Category Archives: Poema / Soneto

Movimento Cultural/Homenagem em Poesia: Minha Pesqueira – Por Margarida Maciel *

Pesqueira é sede oficial do antigo município de Cimbres desde 13 de maio de 1836. Em 1831 já era sede de um distrito de Cimbres

Pesqueira é sede oficial do antigo município de Cimbres desde 13 de maio de 1836. Em 1831 já era sede de um distrito de Cimbres

Pesqueira esculturas da entrada na BR 232Praça dom José Lopes antiga em Pesqueira  66400_131410430355770_2019829469_nPraça dom José Lopes com catedral reformada Pesqueiracolegio santa doroteia de frente

 

 

MINHA PESQUEIRA

 

 

 

SE VOCÊ NÃO VIU AINDA
O CÉU ENCONTRANDO A TERRA
E BEIJANDO AQUELA SERRA
TÃO LINDA DO ORORUBÁ

 

SE VOCÊ NÃO VIU AINDA
POR TRÁS DA SERRA, A BRANCURA
DAS LINDAS NOITES DE LUA
QUE NA MINHA TERRA HÁ

SE VOCÊ NÃO OUVIU AINDA
DA PASSARADA O CANTO
E DAS FLORES OS ENCANTOS
A ALEGRIA A TE EMBALAR

 

E SE NÃO CONHECE AINDA
A RENDA E A RENDEIRA
O DOCE E A DOCEIRA
NÃO FIQUE A IMAGINAR

 

SE NÃO CAMINHOU AINDA
PRA OS PÉS DA VIRGEM DAS GRAÇAS
QUE AQUELE MONTE ABRAÇA
NUMA HARMONIA SEM PAR

 

E SE NÃO SENTIU AINDA
O ACONCHEGO GOSTOSO
DE UM POVO GENEROSO
QUE LÁ SE PODE ENCONTRAR

 

VÁ NOS VER DE PERTO
E VOCÊ VERÁ, FIQUE CERTO
COMO PESQUEIRA, NÃO HÁ!

 

MARGARIDA MACIEL RAMALHO nova foto

 

 

* Autora: MARGARIDA MACIEL – Margarida Maciel Ramalho é pesqueirense, professora, colaboradora do OABELHUDO, cronista, poetisa, musicista e compositora.

Movimento Cultural: Amor e desejos em soneto de Victor Rogério – (Novos poetas) *

CORAÇÃ~1

Amor cheio de desejos

 

Foi tão difícil

Encontrar você

Que muito queria

Mas não quis me conhecer

Se fez de fácil

mais negando verdades

Com amor e sinceridade

Deu-me boas oportunidades

 

Amei-a bastante

Procurei achar seu amor

Mas você fugiu bem distante

Deixando-me em uma triste dor

O tempo todo tentei implorar

Eu fingia ser um bobo Pra querer te ganhar

Você não se importou e saiu devagar.

 

Eu ainda espero um dia ter você

Pra dizer o muito do amor

Pra lhe mostrar o saber do viver

Pois só ganha a vida quem já teve uma dor.

 

 

Victor Rogeio Jenipapo poeta

Autor: Victor Rogério – é sanharoense, aluno da 9ª série da Escola professor Amaro Soares de Souza, filho da professora Izildinha e chega ao blog apresentado pelo poetisa Angela Lucena. Victor já participou com destaque, de Saraus e da Sema Literária de Escola.

Movimento Cultural/Soneto: A Maldição do Amor – Por Edmilton Torres *

maldiçao do amor ambos de costas

Soneto 

A maldição do amor

 

 

 

A pálida luz que o luar derrama
Luzindo a noite com raios de prata
Recria um cenário que retrata
Aquele do início do meu drama

 

Ao sentir no meu peito arder a chama
Da paixão que de novo me arrebata
Renego esse amor que me maltrata
Por saber que é a outro que ela ama

Difícil é convencer meu coração
Que esse amor que ele sente é proibido
Que o fogo que alimenta esta paixão

 

Deve ser para sempre reprimido
Pois amar pode ser uma maldição
Se esse amor nunca for correspondido

 

 

Edmilton Torres-poeta-pesqueira-DSC_0441-150x150

 

 

* Autor: Edmilton Torres –   Edmilton Bezerra Torres é pesqueirense, cronista, poeta, colaborador do OABELHUDO, graduado em Administração de Empresas pela UFPE, funcionário aposentado da Caixa Econômica Federal. Acaba de ser eleito como membro da APLA – Academia Pesqueirense de Letras e Artes.

(Ainda) Homenagem pelo Dia Internacional da Mulher * – Colaboração de Gonzaga Leite

casal almasgemeas

O HOMEM E A MULHER

 

a) Victor Hugo*

 

 

 

 

O homem é a mais elevada das criaturas.
A mulher é o mais sublime dos ideais.
Deus fez para o homem um trono;
Para a mulher um altar.

 

O trono exalta; o altar santifica.
O homem é o cérebro; a mulher o coração, o amor.
A luz fecunda; o amor ressuscita.
O homem é o gênio; a mulher o anjo.

 

O gênio é imensurável; o anjo indefinível.
A aspiração do homem é a suprema glória;
A aspiração da mulher, a virtude extrema.
A glória traduz grandeza; a virtude traduz divindade.

 

O homem tem a supremacia; a mulher a preferência.
A supremacia representa força.
A preferência representa o direito.
O homem é forte pela razão; a mulher invencível pelas lágrimas.

 

A razão convence; a lágrima comove.
O homem é capaz de todos os heroísmos;
A mulher de todos os martírios.
O heroísmo enobrece; os martírios sublima.

 

O homem é o código; a mulher o evangelho.
O código corrige; o evangelho aperfeiçoa.
O homem é o templo; a mulher, um sacrário.
Ante o templo, nos descobrimos;

 

Ante o sacrário ajoelhamo-nos.
O homem pensa; a mulher sonha.
Pensar é ter cérebro;
Sonhar é ter na fronte uma auréola.

 

O homem é um oceano; a mulher um lago.
O oceano tem a pérola que embeleza;
O lago tem a poesia que deslumbra.
O homem é a águia que voa; a mulher o rouxinol que canta.

 

Voar é dominar o espaço; cantar é conquistar a alma.
O homem tem um fanal; a consciência;
A mulher tem uma estrela: a esperança.
O fanal guia, a esperança salva.

Enfim…
O homem está colocado onde termina a terra;
A mulher onde começa o céu…

186745_imagno

* Autor: Victor Hugo – * 1802 Bersançon/França +1885 -Paris/França –  Victor-Marie Hugo foi um novelista, poeta, dramaturgo, ensaísta, artista, estadista e ativista pelos direitos humanos francês de grande atuação política em seu país. É autor de Les Misérables e de Notre-Dame de Paris, entre diversas outras obra

Movimento Cultural: Doce Desejo na Poesia de Núbia Cavalcanti *

doce desejo Nubia

Doce desejo

 

 

 

Doce é o sabor dos teus lábios
Quando toca os meus com ardor
Reacendendo em minh’alma o desejo
De entregar-me a cada beijo
Saciando a paixão incontrolável
Que do meu ser se apodera.

 

E quando a noite desponta
Trazendo a brisa suave
E a lua no céu aponta
Reluzente e cheia de magia
Os nossos corpos se fundem em um só
E o nosso amor se consuma.

 

E é assim que o nosso amor
A cada dia se renova, se inova…
E a nossa felicidade transborda
Assim como a correnteza de um rio
Que corre serenamente ao relento
Em direção ao mar azul.

 

P.S. –  “1ª Seleta de Versos da L.A.L.B.” – Edição Especial – 2014

 

Nubia Cavalcante dos Santos foto 3

 

 

* Autora: Núbia Cavalcanti  –  Núbia Cavalcanti dos Santos é sanharoense, cronista, colaboradora do OABELHUDO, contista e poetisa.

Movimento Cultural: Vou sair por aí… Soneto de Núbia Cavalcanti *

pomba sem lenço e sem...

VOU SAIR POR AÍ…

 

 

 

Vou sair por aí…
Sem rumo e sem destino
Andar por caminhos desconhecidos
E realizar sonhos adormecidos.

Vou sair por aí…
Em busca da liberdade
Que um dia eu renunciei
Em troca de um grande amor.

Vou sair por aí…
Lutar pela igualdade
Entre homens e mulheres
Entre pobres e ricos.

Vou sair por aí…
Descobrir novos horizontes
Quebrar tabus de velhas tradições
E deixar fluir minhas emoções.

Vou sair por aí…
Alforriar minha saudade
Capturar minha felicidade
E viver um grande amor.

 

 – Importante: Poesia Publicada na Antologia Poesia e Prosa no Rio de Janeiro/2011.

 

Nubia Cavalcante dos Santos foto 3

 

 

* AUTORA: Núbia Cavalcanti – Núbia Cavalcante dos Santos é sanharoense, poetisa, cronista, contista. Tem poesias  –  –  –  publicadas em várias publicações do gênero.

Evento/Movimento Cultural: Carlos Sinésio Lança seu Livro em Recife *

 

 

CONVITE – CARLOS SINÉSIO LANÇA LIVRO DE SONETOS NO RECIFE
 
 

Para os amigos e amigas que gostam de poesia

 

 

convite de carlos sinésio 11 01 2014

 

Soneto do amor terminado

 

 

Eu já nem sei mais se o meu canto te faz sonhar

Com os dias de glória desejados no teu passado

Se o tempo empoeirou o nosso amor imaginado

A felicidade querida se escondeu em algum lugar

 

No horizonte estrelado, nas profundezas do mar

Em um outro canto distante neste universo infinito…

O certo é que os encantos de um amor tão bonito

Perderam-se no tempo e não nos vão mais voltar

 

Conforto-me no vento, assim feliz vou em frente

Abrandando calafrios com o calor do sol presente

Se há remédios pra curar n’alma qualquer ferida

 

Um tempo, fomos inteiros, um corpo somente

Como nem tudo que nasce serve para semente

Eu sei que todo amor tem o seu tempo de vida

 

 

Carlos Sinésio

Janeiro/ 2013

 

 

Carlos Sinésio em pé

* Autor: Carlos Sinésio de Araújo Cavalcanti – Pesqueirense, jornalista, cronista, contista e poeta consagrado. É autor de vários livros, membro da APLAS – Academia Pesqueirense de Letras e Artes.

Movimento Cultural: “Vidas repletas de sentimentos… Num Vendaval de Emoções – Por Núbia Cavalcanti *

arcoiris colorindo o ceu

VENDAVAL DE EMOÇÕES

 

 

Arco-íris colorindo o céu
Entre nuvens acinzentadas
Sobrecarregadas de melancolia
Ofuscando a tarde fria
Em mais um dia de agonia
Que aflige o meu coração
Sufocado por uma paixão
Que minha alma invadiu
E persiste em não me deixar.

 

E quando chega a noite sombria
Trazendo a brisa traiçoeira
O silêncio atravessa a madrugada
Acompanhado pelo vazio da solidão
E Meus pensamentos voam livremente
De encontro às lembranças de outrora
Mas tudo parece tão real
Que sinto o calor do teu corpo quente
Envolvendo-me loucamente.

 

E é nesse vendaval de emoções
Que viajo nas asas da imaginação
E me perco em sonhos irreais
Tentando fugir da realidade
E trazer de volta o passado
Que ainda continua presente
Dentro do meu coração
Que ainda insiste em te querer
Porque não aprendeu a te esquecer.
VIDAS…

 

Vidas que no caminho se perdem
Deixando seus sonhos abandonados
E de solidão perecem
À amarga sorte de amores infundados.

 

Vidas que se entrelaçam
Sob a chama da paixão
Sonhos que se somam
Unidos em um só coração.

 

Vidas, tão somente vidas
Que se encontram ao acaso
Nessas idas e vindas.

 

Vidas repletas de sentimentos
Que despertam dentro do peito
E hão de viver um amor perfeito.

 

 

Nubia foto 2

 

* Autora: Núbia Cavalcanti dos Santos.  Núbia é sanharoense, servidora público, Cronista, contista e poetisa.  Poesias Publicadas nas Antologias da CBJE.

Movimento Cultural: Homenagem em Poesia – Chegou o Ano Novo – Por Walter Jorge de Freitas *

poesias-de-ano-novo-e-reveillon-virada-de-ano

CHEGOU O ANO NOVO

 

 

 

DEVAGAR CARRANCUDO
COM ESPERANÇAS PRO POVO
DE SEMBLANTE SISUDO
CHEGOU O ANO NOVO

COM O SEU JEITO RONCEIRO
E ANDAR PREGUIÇOSO
É O MÊS DE JANEIRO
INSOSSO, CABULOSO

CHEGA JÁ FEVEREIRO
QUE MÊS COLOSSAL!
É ALEGRE, É FESTEIRO
E TEM CARNAVAL

VIVA O ZÉ PEREIRA!
CANTA O FOLIÃO
TOMANDO A SAIDEIRA
PRA AGUENTAR O ROJÃO

HOMENS MAQUIADOS
E VESTIDOS DE SAIAS
ALEGRES E DESLUMBRADOS
SÃO AS “BELAS CATRAIAS”

ESQUENTANDO O DOMINGO
MUITOS BLOCOS NA RUA
TEM TURISTA, TEM GRINGO
E MULHER QUASE NUA

ESPALHANDO EMOÇÃO
ALEGRANDO A CIDADE
VEJAM QUE MULTIDÃO!
É O LIRA DA TARDE!

E AQUELES BAIXINHOS?
SÃO DAQUI, OU DE FORA?
SÃO OS NOSSOS ” PRIMINHOS”
VESTIDOS DE CAIPORA

DESLIZANDO NA PISTA
EIS A ESCOLA DE SAMBA
É HORA DO PASSISTA
DAR LUGAR AO BAMBA

VEM A SEGUNDA-FEIRA
FOLIÃO JÁ CANSADO
AINDA ACHA UMA MANEIRA
DE ENFRENTAR O PESADO

ÊPA, AMANHECEU TERÇA-FEIRA
REAQUECE A FOLIA
SE VOCÊ DER BOBEIRA
PERDE O SEU MELHOR DIA

MAS CHEGOU QUARTA-FEIRA
PRA FESTANÇA ACABAR
RESSACA E ROEDEIRA
SÓ PRA FAZER CHORAR .

 

 

walter-J-Freitas II

 

 

* Autor: Walter Jorge de Freitas – Walter é pesqueirense, professor, comerciante, cronista, contista, poeta e pesquisador musical.

Movimento Cultural: O que realmente Importa/Importa é Ser Feliz – A Poesia de Carlos Sinésio *

A Felicidade Começa em Mim

 

A Felicidade começa em Mim...

A Felicidade começa em Mim…

O que importa

 

 

 

Não importa ouro branco ou amarelo

nem os corpos nus em paralelo…

Importa a vontade de acertar e construir

o medo de perder, de se iludir

 

Não importa só a cama quente

nem todo o conforto presente…

Importa o que se sente

a intenção da mente

o cultivar da boa semente

 

Não importa a falsa beleza

a coroa da realeza,

mas a mãe natureza

 

Não importa apenas o que se diz

nem só o tom do verniz

ou o cantar do concriz

 

Importa o pulsar das veias

o colorido das areias,

o trançado das teias

 

Importa é ser feliz.

 

 

Carlos Sinésio foto nova em pé 28 10 018

* Autor: Carlos Sinésio – Carlos Sinésio de Araújo Cavalcanti é pesqueirense, jornalista, colaborador do blog OABELHUDO, escritor, cronista, contista e poeta. Tem vários livros já lançados. No próximo dia 11 de janeiro, estará autografando seu recente trabalho – SONETOS LIVRES, no recinto do Círculo Militar que fica na Av. Agamenon Magalhães em Recife, a partir das 14:30 hs.

convite de carlos sinésio 11 01 2014

Deus nos proteja sempre!