Tag Archives: Religião

Diocese de Pesqueira celebrará 95 anos com missa presidida por Dom Fernando Saburido *

DIOCESE DE PESQUEIRA COMPLETARÁ 95 ANOS

 

 

Palácio Episcopal e a sua igreja

Palácio Episcopal e a sua igreja de Nossa Senhora dos Homens

Dom Fernando SaburiboDom José Luiz Salaes Bispo da diocese de PesqueiraDSC_2367

(Dom Fernando Saburido – e Dom José Luiz Salles)

 

Por ocasião da festa dos 95 anos, a acontecer no próximo dia 2 de agosto, a Diocese de Pesqueira viverá um dia de grandes alegrias e celebrações. Logo pela manhã, os sacerdotes virão a Pesqueira para um dia de convivência e confraternização junto ao bispo diocesano. À noite, 19h, na Catedral Diocesana Santa Águeda, Dom José Luiz receberá o Exmo. Dom Fernando Antonio Saburido, Arcebispo Metropolitano de Olinda e Recife, especialmente convidado para presidir a concelebração da qual participarão sacerdotes, religiosas, seminaristas, leigos e leigas de toda a Diocese.

A missa dos 95 anos da Diocese faz parte do projeto “Vida e Missão Rumo ao Centenário” preparatório à celebração dos 100 anos da Diocese a acontecer em 2 de agosto de 2018.

* Fonte: Diocese de Pesqueira

Padre Robson Oliveira celebra missa para milhares de fiéis em Pesqueira(*)

Missa de Pesqueira  PE. Robson, centro de Pesqueira (3)

Milhares de fiéis vindos das mais diversas cidades do interior de Pernambuco, principalmente das dioceses de Pesqueira, Garanhuns, Caruaru, Afogados da Ingazeira, Salgueiro, Palmares, Monteiro-PB, compareceram, neste domingo (03), a Praça Dom José Lopes, no centro de Pesqueira (PE), para receber a visita da Imagem Peregrina do Divino Pai Eterno. A missa, celebrada pelo Padre Robson de Oliveira, reitor do Santuário Basílica do Divino Pai Eterno, de Trindade (GO), foi transmitida ao vivo para todo o Brasil pela Rede Vida de Televisão. A celebração foi dentro das comemorações da tradicional Festa da Padroeira de Pesqueira Santa Águeda, que termina neste dia 05.

Antes mesmo chegada da Imagem Peregrina, ainda pela manhã, caravanas de várias cidades da região e até mesmo do vizinho estado da Paraíba, já chegavam ao município para esperar o evento. Logo no início da tarde, as arquibancadas (montadas naquela praça) foram tomadas e os fiéis puderam aguardar a chegada do Padre Robson, que foi aplaudido de pé pela multidão.

Em clima de muita alegria e emoção, o famoso pregador chegou a Pesqueira por volta das 16h, sendo recepcionado pelo Padre Marconni Barbosa, pároco da Catedral de Santa Águeda. Autoridades municipais também estiveram presentes. Após conversar com padres e seminaristas de toda região e integrantes da Pastoral da Comunicação, Padre Robson atendeu a imprensa que fez a cobertura do evento. A missa foi transmitida também por várias emissoras de rádio da região.
Aplaudida de pé pela multidão emocionada, a Imagem Peregrina do Divino Pai Eterno chegou à Catedral conduzida pelo Padre. Robson. “Recebemos neste momento um belo presente, não só para a Paróquia de Santa Águeda, mas para toda a Diocese de Pesqueira e todo o Estado de Pernambuco, a visita da Imagem Peregrina”, destacou Padre Marconni.

Padre Robson Oliveira no momento que chegava com a Imagem.

Padre Robson saudou o público agradecendo o carinho recebido e pediu reverências à Santa Águeda, padroeira de Pesqueira. “É com muita alegria que estamos participando da Festa de Santa Águeda, a Festa da Padroeira de Pesqueira, trazendo a Imagem Peregrina do Divino Pai Eterno a esta cidade tão abençoada”, afirmou.

DONATIVOS – Durante toda a programação da festa, nas liturgias e quermesses, a paróquia de Santa Águeda recolheu donativos que serão doados para as famílias atingidas pela grave estiagem que assola o município. Padre. Robson também falou sobre a seca e disse que “além da benção de Deus para as famílias que têm necessidades, em todas as regiões do país, precisamos cobrar mais justiça social dos governantes para dar um fim à indústria da seca”.

Ao final da missa, o Pe. Robson ergueu a Imagem Peregrina, que foi aplaudida com veemência pelos fiéis. Eles gritavam: “Viva o Divino Pai Eterno” e “Viva Santa Águeda”. Uma réplica da Imagem do Divino Pai Eterno foi doada à Paróquia de Pesqueira e, nos próximos dias, segundo o Padre Marconni, ficará exposta para visitação do público.

(*) Colaboração do Jornalista Flávio J. Jardim

PESQUEIRA: Programa da Visitação da Imagem Peregrina do Pai Eterno – Colaboração de Flávio Jardim*

Programa do PADRE ROBSON em Pesqueira

Imagem Peregrina do Divino Pai Eterno chega à cidade de Pesqueira

Visita do Ícone Sagrado, com celebração do Pe. Robson de Oliveira, deve reunir
milhares de devotos no agreste pernambucano

Abrindo o calendário de 2013, a Imagem Peregrina do Divino Pai Eterno será acolhida no Agreste de Pernambuco. A cidade é Pesqueira, situada na microrregião do Vale do Ipojuca. O Ícone Sagrado será guiado pelo reitor do Santuário Basílica de Trindade, Padre Robson de Oliveira. A visita será no dia 3 de fevereiro, domingo, na Praça Dom José Lopes, conhecida como Praça da Catedral, onde cerca de 20 mil pessoas devem estar presentes.

A celebração, com a chegada do Ícone, será presidida pelo Pe. Robson e está marcada para 16h30 (horário local), 17h30 (horário de Brasília), com transmissão ao vivo pela Rede Vida de Televisão. O evento acontece em meio às festividades da padroeira da cidade, que terão início no dia 27 de janeiro com as novenas. O encerramento será no dia 5 de fevereiro, quando é celebrada a festa de Santa Águeda.

De acordo com o administrador paroquial da Catedral Santa Águeda, Pe. Marconi Barbosa, a devoção ao Divino Pai Eterno já é bastante conhecida na região. “Receber a Imagem em nossa comunidade, especialmente quando celebramos a festa da nossa padroeira, é uma oportunidade das pessoas se aproximarem do amor do Pai. Essas pessoas já conhecem a devoção e estão ansiosas para este momento em que poderão se reunir para escutar as palavras de fé”, destaca.

Pe. Robson de Oliveira afirma que o trabalho de evangelização através das visitas consiste em levar o amor de Deus de forma concreta. “É uma grande satisfação ver que as pessoas querem, cada vez mais, se aproximar do amor do Pai. Nós somos os portadores da esperança de Deus pela palavra, pela pregação e pela unção que recebemos. Essa unção tem que ser usada para as bênçãos das pessoas. O povo espera isso, o povo tem sede disso. E nós somos missionários desse amor, com as bênçãos e a unção do Pai Eterno.”

Visitas da Imagem Peregrina

Com a intenção de vivenciarem de perto o amor infinito, muitos devotos que não podiam visitar Trindade passaram a clamar para que o Pe. Robson levasse até eles o Ícone Sagrado do Pai Eterno. Em 31 de maio de 2008, após receber centenas de pedidos, a primeira visita da Imagem Peregrina aconteceu na cidade de São José do Rio Preto, interior de São Paulo. As visitas da Imagem começaram a fazer parte da agenda e da vida do reitor do Santuário Basílica. Desde então, a Imagem Peregrina já percorreu cerca de 130 cidades no território brasileiro. Somente em 2011 e 2012, foram mais de 300 mil quilômetros percorridos e aproximadamente 2,5 milhões de devotos que acompanharam as visitas e sentiram de perto o amor do Pai Eterno.

Conheça mais sobre o Pe. Robson:

Padre Robson de Oliveira Pereira, membro da Congregação dos Missionários Redentoristas (o mesmo grupo que atua no Santuário de Aparecida-SP), é reitor do Santuário Basílica do Divino Pai Eterno desde dezembro de 2003. Nasceu em Trindade, Goiás, em 26 de abril de 1974. Entrou para o Seminário aos 14 anos de idade, tornando-se sacerdote aos 24 anos. Após exercer trabalhos na Pastoral Vocacional e na formação de jovens para a vida religiosa no Seminário, foi para a Irlanda e em seguida para Roma, onde fez mestrado em Teologia Moral pela Universidade do Vaticano.

Ao voltar de Roma, sentiu necessidade de ampliar a difusão da devoção ao Divino Pai Eterno e, para isso, buscou espaços na televisão. Em nível nacional, as novenas “Filhos do Pai Eterno” e “Nossa Senhora do Perpétuo Socorro”, e o “Santo Terço dos Filhos do Pai Eterno”, bem como as transmissões do Santuário, são exibidas pela Rede Vida de Televisão. Também faz parte do trabalho evangelizador a Visita da Imagem Peregrina do Divino Pai Eterno às dioceses brasileiras e outras cidades no exterior.

Com pregações e preces sobre temas que atingem o cerne da vida humana, o padre e sua equipe conquistaram o carinho de pessoas de todos os cantos do país. Amado por muitos católicos, Pe. Robson, que também é bem quisto pelos evangélicos, recebe milhares de testemunhos de conversões e graças alcançadas vindas de diversas regiões do Brasil e também de outros países.

História da Devoção

A devoção ao Divino Pai Eterno em Trindade-GO, com uma história de mais de 170 anos, motivou esta e outras visitas em todo o Brasil. A história narra que, por volta de 1840, o casal Constantino e Ana Rosa Xavier encontrou, enquanto trabalhava na lavoura, um medalhão de barro de aproximadamente 8 cm com a estampa da Santíssima Trindade – Pai, Filho e o Espírito Santo – coroando Nossa Senhora. Beijaram a imagem, levaram-na para casa e a notícia rapidamente se espalhou, juntamente com uma sucessão de milagres.

Assunto: Imagem Peregrina visita a cidade de Pesqueira

Data: 3 de fevereiro (domingo)
Horário da missa: 16h30 (horário local), 17h30 (horário de Brasília)
Entrevista Coletiva – Pe. Robson: 15h30 no domingo (horário local)
Local: Praça Dom José Lopes, conhecida como Praça da Catedral

* Contato em Pesqueira-PE:
Flávio J Jardim (87) 3835-1104 ou (87) 9142 1854
Contatos em Trindade-GO:
Tayrone di Martino (62) 7812-3144 ou (62) 8486-2311
Nextel: 85*14578
Gabriela Canseco (62) 3933-3800 ou (62) 8136 0262
imprensa@paieterno.com.br

imagem_pai_eterno

RELIGIÃO CATÓLICA: Imagem Peregrina do Divino Pai Eterno Chegará a Pesqueira.

 

imagem_pai_eterno

 

Pesqueira é a primeira cidade do interior de Pernambuco a receber a visita da Imagem Peregrina do Divino Pai Eterno, no próximo dia 3 de fevereiro. Ela será guiada pelo missionário redentorista, padre Robson de Oliveira, reitor do Santuário Basílica do Divino Pai Eterno, em Trindade, localizada no Estado de Goiás. A Imagem Peregrina chega ao aeroporto de Belo Jardim por volta das 14h e segue de carro para a Catedral de Santa Águeda, no centro de Pesqueira, onde milhares de fiéis e devotos vão esperar o Ícone Sagrado. A visita acontece durante as comemorações da tradicional Festa de Santa Águeda, padroeira de cidade, que acontece de 27 janeiro a 5 de fevereiro.

Uma ampla estrutura está sendo montada para abrigar o evento, que pela primeira vez ocorre em um dos municípios que compõem a Diocese de Pesqueira. Após a chegada da Imagem milhares de pessoas devem lotar a Praça Dom José Lopes, onde haverá adorações e momentos de fé. Em seguida, às 17h, o padre Robson presidirá a celebração da Santa Missa, que será transmitida ao vivo pela Rede Vida de Televisão e emissoras locais de rádio. A expectativa do responsável pela acolhida, padre Marconi Barbosa, pároco da Catedral de Santa Águeda, é de que quase 30 mil pessoas participem do evento religioso.

O Coral do Carmo do Recife anima a visitação durante a Missa Campal, esperada por todos os pernambucanos e pelos fiéis da Diocese de Pesqueira, que congrega 13 cidades do Agreste e Sertão de Pernambuco. Esta visita, segundo a Diocese, é a continuação de um trabalho evangelizador realizado desde 2008 pelo reitor do Santuário Basílica de Trindade. A Imagem Peregrina já percorreu, em todo o país, mais de 250 mil quilômetros, o equivalente a mais de seis voltas ao mundo.

No total, o Ícone Sagrado foi acolhido por mais de dois milhões de devotos por todo o País. Padre Robson afirma que percorrer o Brasil com esse trabalho missionário é, antes de tudo, uma responsabilidade e um compromisso com Deus. De acordo com padre Marconi Barbosa, pároco de Pesqueira, é com muita alegria que a comunidade cristã recebe o ícone e também o padre Robson.

O sacerdote afirma que, com as novenas diárias e as missas transmitidas pela televisão, nasceu a devoção ao Pai Eterno que, em toda região, tem mais de 20 mil afilhados. “Por meio dos meios de comunicação, o povo da Diocese de Pesqueira aprendeu a ter fé. A devoção se espalhou pela zona rural e por todos os lugares se popularizou”, afirma Pe. Marconi.

A imagem peregrina passará por várias cidades do Brasil este ano. Na agenda de 2013 estão confirmadas dezenas visitas. Em Pesqueira, uma réplica da Imagem será doada à Diocese e colocada na Catedral para futuras visitações e orações.
História da devoção

A devoção ao Divino Pai Eterno em Trindade, com uma história de mais de 170 anos, motivou esta e outras visitas em todo o Brasil. A história narra que, por volta do ano de 1840, o casal Constantino e Ana Rosa Xavier encontrou, enquanto trabalhava na lavoura, um medalhão de barro de aproximadamente 8 centímetros com a estampa da Santíssima Trindade – Pai, Filho e o Espírito Santo – coroando Nossa Senhora. Eles beijaram a imagem, levaram-na para casa e a notícia rapidamente se espalhou, juntamente, com uma sucessão de milagres.

O sacerdote Robson de Oliveira, que acompanha o ícone, é membro da Congregação dos Missionários Redentoristas, o mesmo grupo que atua no Santuário de Aparecida, em São Paulo. Após exercer trabalhos na Pastoral Vocacional e na formação de jovens para a vida religiosa no Seminário, foi para a Irlanda e, em seguida, para Roma, onde fez mestrado em Teologia Moral pela Universidade do Vaticano.

Ao voltar de Roma, sentiu necessidade de ampliar a difusão da devoção ao Divino Pai Eterno e, para isso, buscou espaços na televisão. Em nível nacional, as novenas “Filhos do Pai Eterno” e “Nossa Senhora do Perpétuo Socorro”, e o “Santo Terço dos Filhos do Pai Eterno”, bem como as transmissões do Santuário, são exibidas pela Rede Vida de Televisão. Também faz parte do trabalho evangelizador a visita da Imagem Peregrina do Divino Pai Eterno às dioceses brasileiras e outras cidades no exterior.

Com pregações e preces sobre temas relacionados à vida humana, em sua essência, o padre e sua equipe conquistaram o carinho de pessoas de todos os cantos do País. Amado por muitos católicos, o padre Robson, que também é benquisto pelos evangélicos, recebe milhares de testemunhos de conversões e graças alcançadas, vindas de diversas regiões do Brasil e também de outros países.

FESTA DE SANTA ÁGUEDA E A SECA

Durante as novenas da tradicional Festa de Santa Águeda, a equipe que organiza as quermesses vai recolher alimentos não perecíveis e água potável, que serão doados as famílias carentes do município, afetadas pela grave seca que assola toda região. Os féis podem levar os donativos e entregar nas barracas credenciadas, durante toda a Festa de Santa Águeda.
Mais informações:

Contatos em Trindade-GO:
Tayrone di Martino: (62) 7812-3144 ou (62) 8486-2311
Nextel: 85*14578. Gabriela Canseco (62) 3933-3800

CONTATOS EM PESQUEIRA-PE
Secretaria da Catedral de Santa Águeda
Padre Marconi Barbosa (81) 9657 2371
Rafaela (87) 3835 – 1858

*Fonte : Flávio J Jardim / Repórter (87) 9142 1854 / flaviojjardim@yahoo.com.br

JORNAL DO OABELHUDO – Edição Especial

19ª FESTA DO LEITE DE SANHARÓ

Essa semana foi definido o calendário da 19ª Feira do Leite de Sanharó. Depois de marchas e contra marchas a diretoria da ACIAS resolveu que a Feira ou Festa, acontecerá entre os dias 16 e 18 de do corrente mês. O cartaz do evento já circula pela net e tem causado os mais diversos comentários entre os sanharoenses.
Em que pese à determinação dos diretores, não há consenso entre os associados. Muitos argumentam que o município encontra-se em Estado de Emergência, por conta da gravíssima seca que assola não somente Sanharó, como de resto toda a região. Contudo, existe a corrente dos que defendem o evento, como forma de mantê-lo fiel ao calendário.
Apuramos que o famoso Concurso Leiteiro terá somente animais do município o que denota certa fragilidade em termos de concorrência. Todavia, o que repercute é a dificuldade de se encontrar os apoios necessários para estimular não somente o Certame, como de resto, toda a produção da citada e afamada Festa. Salvo algum milagre de última hora é improvável que tanto a prefeitura de Sanharó como a Secretaria de Agricultura do Estado Pernambuco tenham condições de apoiar financeiramente a Feira.
A gravidade da estiagem se acentua a cada dia. Municípios aqui na nossa microrregião, tais como Pesqueira e Arcoverde, cancelaram seus eventos sob a alegação de inviabilidade financeira para apoiá-los.
O Blog tomou conhecimento de que a prefeitura estaria com dificuldades de manter o calendário de viagens do caminhão que transporta – bagaço de cana – do sul do estado para cá. Cada viagem fica por R$ 500 (quinhentos reais) e esse volumoso tornou-se necessário como complemento de alimentação para o rebanho bovino do município. O mesmo se aplica à viagens extras de caminhão-pipa para levar água às comunidades necessitadas.
Tal é o quadro de desassossego que a ONG – Ação pela Cidadania de Pernambuco, agendou a vinda de Cestas Básicas para Sanharó e mais 05 municípios do agreste, todos atravessando sérias dificuldades, por conta da longa e tenebrosa estiagem. Leiam a matéria no oabelhudo – WWW.oabelhudo.com.br

José Gomes de Melo – Padre Nilson.

OS 13 ANOS DE PADRE NILSON

Na segunda-feira, 29, comemorou-se com muito entusiasmo os 13 anos de Ordenação do nosso estimado José Gomes de Melo – PADRE NILSON. Primeiro a celebração de uma Missa comemorativa que foi concelebrada pelo padre Paulo César e a presença, pela segunda vez do Coral da igreja de Nossa Senhora do Livramento de Arcoverde. Coincidentemente o coral chegou atrasado no primeiro momento que aconteceu no sábado, 20, da festa do Sagrado Coração e agora, novamente, graças ao transporte que foi exclusivamente buscá-los.

A missa transcorreu num clima de absoluta alegria e dali, todos os presentes foram convidados para o corte do bolo no Clube Lítero, onde a banda de Eduardo Melo – Dudu (O ex-fofinho), precedido por Eduardo Pereira ao violão, saudaram todos os presentes a bonita e merecida homenagem ao nosso pároco.

O padre e o pecador. Padre Nilson e o Editor Paulinho Muniz.

Nilson está aqui conosco há sete anos e, segundo ele, pretende ficar, no mínimo, até 2015. Já tombado e incorporado ao patrimônio sócio-cultural, religioso e profano de nossa cidade. É por demais participativo e tem qualidades, entre outras, imbatíveis: é sincero e objetivo.

VIVA O NOSSO PADRE NILSON!

 

O MONGE E A SOPA DE PEDRA.

É uma lenda muito antiga que conta a história de um monge que partiu em peregrinação. Cansado e faminto após ter andado por muitos dias, ele chegou a uma aldeia pequena e muito pobre, onde decidiu descansar à beira da estrada.

O monge, então, acendeu uma fogueira e colocou sobre ela um pote. Depois, foi até o poço e de lá retirou água para encher o pote. Quando a água começou a ferver, colocou uma pedra dentro do pote, sentou-se e ficou tranqüilamente observando o fogo.

Os habitantes da aldeia aproximaram-se, intrigados com a atitude do forasteiro. Estaria ele fazendo sopa apenas com água e uma pedra? Depois de olhá-lo por algum tempo, os aldeões resolveram puxar conversa. O monge então falou sobre suas andanças, sobre os lugares que conhecera, as lições que aprendera… Em pouco tempo, uma pequena multidão havia se formado a seu redor.

Finalmente, um garoto resolveu fazer ao monge a pergunta que todos queriam fazer:- Por que o senhor o senhor está cozinhando uma pedra? – Porque essa é minha refeição. Estou fazendo uma sopa de pedra, respondeu o monge. – Mas só com água e uma pedra? Vai ficar sem gosto…
-Espere aí, eu ainda tenho um pouco de repolho que sobrou de ontem. Vou buscar para colocar na sopa, disse uma velha senhora.
– E eu tenho algumas cenouras. Vai deixar a sopa mais colorida, disse uma mulher.
– Acho que tenho uma ou duas batatas… Vou buscar já, falou um homem.
– Um pouco de sal com certeza não vai fazer mal, acrescentou outro aldeão.

E assim, um a um, todos os habitantes da aldeia lembraram-se de algo que poderiam oferecer para adicionar à sopa, que ficou muito saborosa e nutritiva. O monge, então, convidou-os para compartilhar sua refeição. Todos comeram, riram e contaram histórias, pensando que há muito tempo não tinham uma refeição como essa.

Ao cair da noite, os aldeões voltaram para suas casas e o monge continuou sua jornada. Mas aquelas pessoas jamais o esqueceram. De tempos em tempos, reuniam-se em torno de uma fogueira para fazer uma boa sopa de pedra e relembrar as histórias do monge.

E os habitantes das cidades ao redor espantavam-se ao ver como aquela pequena aldeia havia se tornado próspera, e perguntavam-se qual seria o segredo de seus moradores, que eram vistos rindo e comendo em torno de uma fogueira, mesmo nas épocas de maior escassez.

ESCOLA DE REFERÊNCIA DE SANHARÓ.

Alunos do 3º Ano da Escola de Referência Nossa Senhora de Fátima de Sanharó, participaram de visita ao Complexo Portuário de Suape. A viagem aconteceu agora no mês de outubro. Outro evento de muita importância foi à participação no chamado AULÃO acontecido em Caruaru, como preparação para as provas do Enem.

Professor Pedro Bezerra-Doca. Diretor do EREM.

O professor Pedro Bezerra – Doca está muito otimista com relação à aprovação de um bom número de alunos nesse exame, hoje, o mais importante do país.

PESQUEIRA

A FESTA.

Final de semana passada foi de muito festejo na vizinha cidade. A tradicional e Festa do Ex-aluno, transcorreu num clima de muita alegria.
Dentre os homenageados na turma que completou 50 anos de conclusão do curso ginasial, nossos dois conterrâneos: Telmízio Cunha e Paulo Elias Cordeiro Foerster.

Os “concluintes” com as esposas, Cristina e Glória, mais o editor na Festa do Ex-Aluno.

Cristina e Paulinho Foerster dançando a valsa dos concluintes de 1962 do Ginásio Cristo Rei de pesqueira.

Telmízio e Glória na valsa dos Concluintes…

 

 

O Baile dos ex-alunos transcorreu no sábado e teve como atração a popular Orquestra de Eduardo. Mesmo sendo uma boa orquestra a falta da OARA é sentida por todos os habituês. Além desta, todas as demais experiências com orquestras diferentes trouxeram transtornos e desânimos tanto aos homenageados como aos seus convidados. A nossa amiga e nova colaboradora do oabelhudo – Zezé Freire – escreveu uma bela crônica que pode e deve ser lida no nosso blog.

O editor agradece ao estimado Telmízio o especial presente de duas coletâneas de jazz – Louis Armstrong e Benny Goodman. É o fraco!

O PESQUEIRA

Heroicamente classificado para disputar o Campeonato Pernambucano da Série A, no domingo o Pesqueira, disputou, contra a equipe do Chã Grande, o título de campeão da Série A2. Ao final, deu a equipe visitante que jogava pelo empate, devido ter feito o maior número de pontos. Há um clima de muita euforia entre os pesqueirenses que agora torcem pelas necessárias e imprescindíveis melhorias no Estádio Joaquim de Brito, para não ter que jogar na cidade de Belo jardim, se não cumprir o que é exigido pela FPF.

A TRANSIÇÃO DO PODER

Num clima educado e de confiabilidade, iniciou-se o período de transição entre a gestão da prefeita Cleide Oliveira e a equipe do prefeito eleito Evandro Chacom. Pode parecer algo simples, mais não o é. Muitos prefeitos que não se reelegem ou mesmo não fazem o sucessor, se negam a repassar informações necessárias ao governo que irá iniciar em 1º de Janeiro, vindouro. O blog parabeniza às partes envolvidas e deseja um trabalho profícuo, ordeiro e produtivo.

BELO JARDIM

FESTA

Está sendo divulgado um grande evento no Clube Cia do Lazer. Será a realização do Forró das Antigas. As bandas convidadas são elas: Mastruz com Leite, Magníficos e limão Mel. É forró pra ninguém botar defeito.

TRANSIÇÃO

Prefeito em exercício Zé Ivan e o Prefeito eleito João Mendonça.tratando da transição administrativa de Belo Jardim.

 

Essa semana o prefeito eleito João Mendonça foi recebido pelo vice-prefeito e prefeito em exercício José Ivan Monteiro, para tratar da transição de governo. O ambiente foi muito cordial e deixou uma impressão bem positiva de que o péssimo clima da campanha já foi, de alguma forma, digerido.

ASSALTOS

A coluna tomou conhecimento que na segunda-feira, 29, houveram 03 assaltos em plena rua Major Sátiro. Dupla de motoqueiros (sempre eles) de revólver em punho, assaltaram jovens tomando-lhes o celular, carteiras e outros objetos. Isso é muito lamentável sob todos os aspectos. Nossa cidade não era acostumada a esse tipo de violência, mas aos poucos ela está se instalando como coisa corriqueira. Pior é que no meio de tantos motoqueiros, não se identifica os que praticam esses delitos. Poderia, isso sim, os tais responsáveis pela categoria que aumentaram o preço das corridas à revelia das nossas autoridades, ajudassem a população, identificando à polícia esse marginais que roubam, amedrontam e intranquilizam todos nós.

SPEEDY ON LINE

Há duas semanas que tirando o sossego e lazer dos seus usuários sanharoenses. As desculpas são as mais diversas. Falta, de fato, uma boa justificativa. As pessoas usam a internet por vários motivos. Não importa de somente por lazer ou a trabalho. Todos indistintamente merecem pelo que pagam. O até normal ocorrer vez em quando algum problema. O que é absolutamente ANORMAL é a continuidade desses problemas, a negligência da informação e a falta de confiança que se passa até do serviço prestado.
O blog REGISTRA sua insatisfação e deixa patenteado que a persistir o problema tomará um novo rumo.

O BLOG E A NOVA CARA

O blog avisa aos navegantes que está em processo de mudança do seu layout. Ainda vai levar mais alguns dias até que se chegue ao novo visual.
Temos recebidos manifestações dos nossos colaboradores de aprovação e de desaprovação. Tudo é louvável e será levado em conta. A maioria concorda que já era tempo de se promover uma mudança, entretanto, isso requer um tratamento profissional e é o que estamos tentando fazer. Portanto, passageiros dessa nossa nave espacial chamada OABELHUDO tenham um pouco mais de paciência, até acertarmos o NOSSO NOVO VISUAL.

OABELHUDO trabalhando para o novo visual.

Com a nossa especial desculpa por algum transtorno.

Um afetuoso abraço.

Dom Pablito

Editor Responsável

RELIGIÃO : INVESTIGAÇÃO EM “Papiro” REVELA QUE JESUS SERIA CASADO. *

Inscrição em pedaço de papiro

sugere que Jesus Cristo seria casado

 

Para autora, achado mostra que tema não era tabu no início do Cristianismo. Documento foi apresentado em congresso nesta terça-feira (18).

 

Uma inscrição antiga feita em papiro pode sinalizar que Jesus Cristo tinha uma esposa. O material foi apresentado nesta terça-feira (18), durante o 10º Congresso Internacional de Estudos Coptas, que está sendo realizado em Roma, na Itália.
Copta é o nome que se dá à língua falada no Egito na época do Império Romano, quando viveu Jesus. É nessa língua que está escrito fragmento de um texto com os dizeres: “Jesus disse a eles, minha esposa…”.

Pedaço de papiro traz a inscrição: “Jesus disse a eles, minha esposa” (Foto: Karen L. King/Harvard/Divulgação)

O pedaço de papiro tem aproximadamente quatro centímetros de altura e oito de largura. Segundo Karen King, professora da Faculdade de Teologia de Harvard, nos EUA, que apresentou a peça, o documento foi escrito na segunda metade do século 2.

“Esse novo evangelho não prova que Jesus era casado, mas nos conta que toda a questão só surgiu como parte de debates vociferantes sobre sexualidade e casamento”, contou King à reportagem da própria Harvard.
Ainda de acordo com a autora, o que o documento prova é que o estado civil de Jesus não era um tabu para os cristãos da época. “Desde o início, cristãos discordaram sobre se era melhor não casar, mas levou mais de um século após sua morte até que eles começassem a apelar para o estado civil de Jesus como um apoio aos seus argumentos”, prosseguiu.
Antes de apresentar sua pesquisa em Roma, King já tinha apresentado o papiro para outros importantes especialistas, que concordaram que se trata de um documento autêntico.

O fragmento chegou até King das mãos de seu dono, que mora nos Estados Unidos e preferiu não se identificar. Por isso, pouco se sabe sobre sua descoberta. Os especialistas sabem apenas que ele foi escrito em um livro – e não em um rolo, pois há inscrições dos dois lados – e que provavelmente é original do Egito – por estar escrito em copta.

 

*Fonte: G1

JUDEUS : Teshuvá – O RETORNO. Por Beatriz Schvartz.*

JUDEUS

Teshuvá  –  o retorno

 

Primeira Sinagoga das Américas, na rua do Bom Jesus – Recife-PE.

 

 

Avizinha-se o fim do ano judaico de 5772, e, ao entardecer e aparecimento da primeira estrela do dia 16 de setembro de 2012, começa a comemoração do Novo Ano judaico lunissolar de 5773, que se estende pelos dias 17 e 18. Coincide com a criação do primeiro homem – Adão  e assinala o aniversário de toda a humanidade.

A passagem de um ano para o outro, no judaísmo, não se restringe simplesmente ao virar da folhinha do calendário. Representa algo além de um evento de caráter social festivo. É focado na reflexão e na fé em Deus e não possui conotação histórica.

O judeu integrado no judaísmo encara o evento como uma oportunidade de mergulhar para dentro de si mesmo e se auto-analisar com vistas às suas próprias ações praticadas ao longo do ano que passou. Reflete sobre a sua competência para melhorar a sua qualidade de vida, no que diz respeito à sua relação com Deus, com o seu semelhante e consigo mesmo, de tal forma que possa dar a sua contribuição para um mundo melhor.

O Ano Novo judaico  Rosh Hashaná (cabeça do ano)  tem por objetivo proporcionar ao ser humano a condição de “dialogar” com Deus para obter a sua inscrição no Livro da Vida para o novo ano que se inicia.

Evidentemente, é difícil, quase impossível, encontrar pessoas que, na rotina diária, não cometem erros, nem adotam posturas inadequadas com relação a Deus e ao próximo, enfim, que não pequem, das formas mais diversas, que variam da falta de amor à ganância exacerbada, das injustiças sociais aos crimes ecológicos.

Todos esses fatos são levados em consideração por Deus, em Rosh Hashaná, também conhecido por Yom hadin – Dia do Julgamento  e Yom Hazikaron – Dia da Recordação. Acontece nos dois primeiros dias do sétimo mês – tishrei – do calendário judaico e a data é móvel, ocorrendo, normalmente, entre os meses de setembro e outubro do calendário civil.

O julgamento se prolonga por dez dias – Yamim Noraim (Dias de Temor)  e, no décimo dia, conhecido por Yom Kipur (Dia do Perdão), a sentença divina é selada.

Nesses dias Deus seleciona quem viverá e quem não continuará vivo no novo ano que se inicia.

“Por transgressões entre o Homem e Deus, o Dia do Perdão perdoa, mas por transgressões entre o homem e seu semelhante, o Dia do Perdão não perdoa, a menos que primeiro tenha-se reconciliado com o seu semelhante“. (Ioma 8:9).

O arrependimento sincero – teshuvá  é uma forma do ser humano alcançar o perdão divino, e, conseqüentemente, a sua inscrição no Livro da Vida. Porém, esse arrependimento envolve o compromisso, sério e verdadeiro, consigo mesmo, no sentido de mudar o seu comportamento com relação a Deus e ao próximo. Daí, teshuvá também significa retorno.

A comemoração de Rosh Hashaná tem início com um serviço litúrgico nas sinagogas, seguido de uma ceia familiar, nas residências, levada a efeito na véspera do primeiro dia (o dia do calendário judaico começa no entardecer do dia anterior). São vários os símbolos tradicionais utilizados, tais como: um pão trançado redondo (chalá) e/ou uma maçã embebidos em mel preconizando um ano doce, um peixe inteiro servido com a cabeça, lembrando que o homem deve sempre procurar ser líder (cabeça) e não submisso (cauda), velas acesas, santificação do vinho, frutos da terra etc.

O caráter solene das orações pronunciadas nos dois dias do Ano Novo, direcionadas à expectativa de cada um para a sua inscrição na lista dos que continuarão vivos, não afeta a alegria das saudações entre os membros da comunidade, pessoalmente, ou através de cartões de Shaná Tová (Ano bom), que são trocados entre familiares e amigos distantes.

*Fonte – JC/Cidades

 

Beatriz Schvartz, é assessora de cultura judaica do Arquivo Histórico Judaico de Pernambuco (AHJP).
Eis uma foto dela ao lado de Tânia Neumann Kaufman, presidente do AHJP.(Foto gentilmente enviada por Leonor Medeiros)

 

 

Autora: Beatriz Schvartz, é assessora de cultura judaica do Arquivo Histórico Judaico de Pernambuco

PERSONALIDADES : IGREJA FARÁ A TRANSLADAÇÃO DOS RESTOS MORTAIS DE DOM HÉLDER, DOM LAMARTINE E PADRE HENRIQUE. *

Eduardo Campos vai acompanhar

homenagem a Dom Hélder

 

 

Dom Hélder Câmara – O Dom da Paz.

Padre Antonio Henrique Pereira.Assassinato nunca esclarecido.

Dom José Lamartine.

 

O governador Eduardo Campos vai acompanhar, nesta segunda-feira (27), a missa para lembrar 13 anos da morte de Dom Hélder Câmara. A celebração vai encerrar o ciclo de homenagens feitas ao arcebispo com a transladação dos restos mortais de Dom José Lamartine, bispo auxiliar e do padre Antônio Henrique Pereira para túmulos definitivos para uma capela lateral, na Igreja da Sé. Os restos de Dom Hélder, vão sair da igreja principal para se juntar aos dos dois religiosos na capela lateral.

 – » Fiéis homenageiam Dom Hélder com missa no Recife;

 – » Restos mortais do Padre Henrique ao lado dos de dom Helder;

Dom Lamartine foi bispo auxiliar e o padre Henrique, assessor da Pastoral da Juventude durante o pastoreio de Dom Hélder Câmara. Padre Antônio Henrique foi torturado e assassinado no ano de 1969 durante o Regime Militar. O sacerdote é tido como “Mártir da Juventude da Arquidiocese de Olinda e Recife”.

Agentes das pastorais e de representantes das 109 paróquias que compõem a arquidiocese participarão do ato litúrgico. Na ocasião, a irmã do padre Henrique, Izaíra Pereira Padovan, lançará livro biográfico sobre o sacerdote. O título da obra é “Padre Antônio Henrique – Dissimulações do Regime Militar de 64”. O livro começou a ser escrito pela mãe do padre Henrique e concluído pela irmã.

 

* Fonte: NE10

IGREJA CATÓLICA : GARANHUENSE SERÁ ORDENADO BISPO, HOJE. *

Ordenação Episcopal do Monsenhor

José Luiz acontece em Garanhuns

O garanhuense Dom José Luiz Gomes Vasconcelos é o novo Bispo auxiliar de Fortaleza-CE.

Será realizada nesta segunda-feira (11), a Ordenação Episcopal do Monsenhor José Luiz Gomes de Vasconcelos, na Casa de Show Metroplaza, às 16h. O solene Pontifical será presidido pelo Bispo Diocesano Dom Fernando Guimarães.

O Mons. José Luiz atualmente é Reitor do Seminário Maior Nossa Senhora das Dores, em Caruaru. O Papa Bento XVI o nomeou Bispo Auxiliar de Fortaleza.

O evento deve reunir diversas autoridades religiosas não só da região, mas de expressão nacional, como é o caso do Exmo. Núncio Apostólico no Brasil, Dom Giovanni D’Aniello.

* Fonte : Agenda Garanhuns

TEMPOS MODERNOS : PROCISSÃO CRISTÃ NA ESPANHA AO SOM DE – “Ai se eu te Pego”. (*)

AI SE EU TE PEGO…

 

Música de Michel Teló vira trilha

para procissão religiosa na Espanha

 

O fato inusitado aconteceu durante a procissão da Semana Santa em Alhama de Múrcia, na Espanha. Além da canção “Ai se Eu Te Pego”,  de Teló, a procissão do Cristo Ressuscitado, ocorreu ao som da música oficial da última Copa do Mundo, “Waka Waka” (This Time For Africa) da cantora colombiana Shakira.

 

 

Não é a primeira vez que a procissão religiosa utiliza músicas “diferentes”. Em 2010, a procissão teve como trilha uma música tradicional espanhola chamada “Chocolate Paquito”.

O vídeo já foi visto por mais de 1,5 milhão de internautas, principalmente, na Espanha, Itália, Portugal, México e Brasil.

(*) Fonte: Globo.com/video Youtube