Tag Archives: Saúde

SAÚDE E BEM ESTAR: Dormir Mal Afeta Muito o “Relógio Biológico”… – Colaboração de Eliane Soares (*)

Falta de sono gera alterações “dramáticas”

no corpo, diz estudo

Uma pesquisa britânica trouxe novas descobertas sobre como noites mal dormidas podem causar efeitos prejudiciais “dramáticos” à saúde e ao funcionamento do corpo humano.

dormir mal. Garantia de um dia complicado...

dormir mal. Garantia de um dia complicado…

Doenças cardíacas, diabetes, obesidade e problemas cerebrais são alguns dos problemas ligados a poucas horas de sono.

Segundo os pesquisadores da Universidade de Surrey, a atividade de centenas de genes foi alterada quando as pessoas estudadas dormiam menos de seis horas por dia durante uma semana.

Os cientistas analisaram o sangue de 26 pessoas depois que elas tiveram uma longa noite de sono, até dez horas por noite durante uma semana, e compararam os resultado com amostras retiradas depois de uma semana com menos de seis horas por noite.

Mais de 700 genes foram alterados pela mudança. Cada gene traz instruções para a construção de uma proteína. Os que ficaram mais ativos produziram mais proteínas, mudando a química do corpo.

O funcionamento do relógio biológico também foi perturbado com a mudança. As atividades de alguns genes, no decorrer do dia, aumentam e diminuem naturalmente, mas este efeito foi prejudicado pela falta de sono.

“Houve uma mudança significativa na atividade em diferentes tipos de genes”, disse à BBC o professor Colin Smith, da Universidade de Surrey.

“O sono tem uma importância crítica para a reconstrução do corpo e a manutenção do estado funcional, todos os tipo de de danos parecem ocorrer (devido à falta de sono), sugerindo que pode levar a problemas de saúde.”

“Se não conseguimos regenerar e substituir células, então, isto vai levar a doenças degenerativas”, acrescentou.

A pesquisa foi publicada na revista especializada Proceedgins of the National Academy of Sciences.

Mais afetados

LEIA A ÍNTEGRA

Falta de sono gera alterações ‘dramáticas’ no corpo

(*) BBCBrasil / James Gallagher

BRASIL: MEC VAI EXPANDIR CURSOS DE MEDICINA AONDE MAIS PRECISA (*)

Governo vai decidir onde serão criadas escolas de medicina

 

A partir de agora, o governo federal vai passar a determinar em que cidades poderão ser abertos novos cursos de medicina no país.

As novas faculdades deverão estar em localidades em que há carência de cursos e profissionais, o que tende a beneficiar Estados do Nordeste, como Bahia e Maranhão.

Aulas no laboratório de medicina da Universidade de Fortaleza(André Lima/Unifor)

Aulas no laboratório de medicina da Universidade de Fortaleza(André Lima/Unifor)

Isso será feito por meio do lançamento de editais de chamamento público já neste semestre. Cada edital deve listar as cidades onde há demanda por vagas e estrutura para receber os alunos –por exemplo leitos de hospital e residências médicas de áreas prioritárias, como ginecologia e pediatria.

O objetivo é favorecer a fixação de médicos onde hoje há carência e evitar a saturação de vagas numa cidade.

Na prática, o governo poderá vetar novas faculdades em áreas já saturadas, como o Rio.

Os ministérios da Educação e Saúde, com um grupo de especialistas, devem definir, nesta semana, estímulos para que hospitais e faculdades renomados sintam-se atraídos pelos editais.

“Gostaria que as melhores faculdades do Brasil, as excelentes privadas e eventualmente os hospitais de excelência –Einstein, Sírio Libanês e outros–, fizessem projetos para concorrer ao edital. Seria fantástico“, afirmou à Folha o ministro Aloizio Mercadante (Educação).

As regras valem para instituições privadas e federais, que até o mês passado podiam solicitar diretamente ao Ministério da Educação a abertura do curso. A política não abarca as instituições estaduais de ensino, como a USP.

“Podem se preparar porque a ampla maioria dos pedidos [de abertura de cursos já feitos] será indeferida”, diz o ministro.

LEIA A ÍNTEGRA DA MATÉRIA:

Governo vai decidir onde serão criadas escolas de medicina

Análise: Prioridade deveria ser o investimento dos cursos existentes

(*) Fonte: FolhaSP / FLÁVIA FOREQUE / JOHANNA NUBLAT / DE BRASÍLIA

Prefeitos dizem enfrentar dificuldades para contratar médicos*

Profissional médico para cidades do interior é a maior dificuldade.

Profissional médico para cidades do interior é a maior dificuldade.

O presidente da Associação Brasileira de Municípios (ABM), Eduardo Tadeu, disse hoje (22) que os prefeitos têm enfrentado dificuldades para contratar médicos. O relato foi feito ao ministro da Saúde, Alexandre Padilha. Durante a reunião, a associação e outras entidades representativas entregaram carta endereçada a presidenta Dilma Rousseff em que pedem a adoção de medidas por parte do governo federal para resolver o problema.

Segundo Tadeu, as prefeituras tentam de várias formas contratar médicos, mas não conseguem preencher as vagas. “Eu fui prefeito por oito anos e nunca consegui completar o número de médicos necessário nas unidades básicas de saúde. Tem um número pequeno de profissionais e os municípios ficam quase fazendo um leilão por esses profissionais”, contou.

Para resolver o problema, o presidente defende ampliação das vagas nas faculdades de medicina e mais facilidades para a contratação dos profissionais formados no exterior. “Esses médicos [graduados fora do país] poderiam prestar serviços nos municípios mais necessitados, principalmente na atenção básica. O governo poderia flexibilizar o exame exigido para esses profissionais, até mesmo reconhecendo algumas faculdades estrangeiras”, sugere.

Atualmente, a taxa é 1,9 médico por mil habitantes no Brasil. Para o Ministério da Saúde, o ideal seria elevar para 2,7 médicos por mil habitantes, o mesmo índice do Reino Unido. No ano passado, o ministério anunciou a criação de cursos de medicina e expandir as vagas nas faculdades já existentes, com o objetivo de ampliar o número de profissionais no país.

A ABM e as outras entidades agendaram uma nova reunião sobre o tema para segunda-feira (28) com o ministro da Saúde.

*Fonte: Agência Brasil

SAÚDE E BEM ESTAR : Leite traz benefícios ao coração

O universo nutricional tende ao maniqueísmo. Enquanto alguns alimentos que antes tinham prestígio à mesa são mandados ao limbo em um zás-trás, outros desconhecidos são levados à fama em um piscar de olhos. Entre as inúmeras pesquisas que rendem as descobertas responsáveis por esses discursos influenciáveis, algumas se dedicam exclusivamente a ingredientes que estão ali, fazendo parte do nosso dia a dia, e de uma hora para a outra causam surpresa. É o caso do leite, que recentemente foi eleito o novo queridinho da cardiologia, tendo o seu consumo associado a benefícios para o coração – indo além do rótulo e bebida fundamental para a saúde dos ossos.

GORDURA e enzima presentes na bebida podem contribuir no combate à hipertensão.(Foto/montagem André Nery)

A pesquisa que aponta essa, digamos que, vocação, é da Escola Pública de Saúde de Harvard, em Boston, nos EUA, que analisou dados de quatro mil voluntários e constatou que as pessoas com maior concentração de ácido linoleico conjugado (CLA) no corpo tiveram 36% menos risco de infarto do que os com menor concentração. Tal substância está presente na gordura saturada do leite integral (que por muito tempo foi vilã), e, além de proteger o coração, também está relacionada à perda de peso.

O médico cardiologista Eduar­do Lapa reconhece as propriedades benéficas da bebida para o sistema cardiovascular, mas faz ressalvas em relação à quantidade de gorduras saturadas e calorias presentes nela. “Tão importante quanto fazer o consumo é estar atento aos limites diários recomendados pelas sociedades internacionais, que não devem ser ultrapassados”, explica o profissional que faz parte da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Segundo ele, apenas o nutricionista é o profissional adequado para orientar uma dieta específica para o paciente, tendo em vista a variação de peso e rotina alimentar.

O outro lado do cálcio

Além do CLA, presente na gordura do leite, outras duas substâncias também entram no jogo na hora de equilibrar a pressão arterial. Uma delas é um peptídeo, pedaço da proteína do leite, que consegue anular a ação de uma enzima que provoca o estreitamento dos vasos sanguíneos – que desencadeia a hipertensão. “Salvas do aperto, as artérias se dilatam e liberam a circulação”, aponta o nutrólogo Edson Credídio, autor do livro “Leite, o Elixir da Vida” (Ottoni, 2008). Já o cálcio, também presente na bebida, leva a uma queda na incidência de hipertensão e diabete tipo 2, uma vez que contribui com a vasodilatação, melhora o aproveitamento da glicose e favorece o equilíbrio do peso corporal. Motivos não faltam para acreditar que o leite é mesmo um amigo do peito.

*Fonte : FolhaPE/Sabores-Bem Estar.(Eduardo Sena)

ÁGUA NO AGRESTE : 200 Milhões de TUBOS para a ADUTORA DO AGRESTE.*

ADUTORA DO AGRESTE

Contratadas obras de tubulação de adutora

 

 

(Foto Ilustrativa) Adutora do Agreste vai atender 68 municípios de 80 distritos.

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) concluiu a contratação da tubulação do eixo principal da Adutora do Agreste. Os 200 milhões de tubos de ferro levarão a água do Eixo Leste da Transposição para 68 municípios e 80 distritos do Agreste e do Sertão até 2015. O investimento nessa etapa foi de R$ 280 milhões para os quatro lotes da obra, que está estimada em R$ 1,2 bilhão.

De acordo com o presidente da Compesa, Roberto Tavares, o processo de construção da Adutora do Agreste está andando dentro do cronograma esperado. “A licitação está aberta e até dezembro teremos a vencedora que vai iniciar as obras da primeira eta­pa em janeiro de 2013. Nossa ideia é concluir as obras antes da Transposição (do Rio São Francisco)”, afirmou.

Um nova licitação poderá ser aberta na próxima semana. A Compesa vai contratar uma em­presa para fazer o gerencia­mento e os trabalhos social e am­biental. Segundo Tavares, um empreendimento do porte da Adutora do Agreste precisa antecipar as ações de consci­en­tização quanto ao uso da água. “Estamos com essa obra bus­cando água de muito longe para atender a uma parcela da po­pulação que historicamente sofre com a seca, e estamos preo­cupados também em redu­zir ao máximo os impactos am­bientais”, explicou o presidente.

Também foi publicada no Diário Oficial a abertura do edital de licitação para a construção da Adutora Mimoso. O sistema vai atender a cidade de Buíque, no Sertão do Estado.

 

*Fonte: FolhaPE/Kleber Nunes

SAÚDE E BEM ESTAR : Dormir mal pode ser uma Indicação de Alzheimer.*

Dificuldade para dormir pode ser

sintoma inicial de Alzheimer

 

Dormir mal pode ser uma indicação inicial de Alzheimer, aponta um estudo realizado em camundongos na universidade de Washington. Acredita-se que um componente chave da doença seja a formação de placas de proteína no cérebro.

Perda de memória e dificuldades de raciciocínio são sintomas mais avançados do Alzheimer.

 

 

No estudo divulgado na publicação científica Science Translational Medicine, os pesquisadores mostraram que os camundongos têm o sono interrompido quando essas placas começam a ser formadas.
Especialistas dizem que se a relação entre esses dois fatores for comprovada, a informação pode ser uma importante ferramenta para o tratamento da doença.
É consenso na literatura médica de que quanto mais cedo se descobrem os sinais de Alzheimer, mais efetivo tende a ser o tratamento contra a doença.

Portadores da enfermidade não apresentam problemas de memória ou clareza de pensamento até estágios mais avançados e, quando isso ocorre, partes do cérebro já foram destruídas, dificultando ou mesmo impossibilitando o tratamento.
Os níveis de proteína amilóide oscilam naturalmente, tanto em camundongos quanto pessoas, ao longo de um período de 24 horas. Mas, com o Alzheimer, tais placas são formadas permanentemente.

Na pesquisa conduzida em Washington, os pesquisadores afirmaram que camundongos de hábitos noturnos costumam dormir 40 minutos a cada hora, mas tão logo as placas começam a ser formadas, o período de sono é reduzido para 30 minutos.
“Se estas anormalidades começam cedo assim no desenvolvimento do Alzheimer humano, elas podem nos fornecer um sintoma facilmente perceptível (da doença)”, disse um dos pesquisadores, David Holtzman.
Mas descobertas em camundongos nem sempre são aplicáveis a humanos e podem existir outros motivos para a interrupção do sono.
Especialistas dizem que são necessários mais estudos para que se tenha uma visão mais clara do problema.

 

*Fonte: BBCBrasil

CIÊNCIA ou CURIOSIDADE : A ÍNDIA LANÇA O – “Creme da Virgindade” – ou “PRODUTO REVOLUCIONÁRIO” *

“Creme de virgindade”

gera polêmica na Índia

 

 

Uma companhia da Índia lançou o que afirma ser o primeiro creme para “estreitar a vagina”, chamado 18 Again (18 de novo), que afirma fazer a mulher se sentir ‘‘como uma virgem’‘ novamente.

A empresa Ultratech afirma que o produto oferece poder às mulheres, mas os críticos dizem que ele faz exatamente o contrário.

Comercial mostra mulher dançando e dizendo se sentir como uma virgem novamente.

 

O comercial do 18 Again mostra uma indiana trajando um vestido característico do país, cantando e dançando, como em um filme de Bollywood.
”Eu me sinto como uma virgem”, afirma a personagem da publicidade, ainda que o anúncio deixe claro que ela não o é.

Seus sogros, chocados, observam-na. Logo seu marido se junta a ela, dançando salsa.

”Me sinto como se fosse a primeiríssima vez”, ela afirma, enquanto dança.

A sogra faz uma expressão de nojo ao observá-la, mas ao final do anúncio até ela parece ceder, ao comprar o produto pela internet, diante do olhar de aprovação do marido.
Produto revolucionário”

A Ultratech, fabricante do 18 Again baseada em Mumbai, diz que o produto é o o primeiro no gênero em toda a Índia (cremes semelhantes existem em outras partes do mundo, como os Estados Unidos).
O proprietário da Ultratech, Rishi Bhatia, afirma que o creme, que está sendo vendido por US$ 44 (cerca de R$ 90), contém ingredientes naturais, como pó de ouro, aloe vera, amêndoa e romã, e foi clinicamente testado.
”É um produto único e revolucionário, que também contribui para aumentar a autoconfiança de uma mulher e seu amor próprio”, afirma Bhatia, que acrescenta ainda que o objetivo do produto é dar mais poderes às mulheres.
Ele frisa que o produto não se diz uma restauração da virgindade de uma mulher, mas sim resgatar as emoções de ser uma virgem. ‘‘Estamos apenas dizendo, ‘sinta-se como uma virgem’. É uma metáfora. Ele tenta retomar a sensação que uma pessoa tem aos 18 anos de idade.”
Mas a estratégia de marketing da empresa gerou críticas de médicos, grupos feministas e usuários de redes sociais. Os criticos afirmam que o produto reforça a visão amplamente difundidade na Índia de que o sexo pré-nupcial é algo recriminável, um tabu considerado até pecaminoso por muitos.

“Complexo de inferioridade”

”Este tipo de pomada é um absurdo e pode gerar em mulheres um complexo de inferioridade’‘, afirma Annie Raja, da Federação Nacional de Mulheres Indianas, que luta pelos direitos femininos no país.
Ela opina que, em vez de fortalecer as mulheres, o creme tem o efeito oposto, ao reafirmar a visão patriarcal de muitos na Índia – a noção de que todas mulheres querem permanecer virgens até o dia do casamento.
”É o direito de uma mulher ter relações sexuais com um homem, mas a sociedade aqui diz que elas não devem fazê-lo até se tornarem noivas.”

”Ser virgem ainda é algo valorizado e não creio que as atitudes mudarão neste século”, afirma Mahinda Watsa, ginecologista que assina uma popular coluna de conselhos sexuais nos jornais Mumbai Mirror e Bangalore Mirror.

No anúncio, sogros imitando jovem e compram o produto

Modernidade x tradição

Nisreen Nakhoda, uma médica que assina uma coluna de conselhos sexuais para o site MDhil, se diz cética em relação aos efeitos do 18 Again.
”O estreitamento da vagina se dá por meio dos músculos vaginais, por isso eu não sei como um creme pode agir”, afirma. Mas ela acredita, no entanto, que a pomada poderá fazer sucesso na Índia, mesmo diante das rápidas mudanças de costumes, porque as pessoas ainda buscam maneiras de encobrir suas ações.
‘Tudo é envolto em segredos e cercado de discrição. Ninguém realmente discute suas vidas sexuais com médicos ou namorados. A nova geração quer ser moderna e fazer sexo antes do casamento, mas ainda é criada de forma tradicional, segundo a qual é tabu fazer sexo antes do casamento. Isso gera muito confusão entre vários adolescentes”, comenta.
A venda do 18 Again se dá pouco após a controvéria em torno de um creme para clarear a vagina. Ambos são exemplos de valores tradicionais se chocando com os costumes mais recentes na Índia.
O proprietário da Ultratech afirma que a polêmica em torno do 18 Again é sem sentido. “Os homens têm à sua disposição tantos produtos que eles podem usar para realçar o seu prazer sexual, isso representa apenas colocar a intensificação do prazer sexual nas mãos das mulheres’‘, comenta Rishi Bhatia.

 

Rajini Vaidyanathan
Da BBC News em Mumbai

*Fonte: BBCBrasil

 

SAÚDE E BEM ESTAR : Coca Cola e Pepsi terão que alterar suas Fórmulas. * – Colaboração de Leonor Medeiros.

Nos EUA

Coca-Cola e da Pepsi terão de informar

sobre riscos à saúde no rótulo

 

 

As empresas de refrigerante Coca-Cola e da Pepsi terão de alterar a composição do corante caramelo dos seus refrigerantes. A decisão foi baseada na legislação da Califórnia, nos Estados Unidos, que obriga as empresas a incluir essa informação nos rótulos das bebidas – essas substâncias cancerígenas.

A Coca-Cola e a Pepsi controlam cerca de 90% do mercado norte-americano de refrigerantes. As alterações na composição de ambos, que começaram a ser feitas na Califórnia, vão ser ampliadas para todo o país. Mas a expectativa, segundo analistas, é que se estenda para os outros países.

Representando a empresa Coca-Cola nas negociações com a Justiça da Califórnia, Diana Garza-Ciarlante disse que a companhia determinou aos fornecedores de corante caramelo que modifiquem o processo de fabricação do produto.

O objetivo da medida, segundo a Coca-Cola, é reduzir a substância denominada química 4-metilimizadol – apontada como uma ameaça à saúde. De acordo com Garza-Ciarlante, a empresa tomou a iniciativa, apesar de acreditar que não há risco para a saúde pública que justifique a alteração na composição da Coca-Cola.

A associação norte-americana que representa a indústria das bebidas informou que a Califórnia adicionou o corante à lista de substâncias cancerígenas sem provas que associem o seu consumo ao aparecimento da doença.

Os dez refrigerantes mais populares dos Estados Unidos:

Pepsi de 2º a 3º lugar…

  1. Coca-Cola Classic
  2. Coca-Cola Light
  3. Pepsi-Cola
  4. Mountain Dew (com sabor cítrico)
  5. Dr. Pepper (com sabor de baunilha)
  6. Sprite (sabor lima-limão)
  7. Pepsi Diet
  8. Diet Mountain Dew (versão diet do Dew)
  9. Diet Dr. Pepper (versão diet do Dr. Pepper)
  10. Fanta (igual ao refrigerante no Brasil)

* Fonte: Agência Brasil/Efe(R7)

SAÚDE E BEM ESTAR : COMER FRUTAS VERMELHAS PROTEGE O CÉREBRO. * – Colaboração de Eliane Soares.

Frutas vermelhas podem

retardar perda de memória

Mirtilos e morangos estão relacionados a um melhor funcionamento do cérebro

 

 

Comer frutas vermelhas pelo menos uma vez por semana pode proteger o cérebro contra a perda de memória decorrente do envelhecimento, aponta um estudo feito com 16 mil mulheres. A análise, desenvolvida por uma pesquisadora do Channing Laboratory e do Women?s Hospital, nos Estados Unidos, foi publicada no Annals of Neurology.

Para avaliar o funcionamento mental das participantes, foram feitas três entrevistas telefônicas com espaçamento de cerca de dois anos entre uma e outra. Durante a conversa, todas foram questionadas sobre detalhes de um texto que haviam ouvido antes ou sobre a ordem de palavras e números de uma lista passada. Em seguida, os pesquisadores compararam mulheres que haviam comido mais frutas vermelhas, como morango e mirtilo, com aquelas que comiam esses alimentos em menor quantidade.

Essas pessoas que consumiam mais frutas vermelhas apresentaram melhores resultados em testes de memória. Os pesquisadores observam que nenhuma delas consumia grandes quantidades desse alimento: o consumo aproximado era de meia xícarade mirtilos ou uma xícara de morangos por semana.

Os especialistas, entretanto, alertam que o trabalho não estabelece uma relação direta entre frutas vermelhas e memória. Eles observaram, por exemplo, que as mulheres que consumiam mais frutas também praticavam mais exercícios. Mesmo assim, o alto consumo de vegetais e frutas, particularmente as vermelhas, aparecem como bons coadjuvantes na preservação da memória.

Conheça os alimentos amigos da concentração e da memória

Algumas mudanças em nosso cardápio podem ajudar nosso cérebro a se manter mais concentrado e até diminuir o envelhecimento cerebral, melhorando a nossa memória. Uma alimentação adequada, rica em antioxidantes também faz parte das ações para prevenir as chamadas doenças degenerativas, como Alzheimer e Parkinson, fatalmente relacionadas à produção de radicais livres pelo nosso organismo.

Outro ponto muito importante é não pular refeições, principalmente o café da manhã. Isso pode comprometer o desempenho cerebral por falta de glicose e levar à fadiga mental. “O ideal é fazermos cinco refeições por dia, com um intervalo de três horas para cada uma, sem pular nenhuma refeição”, explica o nutrólogo Roberto Navarro. Confira a seguir quais são os alimentos que protegem o seu cérebro.

1. Glicose

“A glicose é o principal combustível para o funcionamento dos neurônios cerebrais”, diz o nutrólogo Roberto Navarro. A hipoglicemia, que é a falta de glicose em nosso organismo, pode comprometer nosso raciocínio, atenção e concentração. Em casos extremos pode até levar ao coma. Ao escolher as melhores fontes de glicose fique com os cereais integrais, legumes e frutas.

2. Zinco

O zinco desempenha função regulatória no organismo. De acordo com a nutricionista do Hospital Sírio Libanês, Érika Suiter, ele atua na atividade neuronal, na memória e na concentração, além de possuir ação anti-inflamatória. “O zinco protege os neurônios contra os radicais livres e preserva as membranas dos neurônios, colaborando para a troca de informações entre eles”, diz. Você pode encontrar zinco em carnes vermelhas, ovos, ostras, caranguejo, laticínios e fígado.

3. Selênio

Estudos mostram que este mineral tem um forte impacto sobre o cérebro. Pessoas com baixos níveis de selênio podem sofrer distúrbios na atividade dos neurotransmissores – substâncias produzidas pelo neurônio que tem como função levar informações de uma célula a outra -, podendo até sofrer alterações de humor. “O selênio ajuda substâncias como a serotonina, a dopamina e a acetilcolina, que são fundamentais para a transmissão de mensagens entre os neurônios e o bom funcionamento cerebral”, diz Érika. Boas fontes de selênios são grãos, alho, carne, frutos do mar, castanha-do-pará, nozes, avelãs e abacate.

4. Ferro

A principal função do ferro no nosso organismo é ajudar a carregar o oxigênio para os tecidos, inclusive para o cérebro. Érika conta que quando os níveis de ferro diminuem, o organismo fica com pouco oxigênio disponível, resultando em fadiga, perda de memória, concentração reduzida, apatia, perda de atenção e atenção reduzida no trabalho. As fontes de ferro podem ser separadas em animais e vegetais, sendo que as primeiras são melhores absorvidas pelo organismo. Dentre as fontes animais estão as carnes vermelhas, principalmente fígado de qualquer animal e outras vísceras, como rim e coração, carnes de aves, de peixes e mariscos crus. Entre os alimentos de origem vegetal, destacam-se as folhas na cor verde-escura, como o agrião, couve e cheiro-verde; as leguminosas, como feijões, fava, grão-de-bico, ervilha e lentilha; e grãos integrais ou enriquecidos.

 

* Fonte : Por Minha Vida – publicado em 26/04/2012

CONSUMIDOR/USUÁRIO : SABONETES BACTERICIDAS. QUAIS DE FATO PROTEGEM? *

Protex e outros sabonetes não

protegem contra bactérias,

diz Proteste

 

Sabonetes bactericidas. Alguns de fato o são e outros não.

 

 

Sabonetes bactericidas prometem acabar com as bactérias e germes presentes no corpo, mas, segundo teste da Proteste, nem todos eles cumprem a promessa. Protex (em barra e líquido) e Lifebuoy líquido não eliminaram nenhuma das quatro bactérias testadas, apesar de se autointitularem bactericidas. O Dove hidratante também não eliminou bactérias.

Foram analisados dez produtos bactericidas, sendo três líquidos e sete na versão em barra, entre eles dois sabonetes hidratantes – Dove e Granado Tradicional – eleitos o melhor do teste e a escolha certa pela Proteste no ano passado.

Os três produtos mais bem avaliados são em barra. E esses produtos devem ser usados com frequência apenas nas mãos.

Oito sabonetes eliminaram a bactéria Escherichia coli, presente no intestino grosso e nas fezes humanas. “A constatação mais surpreendente foi quanto ao Protex. O sabonete, líder nesse segmento, garante acabar com 99,9% das bactérias presentes na pele. Porém, não eliminou, nem sequer reduziu, qualquer micro-organismo usado no teste”, diz a publicação do instituto de proteção ao consumidor.

Dos cinco sabonetes que anunciavam proteger a pele contra o S. aures, somente o Dettol em barra confirmou sua ação. Protex e Lifebuoy, nas versões sólidas, ainda garantem eliminar a S. marcescens, o que só o Lifebuoy conseguiu. Vale ressaltar que Granado Antisséptico, Ypê, Racco e Protex não indicam em seus rótulos para quais bactérias devem agir. No entanto, fora o Protex, esses produtos demonstraram ação bactericida.

Para fazer o teste de eficácia bactericida, utilizamos uma solução padrão, composta de sujeira “criada em laboratório” e quatro bactérias específicas. A solução foi colocada em diferentes placas e, em cada uma delas, foi aplicada uma quantidade de sabonete. Foram bem avaliados aqueles produtos que conseguiram eliminar, em um período de cinco minutos, a 20oC, a maior quantidade de bactérias.

Outro lado

A Colgate, companhia da linha Protex informa que ainda não tem um posicionamento sobre os resultados do teste da Proteste. A Unilever, detentora da marca Lifebuoy, esclarece que o produto fabricado pela empresa atende todas as normas vigentes no Brasil, tanto com relação aos processos de fabricação, quanto aos ingredientes presentes. “A empresa não recebeu da Pro Teste o laudo de análise do produto citado, portanto desconhece os critérios e metodologias utilizadas para se posicionar sobre tais resultados”. Já sobre o Dove, a assessoria da marca afirma que o produto não divulga ter propriedades bactericidas.

 

 

Nem todos os sabonetes bactericidas são capazes de eliminar bactérias. Para verificar quais produtos não cumprem essa função, o Proteste realizou um teste com 10 produtos, sendo três líquidos e sete na versão em barra. Para fazer o teste de eficácia bactericida foi utilizada uma solução padrão, composta de sujeira “criada em laboratório” e quatro bactérias específicas. A solução foi colocada em diferentes placas e, em cada uma delas, foi aplicada uma quantidade de sabonete. Foram bem avaliados os produtos que conseguiram eliminar, em um período de cinco minutos, a 20º C, a maior quantidade de bactérias. O Dettol em barra foi o mais bem avaliado com 84 de nota final. Ele eliminou as bactérias: Escherichia coli, presente no intestino grosso e nas fezes, a Pseudomonas aeruginosa, uma das causadoras de infecção hospitalar e a Staphylococcus aureus, que causa infecções na pele e até pneumonia.

 

Do UOL
Em São Paulo

*Fonte: Uol/Proteste