Category Archives: Painel/Panorama

Pernambuco: Paulo Câmara vai à Bancada Federal em busca de Emendas *

Paulo apresenta sugestões

de emendas à bancada federal

 

Foto: Divulgação

(Paulo Câmara e deputados integrantes da bancada de Pernambuco)

 

 

BRASÍLIA – Saúde, recursos hídricos e estradas foram as áreas sugeridas pelo governador eleito Paulo Câmara (PSB) para receber recursos de emendas da bancada federal de Pernambuco ao Orçamento Geral da União (OGU) de 2015. Paulo se reuniu hoje (18.11) à noite, na Câmara dos Deputados, com os parlamentares para apresentar suas prioridades. As sugestões serão avaliadas pelos 25 deputados e três senadores pernambucanos.

As prioridades foram definidas em comum acordo entre o governador João Lyra Neto e o governador eleito, após análise pela equipe de transição dos dois gestores. A apresentação das sugestões foi feita pelo secretário de Planejamento do Estado, Fred Amâncio.

Da reunião de hoje à noite participaram, além do vice-governador eleito Raul Henry (PMDB), do senador eleito Fernando Bezerra (PSB) e do secretário estadual da Casa Civil, Luciano Vasquez, os deputados federais Pedro Eugênio (PT, coordenador da bancada), Inocêncio Oliveira (PR), José Chaves (PTB) Luciana Santos (PCdoB), Augusto Coutinho (SDD), Gonzaga Patriota (PSB), Danilo Cabral (PSB), Wolney Queiroz (PDT), Fernando Filho (PSB), João Paulo (PT), Bruno Araújo (PSDB), André de Paula (PSD), Jorge Corte Real (PTB), Silvio Costa (PSC), Roberto Teixeira (PP) e Pastor Vilalba (PP).

Não estavam presentes, mas justificaram as ausências por causa de viagem oficial ao exterior, o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB) e os deputados federais Carlos Eduardo Cadoca (PCdoB) e Pastor Eurico (PSB).

As quatro emendas principais sugeridas por Paulo Câmara foram para as seguintes obras:

1 – Duplicação da BR-232 entre os municípios de São Caitano e Arcoverde, no valor de R$ 680 milhões, com contrapartida do Governo do Estado de R$ 68 milhões;

2 – Construção da Barragem Engenho Maranhão, em Ipojuca, no valor de R$ de 360 milhões e contrapartida de R$ 36 milhões;

3 – Construção do Hospital Geral do Sertão, em Serra Talhada, no valor de R$ 120 milhões (incluindo equipamentos), com contrapartida de R$ 15 milhões;

4 – Construção do Hospital Geral de Cirurgias, no Recife, no valor de R$ 120 milhões (incluindo equipamentos) e contrapartida de R$ 15 milhões.

Além dessas emendas, o governador eleito apresentou mais duas propostas extras:

1 – Duplicação de 43 quilômetros da BR-408, entre Carpina e Timbaúba, no valor de R$ 320 milhões e contrapartida de R$ 32 milhões;

2 – Ampliação, reforma e equipagem do Hospital Barão de Lucena, no valor de R$ 45 milhões e contrapartida de R$ 5 milhões.

Para Paulo Câmara, o primeiro encontro com a bancada federal foi positivo. “A gente tem o claro compromisso com o desenvolvimento do nosso Estado, de apresentar propostas que beneficiem a maioria dos pernambucanos. Nós sabemos a importância das emendas parlamentares para a realização desses objetivos. Tenho certeza que a bancada vai nos ajudar, apoiando essas emendas”.

O vice-governador eleito Raul Henry também agradeceu a disponibilidade imediata dos coordenadores da bancada – Pedro Eugênio e Cadoca – em organizar a reunião com os parlamentares, logo que foi solicitada pelo governador Paulo Câmara. “Esse gesto confirma a tradição da bancada de Pernambuco, que, tão logo acaba a eleição, se reúne para debater, conjuntamente, as propostas de interesse do Estado”.

* Fonte: Assessoria de Imprensa do PSB

Pernambuco/PSA Ipojuca: “Tem futuro o Rio Ipojuca” – Há quem acredite? *

 

REPRESENTANTES DO BID

SUPERVISIONAM ATIVIDADES

DO PSA IPOJUCA

 

 

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), principal financiador do Programa de Saneamento Ambiental da Bacia Hidrográfica do Rio Ipojuca, o PSA Ipojuca, realizou a Missão de Supervisão do andamento das ações do programa. A visita, realizada entre os dias 5 e 7 de novembro, foi importante para que as representantes do BID pudessem acompanhar de perto o desenvolvimento das atividades. Várias reuniões foram realizadas com técnicos da Compesa, da Secretaria de Infraestrutrura do Governo, da Apac e da CPRH.

De acordo com a especialista em saneamento e representante do BID, Irene Altafim, o balanço foi positivo, tendo em vista que das 32 ações previstas para 2014, 31 foram iniciadas. “O desenvolvimento dos projetos está em um ritmo bom, mas temos que reduzir ainda mais os prazos, reduzir os tempos para os processos de licitação, o que dará mais agilidade ao projeto. Esse é um desafio para os próximos anos”, afirmou.

Dentro da programação da Missão de Supervisão do BID, foi realizada a reunião semestral do Comitê Consultivo do PSA Ipojuca. O encontro contou com a presença do secretário de Infraestrutura de Pernambuco, João Bosco de Almeida, e teve o objetivo de integrar as informações sobre a evolução das ações do programa, bem como tirar dúvidas dos membros presentes. “Tem futuro o Rio Ipojuca”, declarou João Bosco logo após as apresentações.

A primeira grande obra do programa, prevista para iniciar em janeiro de 2015, será a implantação do sistema de esgotamento sanitário no município de Tacaimbó, no Agreste do estado. No próximo dia 25, a Compesa irá realizar um evento socioambiental na localidade em comemoração ao Dia do Rio. As atividades serão voltadas para o público em geral, com atenção especial para as crianças e adolescentes. Atividades lúdicas, teatro, apresentação musical e informações sobre os cuidados com o meio ambiente farão parte da programação.

HISTÓRICO

O Programa de Saneamento Ambiental da Bacia Hidrográfica do Rio Ipojuca (PSA Ipojuca) visa recuperar a vida do manancial, um dos principais do Estado, por meio da ampliação dos sistemas de esgotamento sanitário e elevação dos níveis de tratamento de esgoto em 12 cidades situadas às margens do rio.

O PSA Ipojuca está orçado em cerca de US$ 330 milhões, sendo US$ 200 milhões financiados pelo BID e US$ 130 milhões de contrapartida do Governo de Pernambuco, tornando-se assim o maior financiamento individual firmado entre o estado e a instituição internacional.

* Fonte: Compesa

Brasil: Diminuiu, mais ainda temos 155 mil pessoas em situação análoga à escravidão *

 

No Brasil, situação

análoga à escravidão

atinge 155,3 mil pessoas

 

 

 

 

Jornada exaustiva de trabalho

(No Brasil, situação análoga à escravidão atinge 155,3 mil pessoas Ministério Público do Trabalho – Divulgação)

 

 

O Brasil tem 155,3 mil pessoas em situação análoga à escravidão, segundo o relatório Índice de Escravidão Global 2014, da Fundação Walk Free, divulgado hoje (17). Houve significativa queda em relação ao levantamento do ano passado, que apontou mais de 210 mil pessoas submetidas ao trabalho escravo no país. De acordo com a organização, dos 200.361.925 de brasileiros, 0,078% está nesta condição.

Pela primeira vez, segundo o levantamento, o número de pessoas resgatadas em situação de trabalho forçado no setor da construção civil (38% dos casos) foi maior que no setor rural do país. De acordo com a Walk Free, o Brasil atraiu bilhões de dólares em investimentos para a execução da Copa do Mundo, o que propiciou o aumento do número de casos em áreas urbanas.

O relatório também destaca que a exploração sexual concentrou um grande número de pessoas em situação de trabalho forçado por causa do grande fluxo de turismo nas cidades-sede do Mundial. A Walk Free ressaltou que Fortaleza concentrou boa parte dos casos de abuso sexual de crianças por turistas.

O documento ressalta que ainda há muitas crianças trabalhando como empregadas domésticas. Em 2013, segundo a organização, 258 mil pessoas entre 10 e 17 anos estavam trabalhando como trabalhadoras domésticas no Brasil. Segundo um dos autores do relatório, Kevin Bales, também há preocupação com a participação de crianças no tráfico ilegal de drogas.

De acordo com a Walk Free, outro dado relevante no país é o fato de muitos bolivianos e peruanos serem explorados na indústria têxtil. Mais da metade dos 100 mil imigrantes bolivianos entraram no Brasil de forma irregular e são facilmente manipulados por meio da violência, das ameaças de deportação, e da servidão por dívida, segundo a pesquisa.

A organização ressaltou o progressivo comprometimento do governo e das empresas com a erradicação do trabalho forçado no Brasil. Um das medidas lembradas foi a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Trabalho Escravo, que determina a expropriação de imóveis urbanos e rurais onde seja constatada a exploração de trabalho análogo à escravidão. Outra medida importante é a lista suja do trabalho escravo, elaborada pelo Ministério do Trabalho.

“O Brasil é um dos líderes mundiais no combate à escravidão. A lista suja e os grupos móveis de combate ao trabalho escravo são muito importantes e nenhum outro país tem medidas como essa”, disse Bales.

Leia a Íntegra:

No Brasil, trabalho escravo atinge 155,3 mil pessoas

Saiba Mais

 

* Fonte: AEB/Ana Cristina Campos – Repórter da Agência Brasil

Construtoras denunciadas operam grandes obras no Brasil e em vários países *

 

Escândalo na Petrobras

As dez maiores construtoras

brasileiras, que movimentam

bilhões em obras, foram citadas

na Operação Lava Jato

 

 

 

 

Muro alto

 

* Fonte: Folha de São Paulo/Poder

Petrobrás/Escândalo Petrolão: Gerente ganhava 20 mil reais e tem quase 100 milhões de dólares para DEVOLVER *

 

 

Subordinado de Renato

Duque vai devolver cerca

de US$ 100 milhões

 

Ex-gerente da Petrobras, Pedro Barusco faz delação premiada na Lava-Jato

(Ex-diretor da Petrobrás Renato de Souza Duque que está preso no Paraná. Pedro Barusco era seu subordinado)

O ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco concordou em devolver cerca de US$ 100 milhões desviados da companhia. Ele era subordinado a Renato de Souza Duque, um dos presos na Operação Lava-Jato da Polícia Federal, e fez acordo de delação premiada.

O nome de Barusco é mencionado em diversos trechos do relatório do Ministério Público Federal (MPF) sobre a operação. Dois executivos da Toyo Setal, Julio Gerin Camargo e Augusto Ribeiro de Mendonça, que fazem delação premiada sempre se referem a Barusco como o responsável por operacionalizar a propina que era paga ao ex-diretor.

O MPF já aponta no relatório que US$ 20 milhões em nome de Barusco estavam apreendidos administrativamente na Suíça pelas autoridades daquele país. Apesar de todas as menções ao subordinado de Duque, o nome dele ficou de fora dos pedidos de prisão e busca e apreensão. Isso ocorreu porque colabora com as investigações. O relatório cita ainda nove obras da Petrobras nas quais houve desvios de recursos. Em sete delas os delatores contaram ter pago propina a Duque e Barusco.

O depoimento dos delatores da Toyo Setal afirma que os pagamentos a Duque e Barusco eram feito, em sua maioria, por meio de contas na Suíça e no Uruguai. Dizem que poucos pagamentos foram feito no Brasil. Camargo afirmou que foram feitos pagamento em espécie por emissários enviados pelo ex-diretor e pelo ex-gerente. Disse que nunca entregou dinheiro diretamente nas mãos de Renato Duque pois este era “extremamente cauteloso”.

Leia também:

* Fonte: O Globo/POR JAILTON DE CARVALHO E EDUARDO BRESCIANI

Movimento Cultural/Poesia: Elevando o meu ego – Por Victor Rogério *

Elevando o meu ego

 

 

 

Olhando o infinito
Me vem a inspiração
O brilho das estrelas
A beleza da lua
A lembrança tua
Me causa emoção

Entrego-me inteiro
Isto não nego
Elevo meu ego
Com total transparência
É tua existência
Fazendo de mim
Um grande homem
Um sonhador
Pois o meu amor
Jamais terá fim

És minha amargura
O meu doce mel
Meu grande inferno
Também meu céu
És uma pedra simples
Que para mim tem valor
Fomos feitos um para o outro
Para escrevermos juntos
A mas linda e amável
História de amor.

 

* Autor: Victor Rogério – Victor é sanharoense, poeta, aluno da Escola Municipal Professor Amaro Soares de Souza e colaborador eventual do OABELHUDO. Observação: Poesia premiada na 1ª Jornada de leitura e Cultura de Sanharó, ocorrida esse mês no auditório da cultura.

Presidente Dilma minimiza a crise moral: “O Brasil não se abala por um escândalo” *

 

 

“O Brasil não se abala

por um escândalo”,

diz Dilma sobre Petrobras

 

 

 

No seu primeiro pronunciamento desde a prisão espetacular de chefes de empreiteiras no escândalo de corrupção da Petrobras, a presidente Dilma Rousseff exaltou o mérito do governo de estar investigando a corrupção “pela primeira vez na História do Brasil”. E ainda culpou governos passados pela corrupção que está acontecendo hoje na empresa, afirmando que ninguém fez nada antes dela para combater.

Para a presidente, o escândalo será um marco na história do país :

Eu acho, de fato, que isso pode mudar o país para sempre. Em que sentido ? No sentido de que se vai acabar com a impunidade. Este é, para mim, a característica principal desta investigação.

Vestida num terno bege, respondendo tranquilamente a todas as perguntas, a presidente disse que nem ela, nem o país vão se abalar por causa disso. É parte do jogo democrático, afirmou.

– O Brasil não se abala por um escândalo – disse.

O escândalo, também, não vai significar o fim nem a revisão de todos os contratados do governo com as principais empreiteiras do país, muito menos uma devassa na Petrobras :

– Não acho que nem a Petrobras, nem todas as empreiteiras…não dá para demonizar todas as empreiteiras desse país. São grandes empresas e se a,b, c ou d praticaram malfeitos, atos de corrupção, ou de corromper, eles pagarão por isso.

Segundo ela, é “um absurdo fazer raio x de todas as companhias para trás” – isto é, rever todos os contratos :

Leia a Íntegra:

    • A presidente Dilma Rousseff, durante Cerimônia de entrega das Cartas Credenciais dos Embaixadores Estrangeiros

      ‘Brasil não se abala por um escândalo’, diz Dilma sobre Petrobras

      Agência O Globo 5 horas atrás

Crônica/Cultura Viva: Cais do Sertão – Por Carlos Sinésio * (Exclusivo para oabelhudo)

Cais do Sertão:

beleza e riqueza cultural do interior

 

 

 

 

 

O Museu Cais do Sertão, no Recife Antigo (Cais do Porto), é um lugar único e mágico, onde o imaginário popular nos leva a viajar pelo coração do Nordeste. Sua beleza e sua riqueza cultural encantam qualquer pessoa que tenha sensibilidade suficiente para valorizar e admirar a rica cultura nordestina.

No último sábado à tarde, voltamos ao lugar para novamente apreciarmos um pouco mais a nossa cultura interiorana de Pernambuco, tão parecida com a de todo o semi-árido do Nordeste. Afinal, uma ida apenas ao local pode ser pouco para quem quer conhecer melhor, apreciar ou reviver mais algumas tradições da região.

Quem não foi ainda ao Cais do Sertão, inaugurado em abril deste ano pelo então governador Eduardo Campos, deve se programar para apreciar bastante algumas das melhores tradições do nosso povo. O museu está instalado no antigo Armazém 10 do porto, tem cerca de 2 mil m2 de área em dois pisos. Nele foram investidos R$ 97 milhões do Ministério da Cultura e do Governo de Pernambuco.

O espaço conta com uma exposição sobre o Rio São Francisco (um pequeno rio com peixes de verdade simboliza o Velho Chico). Também dispõe de estúdios de gravação e salas para quem quer se arriscar no Karaokê. Há oficinas de instrumentos musicais (há sanfona, zabumba, triângulo, violão, etc) para quem quiser fazer um som, além de discografia e parte da obra do Rei do Baião Luiz Gonzaga.

Um dos diferenciais do espaço cultural é uma sala de exibição de vídeos, onde, sentados em tamboretes de madeira, os visitantes assistem filmes sobre a vida dos sertanejos. A sala é coisa de cinema, diferente de tudo que existe por aqui nessa área. Também uma réplica de uma moradia de taipa com seus utensílios tradicionais (candeeiros, panelas de barro, fogão a lenha e a decoração característica da área rural) chama a atenção.

Para acompanhar os visitantes, um grupo de monitores bilíngues está à disposição sempre. Os ingressos custam R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia para estudantes). Nas terças-feiras, o museu é aberto gratuitamente das 14h às 21h. Nas segundas-feiras, o Cais do Sertão fecha para manutenção. Outras informações, é só acessar o face (caisdosertao) ou ligar (81) 3089-2974.

* Autor: Por Carlos Sinésio,  –  Carlos Sinésio de Araújo Cavalcanti é pesqueirense, jornalista, colaborador ocasional do OABELHUDO, poeta, e escritor.

Brasil: Escândalos derrubam o valor da Petrobrás de 380,2 para 173,9 bilhões *

Com escândalos,

Petrobras cai para 3ª

maior empresa em

valor na Bolsa

 

Maior empresa do Brasil em patrimônio, a Petrobras caiu para o terceiro lugar entre as companhias de maior valor de mercado negociadas na Bolsa.

Do início do governo Dilma Rousseff até esta quinta-feira (13), o valor da estatal caiu de R$ 380,2 bilhões para R$ 173,9 bilhões, derrubado pela sucessão de escândalos de corrupção.

Petrobras valor de mercado 1994-2014

Com isso, ela foi superada pela Ambev, cujas ações somam R$ 251,3 bilhões, e pelo Itaú Unibanco, avaliado em R$ 184,2 bilhões.

A comparação entre os valores de mercado e o patrimônio líquido -os bens e valores a receber, descontando as dívidas- mostra o tamanho da incerteza do mercado quanto ao futuro da Petrobras.

O patrimônio líquido da petrolífera foi contabilizado em R$ 362,2 bilhões em junho, muito acima dos montantes da Ambev (R$ 43,6 bilhões em setembro) e do Itaú (R$ 94,8 bilhões em setembro).

No governo Lula, a gigante estatal chegou a valer R$ 429,9 bilhões na Bolsa ao final de 2007. Naquela época havia sido anunciada a maior descoberta de petróleo na camada do pré-sal -os primeiros achados, de 2006, não eram tão impactantes.

Encerrado o período de prosperidade da economia global da década passada, as ações da companhia entraram em trajetória de queda no governo Dilma.

Além do cenário menos favorável, a rentabilidade da empresa foi prejudicada pela decisão política de represar os preços da gasolina e outros combustíveis para conter a inflação.

Mais recentemente, a queda foi intensificada pela operação da Polícia Federal que investiga o pagamento de propinas à empresa em favor de partidos políticos.

* Fonte: Infomoney/POR DINHEIRO PÚBLICO & CIA

Pesqueira homenageia Eugênio Maciel Chacon *

Eugênio Maciel Chacon

Cem Anos

 

Se vivo fosse, Eugênio Maciel Chacon completaria 100 anos nesse dia 14 de novembro. Em sua homenagem haverá vários eventos no dia de hoje. O primeiro dar-se-á às 16:00 horas no local onde será construída uma praça que levará o seu nome, no bairro Anápolis. Na catedral de Santa Águeda será celebrada uma missa em Ação de Graças, às 19:00 horas. Culminando, com uma Exposição – “Eugênio Maciel Chacon – Um Tempo de Pesqueira”, nas dependência do Hotel Estação Cruzeiro, às 20:30 hs.

 

 

* Fonte: Assessoria PMP