Pesqueira/Crônica: Saudade! Como ficam os exilados? – Por Seu Regi *

Crônica para um exilado

Crônica de memórias (Seu Regi)

 

Nos anos 50/60, o mundo foi palco de grandes transformações em tosas as esferas, principalmente na área cultural de todas as classes sociais. Foi a época da contra-cultura, o reinado da minissaia, da revolução hippie, dos Beatles, jovem guarda, do vestido tubinho e tomara que caia, da calça boca de sino e do rock and roll. Naquela época, apesar dos precários meios de comunicação, pesqueira foi paulatinamente arrastada pelo movimento e embora atrasada, aderiu à onda. Coincidentemente, a minha geração saindo da adolescência, sem noção do mundo real, foi sendo introduzida nos meios sociais, em que a princípio se sentia um estranho em um mundo em que antes tudo lhe era proibido.

Era uma rapaziada tímida uma vez que haviam sido educados a não participar das conversas dos mais velhos e que menina brincava com menina e menino se relacionava apenas com menino. Entretanto essa abertura fora como se estivesse levantando as cortinas de um teatro antes inacessível, em que ele era convidado a participar. O mais interessante é que passamos a observar as meninas com outros olhos e notar que aquelas que havíamos conhecido brincando de roda haviam se transformado e agora tinham um corpo de mulher. Algumas ficaram bonitas, outras nem tanto, porém todas alegres, sedutoras e perigosas uma vez que haviam se tornado caçadoras de possíveis maridos. Mas na verdade era a natureza procurando dar continuidade à espécie humana. Apesar desse deslumbramento, começamos a ver os nossos sonhos juvenis se desmoronando e passamos a conhecer sentimentos inusitados, mas que iriam nos acompanhar por toda existência, como a paixão, o amor, o ódio,sem considerar as decepções.

Contudo, a vida transcorria normalmente, já havíamos aderido à vida social, já havíamos concluído o curso ginasial, servido ao TG-171, quando estimulados pela família, nos deslocamos para o Recife a fim de fazer o curso científico e posteriormente um curso superior. O motivo alegado: a terrinha não oferecia um futuro promissor. Assim, deixando para trás a família, os amigos, as namoradas, as festas e finalmente tudo aquilo que estávamos familiarizados, para enfrentar um mundo desconhecido. Foi quando passamos a tomar conhecimento de mais um sentimento: a saudade. Acredito que foi o pior de todos.

Os primeiros meses foram terríveis, sentíamos que estávamos sozinhos, faltando tudo e só a perseverança nos fazia ficar, coisa que alguns não resistiram, abandonaram tudo e voltaram à terrinha. Na capital, alguns ficaram hospedados em casas de parentes, porém a maioria foi direcionada a “Casa do Estudante de Pernambuco”, onde fazíamos apenas as refeições e por isso éramos chamados de “xepeiros”. Na realidade morávamos em pensões localizadas na Rua Paissandu quando confraternizávamos com colegas de diversas cidades do interior e formávamos um grupo unido, capaz de enfrentar as adversidades.

Diante da dificuldade de comunicação com a terrinha, os pesqueirenses radicados na capital, se reuniam impreterivelmente, a partir das l9 horas na cabeceira da ponte Duarte Coelho, em local conhecido como ”quem-me quer” que funcionava como um consulado e ali tomávamos conhecimento do que havia ocorrido em Pesqueira na semana anterior.

Todavia, o tempo passou, muitos concluíram o curso superior em diversas profissões, alguns apenas arrumaram empregos, e agora, já idosos, lembram com saudade daqueles tempos difíceis e das aventuras e brincadeiras que só acontece na juventude. Agora quando nos encontramos e recordamos histórias que fazem lembrar outras e vão surgindo outras que já havíamos esquecido, muitas vezes com amigos que já se foram, mas que deixaram saudade.

Finalmente esta crônica é dedicada a todos aqueles que pelos mais diversos motivos, não retornaram à terrinha e que por este motivo se sentem exilados, guardando a lembrança de uma cidadezinha, pequena, mas aconchegante em que cada casa tinha um nome: o nome da família pesqueirense.

Fica, entretanto, a pergunta: será que existe vida imbecil em outros planetas?

Exiba tio regi.jpg na apresentação de slides

* Autor: Reginaldo Maciel é pesqueirense, economista e um “exilado” incidental…Colaborador do OABELHUDO.

Saúde Pública: Operação retira mais de 7 toneladas de alimentos da CEASA Recife *

 

Total apreendido em ação no Ceasa foi de 7,1 toneladas de

alimentos

Balanço sobre apreensões foi apresentado nesta quinta (Foto: Katherine Coutinho/G1)

(Balanço sobre apreensões foi apresentado nesta quinta (Foto: Katherine Coutinho/G1)

Vigilância Sanitária e Adagro recolheram 3,9 toneladas de pescados. Além dos alimentos, foram retidos 600 mil ovos de galinha.

Ovos apreendidos estavam com embalagem irregular e foram jogados no lixo. (Foto: Kety Marinho/TV Globo)

(Ovos apreendidos estavam com embalagem irregular e foram jogados no lixo. (Foto: Kety Marinho/TV Globo)

A operação conjunta de fiscalização no Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa), no bairro do Curado, Zona Oeste do Recife, apreendeu aproximadamente 7,1 toneladas de alimentos e 600 mil ovos de galinha na última quarta-feira (29). O balanço da operação foi divulgado nesta quinta-feira (30), na sede da Associação Nordestina de Criadores, no bairro do Cordeiro, também na capital.

Participaram da ação a Vigilância Sanitária do Recife, a Delegacia do Consumidor, a Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro), o Ministério Público de Pernambuco (MPPE), entre outros. O objetivo foi coibir a venda de produtos sem origem identificada. Ao todo, 16 estabelecimentos foram fiscalizados, mas apenas um chegou a ser fechado, uma loja que revendia laticínios, por não haver responsável técnico.

Na loja interditada, foram apreendidos 776,2 quilos de produtos, sendo 93 quilos de manteiga de garrafa, 152 quilos de queijo muçarela, 572 kg de linguiça e mortadela e 4,2 quilos de frango. “Tinha produtos vencidos, muitos sem registro, falsificados. Orientamos que eles contratem um responsável técnico, o que eles me disseram que já estavam providenciando. Eles tinham muito produto em um espaço pequeno, eles vão ter que readequar sua estrutura”, explica a diretora da Vigilância Sanitária municipal, Adeílza Ferraz.

A apreensão de ovos foi um dos pontos mais polêmicos da ação, visto que foram jogados todos fora, assim como os 31,9 mil ovos de codorna. Os ovos eram vendidos sem embalagem, estando dispostos em bandejas. “No caso dos ovos, eles têm que sair do entreposto embalados. É assim que a legislação federal e estadual exigem.  A conservação do ovo é de 20 dias e o prazo pode ser ampliado quando ele está resfriado”, explica André Sérgio, chefe da unidade estadual de Inspeção Animal da Adagro.

Como os boxes no Ceasa são pontos de vendas, e não entrepostos comerciais, eles são obrigados por lei a vender o produto embalado. “Lá não tem como resfriar, lá é um ponto de venda e não um entreposto comercial. O ovo precisa chegar lá embalado por questão de rastreabilidade, para sabermos de onde o ovo vem, o lote e o prazo de validade. Você não sabe identificar quando aquele ovo foi produzido, se está de fato bom, se está contaminado”, destaca Sérgio.

saiba mais

* Fonte: G1/Adagro/Vigilância Sanitária Recife

Crônica/Homenagem: O Reencontro – O 25º – Por Walter Jorge de Freitas *

O REENCONTRO 

 

 

 

Aproxima-se mais uma FESTA DO EX-ALUNO. Para quem gosta de emoções, não há melhor oportunidade para vivenciá-las com tanta intensidade como esses momentos de saudosismo puro que o reencontro nos proporciona.

Iniciado há 25 anos, com a finalidade de trazer de volta ao convívio, apenas ex-alunos do Ginásio Cristo Rei, o evento foi tomando corpo e despertando o interesse de ex-alunos de outros educandários e o resultado está aí: adesão maciça e espontânea dos pesqueirenses e pesqueiristas hoje espalhados pelos mais longínquos recantos do país.

Se nós que jamais saímos daqui, sentimos satisfação em rever os amigos de ontem, os que voltam, certamente, experimentam outro tipo de emoção: pisar o solo da terra que lhe serviu de berço ou acolheu, rever amigos, parentes, constatar as mudanças impostas pelo tempo e pela ação dos que tiveram a missão de governá-la com erros e acertos, mas todos imbuídos do desejo de torná-la melhor.

Não importa o fato de não sermos mais os mesmos no tocante ao aspecto físico. As cabeleiras já não são tão vastas como antes; os rostos estão marcados pela ação impiedosa do tempo e as pernas já não caminham no ritmo e firmeza dos tempos de juventude. Estamos todos bem diferentes daqueles moços e moças de andar faceiro, charmoso, atraente e provocador de suspiros.

Os corações – antes maltratados pelas cargas emotivas a que foram expostos –, por certo não têm tanta impetuosidade para novas empreitadas. Agem com mais cautela.

Amores incompreendidos, deslizes cometidos na juventude, repercutem hoje no jeito de ser, de falar e até nos ensinaram a encarar aventuras ou amizades com mais prudência, compreensão e de forma mais seletiva. Dizem que estamos mais experientes. Ainda bem! Adquirimos um novo tipo de beleza: A BELEZA INTERIOR, que só o tempo é capaz de nos mostrar o seu real valor.

De uma coisa, devemos nos convencer: tudo foi válido. Por isto, podemos comemorar cada momento desse período festivo que vamos vivenciar, abraçando os conhecidos, os desconhecidos, ex-colegas, ex-amigos (as), ex-namorados (as) e todas as pessoas que tivermos oportunidade, pois só assim, a festa será completa e cada um de nós se sentirá recompensado por renovar e conquistar amizades. Existe coisa melhor?

Lembremo-nos de que são poucas as cidades que têm esse privilégio de receberem os seus filhos todos os anos para uma confraternização.

Não nos esqueçamos dos ausentes. Àqueles que “partiram”, dediquemos as nossas preces. Para os que não puderem comparecer, procuremos fazer com que se sintam presentes, mandando notícias, fazendo com que a saudade adentre aos seus corações provocando alegrias, em vez de tristezas, despertando a incontida vontade de voltar, tão logo seja possível.

 

Pesqueira, outubro de 2014.

* Autor; Walter Jorge de Freitas é pesqueirense/pesqueirista, comerciante, professor, colaborador do blog OABELHUDO, cronista, poeta e pesquisador musical.

 

Educação/UFPE & Enem – Veja o peso de cada nota do Enem no vestibular da Federal *

 

 

UFPE divulga pesos das provas do Enem para o vestibular de 2015

 

Alunos que concluíram estudos no Agreste e na Zona da Mata terão bônus. Campus Caruaru terá graduação em comunicação social, no ano que vem.

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) divulgou, nesta segunda-feira (13), os pesos e as notas mínimas diferenciadas que cada prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) terá, de acordo com o curso escolhido pelo candidato. As novas regras foram aprovadas após uma reunião do Conselho Coordenador de Ensino, Pesquisa e Extensão, realizada na reitoria da instituição, na Zona Oeste do Recife.

Os pesos serão aplicados no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Ministério da Educação (MEC), ao qual a UFPE também aderiu para o vestibular de 2015. Para montar a tabela de pesos, desde o final de maio, foi reunido o colegiado de cada um dos 100 cursos de graduação presenciais da instituição. Apenas os cursos de dança, música e bacharelado em química não utilizarão o Sisu como meio de ingresso à instituição por requisitarem uma segunda fase de testes de habilidade específicos.

Confira a lista dos pesos e das notas mínimas dos cursos da UFPE para a seleção 2015:

» Cursos fora do Sisu
» Cursos que usam o Sisu: parte 1 | parte 2

 

Ana Cabral, pró-reitora para Assuntos Acadêmicos da UFPE (Foto: Katherine Coutinho / G1 PE)

Pró-reitora de graduação da UFPE, Ana Cabral detalhou
pesos das provas do Enem para seleção da universidade
(Foto: Katherine Coutinho / G1 PE)

Bônus regional e nova graduação

Além da divulgação dos pesos, a pró-reitora de graduação da universidade, Ana Cabral, anunciou um “bônus regional”, que será um acréscimo de 10% da nota do Enem na nota final dos alunos que concluíram os ensinos fundamental e médio, integralmente, em escolas públicas ou privadas da Zona da Mata ou do Agreste e pretendem estudar nos campi de Vitória de Santo Antão ou Caruaru.

O bônus não pode ser somado aos 10% destinados ao sistema de cotas. “Ou o aluno é cotista ou usa o bônus. O objetivo é fixar futuros profissionais na região e garantir o desenvolvimento regional com profissionais ativos, que se estruturam e corroboram com a melhoria econômica e social da região”, diz Ana Cabral.

Outra novidade é a aprovação do novo curso de comunicação social do campus do Agreste, em Caruaru. “O curso terá início no segundo semestre de 2015”, conta a pró-reitora. Ainda não há uma definição de quais habilitações serão oferecidas, porque o perfil está sendo definido. Em termos de peso do Enem, a nova graduação equivale ao curso de jornalismo, oferecido no Recife.

* Fonte: G1 / UFPE

Eleição 2014/Segundo Turno; Por que Dilma perdeu mais eleitores do que Aécio? *

 

 

Dilma perde mais eleitores

do que Aécio para o 2º

turno, diz Datafolha

 

 

A presidente Dilma Rousseff (PT) perdeu para o rival Aécio Neves (PSDB) parte dos eleitores que votaram nela no primeiro turno, mostra pesquisa Datafolha.

O mesmo ocorre com o tucano, mas em percentual inferior ao dos votos perdidos pela petista.

Segundo levantamento Datafolha concluído na quinta-feira (9), se a eleição fosse nesse dia, 6% dos eleitores que afirmaram ter votado em Dilma Rousseff no primeiro turno escolheriam o tucano no segundo turno. No caso de Aécio Neves, a migração de votos para a petista seria de 2%.

Considerando apenas os votos válidos, Dilma perderia 6% dos votos, e Aécio, 3%.

Dilma Rousseff terminou o primeiro turno à frente, com 43,268 milhões de votos, ou 41,59% do total dos válidos. Aécio Neves teve 34,897 milhões de votos, 33,55% dos válidos.

Na última pesquisa do Datafolha, ambos aparecem em empate técnico nas intenções de voto para o segundo turno. O tucano, porém, está numericamente à frente, com 51% das intenções, contra 49% de Dilma.

É a primeira vez que ele lidera nas pesquisas do instituto. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Dos que disseram ter votado em Dilma, 88% afirmaram que “com certeza” repetiriam o voto no dia 26 de outubro. Daqueles que optaram por Aécio, 91% permaneceriam fiéis.

Entre os dilmistas, 3% não sabiam em quem votar no pleito final das eleições presidenciais. No caso tucano, esse percentual era de 2%.

 

 

Leia a Íntegra:

Dilma perde mais eleitores do que Aécio para 2º turno, diz Datafolha

* Fonte: Folha de São Paulo / PAULO MUZZOLON – EDITOR-ASSISTENTE DE “MERCADO”

Eleição 2014/Segundo Turno: Aécio tem 5 ações para mudar seu desempenho no Nordeste *

 

 

Aécio armas TEM Cinco

Para Conquistar o Eleitor fazer

Nordeste;

Aécio Neves TEM o Apoio do cantor cearense Fagner

Aécio Neves TEM o Apoio do cantor cearense Fagner

 O candidato à Presidência Aécio Neves (PSDB) tem uma missão nesta campanha de segundo turno: conquistar o Nordeste. Na primeira rodada da eleição, o tucano obteve somente 15% dos votos na região que é o segundo maior colégio eleitoral do país.

Na reta final do primeiro turno, disposto a ultrapassar Marina Silva (PSB) e conquistar uma vaga para o embate final com Dilma Rousseff (PT), Aécio focou sua campanha na região Sudeste, especialmente nos Estados de São Paulo e Minas Gerais, os dois com o maior número de eleitores no Brasil.

A estratégia deu certo. O tucano venceu em São Paulo e ultrapassou Marina em Minas, apesar de ter ficado atrás de Dilma. Foi suficiente para garantir a passagem para o segundo turno. Na rodada final desta eleição, porém, Aécio não pode se dar ao luxo de negligenciar o Nordeste. Por causa disso, o tucano tem assumido uma estratégia para conquistar corações e mentes nordestinas. Veja, abaixo, quais são as principais armas da candidatura do PSDB para aumentar sua penetração nos Estados do Nordeste.

 

Como Cinco armas parágrafo Conquistar o Eleitor do Nordeste

 

Reprodução / Twitter / @ AécioNeves
  • Evocação a Eduardo Campos

    Aécio se esforçou par obter o Apoio do PSB e da Família do ex-Governador de PE Eduardo Campos (PSB), Morto los hum Acidente aéreo. Campos era hum dos Nomes Mais fortes da politica nordestina dos Últimos Anos. Ao obter o Apoio de SUA Família, O Que Aconteceu no Sábado (11), Aécio ganhou o aval Que queria parágrafo Poder vender SUA Candidatura Como aquela that dara continuidade AO Projeto do ex-Governador. Foto: Reprodução / Twitter / @ AécioNeves

  • Carlo Wrede / Agência O Dia / Estadão Conteúdo
    2

    Ampliação do Bolsa Família

    Tido Como hum dos Maiores “cabos eleitorais” do Governo Dilma na Região, o Programa Bolsa Família sociais TEM Recebido Atenção especial de Aécio. Em MAIS Oportunidade de uma, o tucano reiterou JÁ Que Localidade: Não Ira, Caso eleito, extinguir o Programa. Pelo contrario Afirma o Candidato, Ira aprimorá-lo e Aumentar SUA abrangência. Disso de Além, ELE TEM se esforçado parágrafo descolar uma Marca fazer Bolsa Família do PT. Foto: Carlo Wrede / Agência O Dia / Estadão Conteúdo
  • Edson Magoolin / Futura Imprensa / Estadão Conteúdo
    3

    Se aproximar de Políticos locais

    CIENTE de that Seu Nome e Sua Imagem de: Não possuem uma MESMA penetração no Nordeste that TEM nenhuma Sul e Sudeste, Aécio Procura lastrear SUA Candidatura atrelando-a a lideranças Políticas locais. Dai a importancia do Apoio da Família Campos. Dai a importancia do ato that reuniu Mais de cem Políticos a Seu favor, incluíndo ACM Neto (DEM-BA), Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) e Tasso Jereissati (PSDB-CE). Foto: Edson Magoolin / Futura Imprensa / Estadão Conteúdo
  • Denilton Dias / O Tempo / Futura Imprensa
    4

    Lembrar de “Minas Gerais do Nordeste”

    Para reforçar a ideia de that “governa Pará Pobres OS”, e Que, portanto, Ira governar buscando reduzir a Desigualdade Entre como fazer regions país, o tucano TEM citado Números Que atribui à SUA administration in Minas (2003-10). Segundo Ele, o Norte de Minas, o Vale do Jequitinhonha EO Vale do Mucuri, como regions Mais Pobres do Estado, receberam Três-fold Mais Recursos per capita Que o resto do Estado. Foto: Denilton Dias / O Tempo / Futura Imprensa
  • Joel Silva / Folhapress
    5.

    Presidente da União Nacional

    Ancorado no Argumento MESMO, de that térios governado Minas priorizando a diminuição das Desigualdades Regionais, Aécio TEM Dito Que É ELE o Candidato that podera Acabar com a distinção Que existe Entre Norte e Sul. De a Acordo com ELE, Dilma EO PT TEM Feito UMA Campanha that Estimula a rivalidade Entre o Nordeste EO Sudeste, EM UM clima de “NOS enguias contra”, O Que gera “divisoes contraproducentes”.
    * Fonte:  Vinícius Segalla –  Do UOL, no Recife

Brasil/Eleição Presidencial: O Peso do Bolsa Família na votação de Dilma *

Peso do Bolsa Família

é maior em 2014

Alaide Martins, ao lado das filhas, depende do Bol

 

 

O Bolsa Família, principal programa de transferência de renda do País, teve em 2014 o maior impacto eleitoral desde sua criação, segundo estudo do cientista político Cesar Zucco, da Fundação Getúlio Vargas, feito em parceria com o Estadão Dados. A análise indica que cada ponto porcentual de cobertura do Bolsa Família em um município rendeu, em média, 0,32 ponto porcentual na votação de Dilma naquela cidade – o dobro do que foi verificado em 2010. O estudo compara o desempenho da presidente em municípios de perfis socioeconômicos semelhantes, mas com diferenças nos porcentuais de atendimento do Bolsa Família. Embora não permitam dizer exatamente como beneficiários e não beneficiários do programa se comportam na hora de votar, os resultados indicam que, quanto maior a parcela de famílias beneficiadas, maior a probabilidade de a presidente ganhar na cidade analisada.

Segundo o estudo, um em cada cinco votos em Dilma está relacionado ao mais famoso programa de transferência de renda dos governos petistas. A extrapolação dos resultados, porém, sugere que a presidente teria recebido votações expressivas nos locais mais pobres, mesmo sem o programa.

A análise de Zucco leva em conta variáveis socioeconômicas – como a pujança da economia do município, medida pelo Produto Interno Bruto, e o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) -, para especificar municípios semelhantes a serem comparados entre si.

São levados em conta ainda fatores políticos, como o partido a que pertencem o prefeito e o governador do Estado em que está localizada a cidade. É por isso que é possível isolar o efeito eleitoral do Bolsa Família quando comparado ao impacto das outras variáveis.

Leia a Íntegra:

  • Peso do Bolsa Família é maior em 2014

* Fonte: Estadão/LUCAS DE ABREU MAIA , RODRIGO BURGARELLI

Eleições 2014/Segundo Turno: Apoio de Renata preocupa mais o PT do que o de Marina *

 

 

 

Para PT, apoio da viúva

de Campos é pior que o

de Marina

 

 

O comitê petista recebeu “sem surpresa” a declaração de apoio de Marina Silva a Aécio Neves (PSDB) neste domingo (12). Para assessores de Dilma Rousseff, preocupa mais o gesto da família Campos pró-Aécio do que a manifestação de Marina.

Coordenadores da campanha disseram à Folha que o apoio de Renata Campos, viúva de Eduardo Campos, pode abrir a “janela” no Nordeste que o tucano precisa para conseguir votos na região.

A avaliação é que familiares de Campos podem garantir vantagem ao tucano em Pernambuco, base eleitoral do ex-governador do Estado, morto em um acidente aéreo no dia 13 de agosto.

Já Marina, afirmam, perdeu protagonismo porque demorou a declarar seu apoio, visto por petistas como “troco” à campanha de desconstrução de sua candidatura capitaneada pelo PT no primeiro turno.

Mas os petistas reconhecem que as duas manifestações de apoio criam uma “agenda positiva” para Aécio. “Principalmente em uma semana coroada por depoimentos da [investigação da PF] Lava Jato e o avião envolvendo assessor de Fernando Pimentel”, analisa um ministro da presidente Dilma Rousseff.

Na última quarta (8), um colaborador da campanha de Pimentel foi levado à Polícia Federal para prestar esclarecimentos sobre dinheiro suspeito encontrado em um avião.

Leia também:

 Aécio e Marina devem se encontrar até 4ª

* Fonte: Folha de São Paulo;/ Andréia Sadi

Movimento Cultural/Soneto: Baque – Por Francisco Aquino *

BAQUE

 

 

 

 

Caiu pela vida

diante dos fracassos amargados

e pela falta de deferência humana.

Caiu diante das violências

vividos por milhares

que sofrem dilacerando os corações.

 

Caiu da calçada abaixo

num verdadeiro baque

sobre os olhares curiosos dos que passam e apenas olham sem ajudar.

Vendo levantar e prosseguir na labuta diária.

Caiu diante de tantos obstáculos

que aflora o ser buscando guarita na fé e oração.

 

Caiu pela vida quando buscava acertar tendo solidez humana e honradez.

Caiu na esquina diante dos traumas vividos

tentando superar tristezas e feridas abertas

com o aniquilamento do ser humano.

 

Caiu diante da vida e da morte se distanciando da sorte

que assola o ser errante entristecendo o viver.

Caiu pelo o tempo perdendo os reflexos e memória

ficando a mercê do outro pela história.

Caiu pela falta de saúde que vai nutrindo a vida

atingindo sua essência de vitalidade.

 

Caiu pelas feridas da alma suando sangue

ficando renegado pelos cantos

buscando ser notado e procurando ninho para descansar e realizar.

Assim vive diante de tantas caídas e baques pela vida

que decidiu reunir forças e levantar-se de vez

nutrindo uma vivência salutar

com a vida voltando a pulsar de cheia de esperança e amor

para realizar-se

como ser criado

para viver e vencer.

 

 

* Autor: Francisco Aquino  –  Francisco de Assis Maciel Aquino é pesqueirense, professor, colaborador do OABELHUDO, cronista, poeta e comentarista esportivo.

Eleições 2014/Segundo Turno: Marina FORMALIZA apoio a Aécio *

 

Um dia após Aécio aceitar exigências, Marina declara apoio a tucano

 

Marina Silva anuncia seu apoio a Aécio Neves no segundo turno neste domingo (12)

Marina Silva anuncia seu apoio a Aécio Neves no segundo turno neste domingo (12)

 

Terceira candidata mais votada no primeiro turno das eleições presidenciais,Marina Silva (PSB) anunciou neste domingo (12) apoio formal a Aécio Neves (PSDB). O tucano disputa o segundo turno com Dilma Rousseff (PT).

“Votarei em Aécio e o apoiarei, votando nesses compromissos, dando um crédito de confiança à sinceridade de propósitos do candidato e de seu partido e, principalmente, entregando à sociedade brasileira a tarefa de exigir que sejam cumpridos”, disse Marina ao ler nota.

O apoio foi dado um dia após o tucano se comprometer a cumprir, mesmo que de forma vaga, quase todas as exigências feitas pela ex-senadora.

Em documento divulgado pela campanha de Aécio, ele se comprometeu a garantir ao Executivo o papel de demarcação de terras indígenas, a ampliar a reforma agrária e acabar com a reeleição de cargos do Executivo.

O único dos principais pontos que ficou de fora do documento lido por Aécio foi a redução da maioridade penal, que Marina é contra.

“Quero, de início, deixar claro que entendo esse documento como uma carta compromisso com os brasileiros, com a nação. Rejeito qualquer interpretação de que seja dirigida a mim, em busca de apoio”, disse a ex-senadora.

Minutos após a declaração de apoio, Aécio agradeceu o gesto. “Hoje, com a benção de Nossa Senhora Aparecida, é um dia glorioso para a nossa campanha. Recebo com muita honra e responsabilidade o apoio de Marina Silva. A partir de agora somos um só corpo, um só projeto”, disse no santuário de Nossa Senhora Aparecida (a 180 km de São Paulo).

Já Dilma disse não acreditar que os votos da ex-senadora serão automaticamente transferidos para o tucano. “Não acredito que haja uma transferência automática para ninguém”, disse em São Paulo.

Ao apoiar o tucano, Marina não repete o que fez em 2010, quando também terminou o pleito na terceira posição. Na ocasião, ela preferiu ficar neutra em relação à disputa entre Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB).

Leia também

“Somo um só corpo, um só projeto”, diz Aécio sobre apoio recebido de Marina

* Fonte: Uol/FSP-