Tag Archives: Poesia

POESIA/CORDEL – A PRESIDENTA DILMA – Por João Roberto Maciel Aquino.

PRESIDENTA DILMA

Dilma foi tomando posse

Começou o inventa inventa.

Quer mudar nossa gramática

Pra sentir-se “diferenta”

Fez finca-pé, cara feia,

E obrigou a quem lhe rodeia

Chamá-la de PRESIDENTA.


Manicura, pedicura,

Chefa, atendenta, tenenta,

A dirigenta, a médica,

De quem ela é pacienta,

Adolescenta, estudanta,

Gerenta, serventa, anta,

Vão chamá-la PRESIDENTA.


A despachanta eleganta,

A conferenta sorridenta

A pobre parturienta

A parenta competenta,

A falanta e a ouvinta,

A cadeiranta, a pedinta,

Chamar-lhe-ão PRESIDENTA.


“Madame le president”,

Lhe obedecerei contento

E esse estilo afrancesado

Abandono cem por cento

Presidenta vou lhe chamar

Se a senhora concordar

Chamar Lula PRESIDENTO.


Dilma reforma ortográfica,

É para intelectual.

Faça a reforma política,

E, urgentemente, a fiscal,

Dê jeito na previdência

Acabe com a violência

Mande corrupto pro pau.


Com trabalho, educação,

O progresso andando a mil,

O povão com mesa farta

De tão feliz fica gentil

Deixa Marcela pra lá

E, para lhe agradar,

Lhe elege até Miss Brasil.