alcançava 35% em agosto, 36% na primeira quinzena de setembro, 37% do início da segunda quinzena até o dia 25 de setembro e, finalmente, 40% nas 10 pesquisas finais já mencionadas.

Entretanto, neste último período, o mais crucial do pleito, a candidata do PT não conseguiu romper a barreira dos 40%, não só enterrando de vez a remota possibilidade de findar o certame no primeiro turno, como atestando a resiliência de um significativo contingente de eleitores – nada menos do que 60% – que não lhe queriam conceder o voto.

Os números totais da pesquisa do Instituto Paraná no segundo turno, dada a vantagem elástica para o oposicionista, mostram que a presidente tem pouco espaço para garimpar votos no conjunto dos brancos, nulos e indecisos, e que só pode evoluir mesmo, a ponto de equilibrar a peleja, retirando votos do tucano.

A julgar pelos números oficiais do segundo turno de 2010, os brancos e nulos somaram cerca de 7%. Se este percentual se repetir em 2014, significa que há três pontos desse conjunto que se vão distribuir entre as duas candidaturas.Mesmo admitindo que Dilma seja a beneficiária total dos três pontos, ainda assim, ela só alcançaria 47% dos votos válidos, enquanto Aécio teria 53%.

As pesquisas a serem divulgadas esta semana devem mostrar, também, Aécio à frente de Dilma. Resta saber se com margem de vantagem semelhante à registrada pelo Instituto Paraná.

*Maurício Costa Romão é Ph.D. em economia, consultor da Contexto Estratégias Política e Institucional, e do Instituto de Pesquisa Maurício de Nassau.

Eleição Presidencial/Segundo Turno: 1/3 dos Ricos rejeitam Dilma. 1/3 dos Pobres não votam em Aécio *

 

 

Rejeição a Dilma é maior entre

os mais ricos, aponta Datafolha

 

 

 

A rejeição ao voto na presidente Dilma Rousseff (PT) é maior entre os mais ricos. Segundo pesquisa Datafolha concluída na última quinta-feira (9), 43% dos entrevistados disseram que não votariam na presidente de jeito nenhum. Já os que responderam isso sobre Aécio Neves (PSDB) são 34%.

Entre os mais ricos, a rejeição à Dilma cresce: 65% disseram não votar na petista, enquanto apenas 25% dos classificados como classe alta não votariam no tucano. No grupo classe média-alta, os percentuais são, respectivamente, de 57% e 26%.

Na outra ponta, a rejeição a Aécio é maior entre os mais pobres. Dos excluídos (baixa escolaridade e renda), 41% disseram que não votam no tucano, ante 29 de Dilma.

A classificação de perfil de classe criada pelo Datafolha combina, por meio de análises estatísticas, o acesso a bens de conforto, escolaridade do entrevistado e renda familiar mensal.

O diretor do Datafolha, Mauro Paulino, avalia que se por um lado a rejeição a Aécio não é tão expressiva entre os excluídos, por outro as classes baixas são justamente onde a presidente obtém sua maior parcela de eleitores convictos.

Segundo ele, no segundo turno, além de tentar conquistar votos as campanhas procuram também aumentar a rejeição do adversário.

O Datafolha investigou ainda o grau de convicção do voto. O placar também é equilibrado: 43% dizem que votam em Aécio “com certeza”, 42% respondem o mesmo para Dilma. Há 22% que “talvez” possam votar no tucano. O “talvez” de Dilma está em 14%.

VOTOS VÁLIDOS

O segundo turno da eleição presidencial começa com uma disputa extremamente acirrada e aspectos inéditos. Pesquisa Datafolha mostra Aécio (PSDB) com 51% das intenções de voto válido ante 49% da presidente Dilma.

É uma situação de empate técnico, já que a margem de erro é de dois pontos. Assim, o tucano pode ter entre 49% e 53%, a petista pode ter entre 47% e 51%.

Considerando todas as pesquisas do instituto desde 1989, é a primeira vez que um candidato que ficou em segundo lugar na disputa inicial aparece numericamente à frente do vencedor numa simulação de turno final.

Em votos totais, Aécio tem 46% contra 44% para Dilma. Há 4% de eleitores dispostos a votar nulo ou em branco. Outros 6% estão indecisos.

Leia também: 

 

* Fonte: Datafolha/Folha de São Paulo –